Conectados ao propósito de Deus

Postado em
1

por Sâmia Rocha 

Para correr a carreira de Deus é preciso confrontar, antes de tudo, as realidades da própria vida. Frequentemente, são levantadas pessoas para cumprir o que Deus as chamou para fazer, entretanto, é preciso, antes disso, criar estruturas internas, há uma graça necessária para cumprir o que Deus deseja. O chamado não é adquirido com imposições de mãos, mas com o coração em Deus, colocando a vontade d’Ele acima de tudo.

Em João 12.24 está escrito: “Na verdade, na verdade vos digo que, se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas se morrer, dá muito fruto”.

O que você quer produzir?  Você tem produzido luzes e foco ou você tem produzido apenas eco? Todos precisam estar disponíveis a morrer para que quando falem ou façam algo não venham a produzir apenas ecos. A vida com Deus tem a ver com novidade de vida e isso significa viver uma vida totalmente nova e não ser guiado por “achismos”. Não há como a vontade de Deus e a sua vontade  ter o mesmo espaço.

Em Mateus 16.24-25 está escrito: “Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me; Porque aquele que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, e quem perder a sua vida por amor de mim, achá-la-á“. 

Nem todos irão para as nações, porém, isso não significa que não há um propósito divino em sua vida. A comissão de Deus não diz respeito apenas a estar no púlpito, mas a servir onde for necessário. 

Em João 3.30 está escrito: “Convém que Ele cresça e eu diminua“.

Muitos correm a carreira sozinhos não por um direcionamento, mas por uma disputa e para promover sua própria vida. Se somos guardiões uns dos outros é essencial que o trabalho seja junto para que aconteçam as correções necessárias, ser corrigido não significa deixar de ser amado. Atualmente, se vive uma realidade em que muitos não se importam uns com os outros e este não é o desejo de Deus. Caim agiu dessa forma quando Deus o perguntou sobre Abel, ninguém corre sozinho. A carreira é individual, mas pessoas farão parte da história uns dos outros.

Toda carreira em Deus  exige atenção, e há cinco pontos importantes que devem ser examinados, frequentemente.

primeiro ponto é ter a certeza de que está no lugar certo – não escolha qualquer lugar. Existe uma graça, uma visão para se estar no lugar certo. O lugar certo tem a estrutura adequada para ajudá-lo a desenvolver o seu chamado. É preciso avaliar constantemente a própria vida, para que seja moldado e que não tenha àquilo que precisa ser feito no Reino de Deus. Deixe Deus conduzir você para o lugar de crescimento. Treinamento no lugar certo não tem a ver com estar parado, mas se mover. É necessário estar no lugar certo para o desenvolvimento do chamado de acordo com aquilo que Deus tem para cada um.

segundo ponto é estar com as pessoas certas – as pessoas certas nos levam ao propósito divino. As associações são tão impactantes que podem alterar e definir onde alguém pode chegar. O poder de decisão está nas mãos de cada um, porém, nem sempre se toma as decisões certas quando a base está sobre as coisas que se vê ou sente. Deus sabe conduzir todas as coisas, inclusive quais as conexões certas para cada fase da vida a fim de cumprir o plano divino. 

Estar com as pessoas certas é se deixar ser conduzido por Deus e receber as correções que precisam para o avanço e a próxima fase. Os discípulos também foram expostos à situações adversas e receberam as correções uns dos outros para que houvesse o avanço. Ministério não é área de conforto, mas confronto. Todo novo desafio exige esforço. Deus deseja que seus filhos mudem de nível e não vivam de forma confortável.

No livro de Isaías 11.3 está escrito: “Deleitar-se-á no temor do Senhor; não julgará segundo a vista dos seus olhos, nem repreenderá segundo o ouvir dos seus ouvidos“. 

O terceiro ponto é fazer a coisa certa – estar no lugar certo e com as pessoas certas não garante que a coisa certa está sendo feita. Nem sempre o que é pedido para fazer será confortável, mas são nessas atividades que a maturidade é alcançada. Se o líder puxa a equipe para fazer coisas diferentes é porque ele vê além e deseja o crescimento da equipe. 

Não deve haver desculpas para fazer aquilo que Deus está direcionando você fazer. Não importa o que deve ser feito, se submeter ao que Deus diz deve prevalecer. Não estamos no mundo para fazer nossa própria vontade.

quarto ponto é fazer a coisa certa da maneira certa – a motivação pode mudar de uma hora para outra e mesmo fazendo a coisa certa o coração pode estar totalmente desalinhado. A condição do coração está ao nosso alcance.

quinto ponto é estar no tempo certo – O autor de Eclesiastes 3 fala que Deus fez todas as coisas no seu devido tempo. Detectar e perceber o tempo e cada fase da vida é essencial. Quando o coração está inclinado para obedecer a Deus, Ele sabe do que cada filho precisa e qual é o tempo ideal para cada coisa acontecer.

Estar disponível às orientações e obedecer a Deus em todos os aspectos exige um coração submisso, porque nem sempre o que Deus fala virá de encontro ao que se deseja, porém, querendo ou não, é preciso obedecer sem resistências. 

Não tenha tendências em completar a frase com aquilo que Deus não disse. Não queira “dar pitaco” e procurar algo que não é o tempo ainda. É preciso correr com a graça recebida em cada tempo e assim, diante de cada fase, novos horizontes irão vir. Deus revela o necessário de acordo com cada fase para que o propósito seja cumprido de forma eficiente em cada uma delas. 

 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA