O que é apologética?

Postado em
0
por Vinicius Misael
 

‘Apologética’ é um termo derivado da palavra grega ‘apologia’, que significa ‘defesa verbal’ ou ‘discurso em defesa’, assim como se faz em um tribunal. No âmbito cristão, ela implica em fazer uma defesa em favor da verdade da fé cristã, utilizando-se de argumentos lógicos.

O versículo chave da apologética cristã é I Pedro 3.15, que está escrito: “Antes, santificai a Cristo, como Senhor, em vosso coração, estando sempre preparados para responder a todo aquele que vos pedir razão da esperança que há em vós”.

Esse versículo nos mostra que precisamos estar sempre prontos para responder o porquê de crermos no que cremos. Talvez, jamais encontremos alguém que nos faça perguntas difíceis sobre nossa fé, mesmo assim, devemos estar preparados.

O apóstolo Paulo era um grande apologista. Na cidade de Tessalônica, ele argumentou por três sábados acerca das Escrituras, expondo e demonstrando ter sido necessário que Cristo sofresse e que, depois de morrer, tinha de ressuscitar (Atos 17.2-3). Logo depois, Paulo estava em Atenas falando no Areópago com filósofos gregos (Atos 17.22-24). Ele também defendeu o Evangelho diante dos reis (Atos 26.26-28), e em I Coríntios 15.3-8 utilizou a ressurreição de Jesus como principal argumento para a veracidade da fé cristã. Da mesma forma que, em seu primeiro discurso depois de Pentecostes, registrado no segundo capítulo de Atos, procurou provar aos outros judeus que o cristianismo era verdadeiro, utilizando como principal argumento a ressurreição de Jesus.

Todos esses exemplos nos mostram que os apóstolos não temiam dar evidências em favor da verdade daquilo que proclamavam.

 

Deus nos criou como seres racionais, dotados de inteligência, com a capacidade de discernir o verdadeiro e o falso, o correto e o errado. Sendo assim, o ponto central da apologética é mostrar que o cristianismo não é uma fé ‘cega’, mas sim que é convincente do ponto de vista racional e é intelectualmente viável.

Isso não significa dizer que as pessoas se tornarão cristãs por causa da razão e da lógica dos argumentos a favor do cristianismo, a salvação se dá exclusivamente por intermédio da fé (Efésios 2.8). No entanto, argumentos e evidências nos ajudarão a desconstruir pensamentos propostos por céticos que insistem em duvidar da existência de Deus, bem como da inspiração e inerrância bíblica.
Os argumentos em prol da existência de Deus, da ressurreição de Jesus, da confiabilidade das escrituras são muito bons, e como cristãos precisamos usar essas ferramentas ao nosso favor.
 
A ideia não é ganhar argumentos, mas levar as pessoas ao conhecimento da verdade que as libertará (João 8.32). O objetivo da apologética não é antagonizar ou humilhar os que se encontram fora da igreja, e sim ajudá-los a abrir os seus olhos para a realidade, a confiabilidade e a realidade da fé cristã.

Quando apresentamos Jesus de maneira amorosa, combinada com uma boa apologética, e sempre confiando que quem convence é o Espírito Santo, vamos alcançar muitas pessoas.

 
 
 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA