A natureza tríplice do homem

Postado em
0

por Kenneth E. Hagin

O estudo da natureza tríplice do homem – o espírito, a alma e o corpo – sempre me intrigou. Tenho procurado seriamente aprender a diferença entre os três. É bastante fácil distinguir o corpo dos outros dois. Mas, às vezes, é difícil estabelecer a diferença entre o espírito e a alma. Não há outra fonte, senão a Bíblia, que possa fazer isso. As más interpretações a respeito desse assunto são abundantes. Muitos erros têm sido ensinados, até mesmo nos púlpitos. 

Durante anos, estudei os livros adotados em várias faculdades de Teologia para o estudo do ser humano, procurando a verdade nessa área. Verifiquei os livros ensinados pelas escolas bíblicas do Evangelho Pleno. Tinha em minhas mãos os compêndios empregados pela denominação a que pertencera originalmente, mas achei pouco esclarecimento em todos eles. Todos se baseavam nos ensinamentos de indivíduos e não na Palavra de Deus. 

Conversei com alguns dos mestres da Bíblia mais capacitados do círculo do Evangelho Pleno e falei com aqueles que possuíam doutorado em Teologia. Foi surpreendente verificar que a maioria deles sabia tão pouco a respeito do assunto espírito, alma e corpo do homem.

Alguns me têm dito: “Pensava que o espírito e a alma fossem idênticos. Foi assim que sempre preguei”. 

Mas, eu lhes indicavam que os dois não podiam ser iguais. Se assim fossem, por que a Bíblia diria: “Porque a Palavra de Deus é viva, e eficaz, mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito (Hebreus 4.12)”?

Se fossem a mesma coisa, não poderiam ser divididos. Se fosse iguais, Paulo não teria instruído: “E todo o vosso espírito, alma e corpo sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda do Senhor Jesus Cristo”. (I Tessalonicenses 5.23-b)

Trecho do livro: “O homem em três dimensões”. 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA