“Nós” é melhor do que “eu”

Postado em
1

por Edilson de Lira 


Existe uma importância nas conexões. No Brasil, tem classes econômicas diferentes, mas que estão juntas na igreja local. A igreja conecta todas essas pessoas. Como é passar por essa pandemia sem uma igreja local?

Existe uma importância em estarmos em associação com as pessoas nos momentos tristes, mas também nos de alegria. É na igreja que aprendemos a nos alegrar com os que se alegram e chorar com os que choram (Romanos 12.15). Não é bom que o homem fique só. Devemos fazer o esforço para preservar a unidade. 

Toda tristeza que você divide com alguém diminui e toda a alegria que você divide com alguém se multiplica.

A natureza do homem não mudou e a resposta que Deus tem, para a nossa vida, não mudou e muito em breve vamos ter a comunhão que precisamos ter uns com os outros mesmo depois desta estação. Um bebê que não recebe o toque na mãe, cresce menos e se desenvolve menos. O hormônio do crescimento é liberado pelo toque. Nós também precisamos do hormônio do crescimento espiritual. Tomando somente o leite e sem o contato com as pessoas, você não vai se desenvolver como deveria. Você precisa mais do que da Bíblia para se desenvolver como cristão. Você precisa estar em contato  com as pessoas. Precisamos da igreja e desse ambiente projetado por Deus para transformar você no melhor você que você pode ser. 

Se você escolher focar nas falhas das pessoas vai encontrar motivos para não estar em comunhão, mas se escolher focar no poder na unidade vai escolher viver essa verdade. Cristianismo não é um ensinamento, mas um relacionamento. Precisamos entender a importância de estarmos unidos. Percebi um princípio importante na Bíblia. Ninguém ungiu-se a si mesmo ou enviou-se a si mesmo, por exemplo. Todo o fruto em nossas vidas são resultado de nossas parcerias.

Quem anda com os sábios será sábio, mas o companheiro dos insensatos se tornará mau” (Provérbios 13.20).

Deus depositou uma parte do seu destino na vida de outros, é por isso que você não vai cumprir o seu chamado sozinho. Uma parte da visão de Deus na sua vida vai ser transmitida por uma outra pessoa. Na Bíblia lemos que os maiores sucessos e as maiores tragédias foram fruto de parcerias.

Quando Deus quer abençoar a sua vida, ele lhe apresenta a uma outra pessoa. O melhor lugar para encontrar essas pessoas é a igreja, pois você não acha a pessoa certa no lugar errado, mas acha a pessoa certa no lugar certo. Você nunca mais é a mesma pessoa depois que se associa com alguém. Não escute o conselho de quem está caindo numa mesma área que você e que não são exemplares para você. Se associe a pessoas que vão tirá-lo do lugar onde você está para um lugar melhor.

Há pessoas que dizem que não vão para a igreja porque não estão bem, outros dizem que não vão para a igreja porque estão bem e isso é mais estranho ainda, mas não vamos à igreja somente por causa de nós mesmos. Normalmente, nos momentos em que você quer ficar sozinho são os que você mais precisa estar com pessoas. Um predador anda em derredor buscando a quem possa tragar, mas tem um detalhe. O leão, ou o diabo, ele busca quem ele pode tragar. Se ele não tragou você é porque ele não pôde (1 Pedro 5:8). 

Se um rebanho de ovelhas está indo para um lugar e uma das ovelhas decide se afastar, ela não é mais ovelha, mas refeição. 

Comunhão é uma parceria com um propósito em comum. Quando você entende o seu propósito nunca mais você vai querer ficar afastado.

Sozinho você não tem como fazer muita coisa, mas quando está unido a uma visão, você pode impactar uma cidade. “Nós” é melhor do que “eu”. Depois que um amálgama acontece não tem como você separar os metais. Ninguém é mais inteligente, perseverante, ou pode fazer mais do que todo mundo junto. Você faz parte dessa pedra viva chamada igreja: um grande projeto de Deus.

Seu envolvimento na igreja local é muito importante! 

 

*Trechos da mensagem do dia 16 de julho, na Conferência de Ministros on-line 2020.