O tipo de corpo que estamos entregando a Cristo

Postado em
0

Vemos a bíblia fazendo analogias da igreja como o corpo humano. A igreja é o corpo de Cristo.

Efésios 4.16 “Do qual todo o corpo, bem ajustado, e ligado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a justa operação de cada parte, faz o aumento do corpo, para sua edificação em amor”.

Paulo está dizendo que para que haja um crescimento, um aumento, é necessário que o corpo esteja ajustado. E além disso, ele precisa estar consolidado pelo auxílio de toda junta. E há também outro elemento que precisa acontecer: a justa cooperação de cada parte.

Você é parte da igreja? Qual a cooperação que você tem dado?

O que dá vida ao corpo é a possibilidade das articulações trabalharem. E às vezes, a gente acha que a nossa igreja está um pouco parada, sem vida. Isso se dá porque o movimento, o dinamismo, é característico da vida. Será que isso não está acontecendo por causa do pouco movimento das nossas articulações? Qual o tipo de corpo nós estamos entregando a Cristo?

Qual você acha que combina mais com o corpo de Cristo? Alguém que está com dores na coluna, nas articulações, com dificuldades de andar, ou um corpo que aparenta saúde, bem estar, com as articulações funcionando perfeitamente? Qual o tipo de corpo estamos entregando a Cristo?

Quando você passa pela situação de privação de alguma parte do seu corpo, você entende o quanto aquela parte faz falta e, todo o corpo fica sobrecarregado. Às vezes, você não está fazendo a sua parte devida no corpo de Cristo e pode ser que algum irmão esteja sobrecarregado.

Se não usarmos bem o membro que Deus nos deu, vamos acabar não aumentando de tamanho, pelo contrário, vamos diminuir. O trabalho da articulação é necessário para que o músculo funcione bem e aumente de tamanho. Se tiramos o movimento de algum membro ele começa a atrofiar.

Talvez, você ache o que você está fazendo já esteja bom, mas se uma parte do corpo não se movimenta, não está em constante dinamismo, não vamos prejudicar somente essa parte do corpo. Quando isso acontece, você acaba sobrecarregando outro membro, e com o tempo esse membro também vai começar a ficar prejudicado e isso fará todo o corpo sofrer.

Deus está nos chamando para conexões mais fortes.

Somente consolidado pelo auxílio de todas as ajuntas que o corpo efetua o seu próprio aumento.

Graças a Deus pela igreja que nós já somos, mas podemos ser uma igreja melhor. A rota de aperfeiçoamento não chegou ao fim, e ser uma igreja melhor passa pela qualidade das conexões que cada um que nós temos.

Se aumentarmos a quantidade, precisamos aumentar também a força, a intensidade dos nossos relacionamentos. Nós não precisamos ser uma igreja fria só porque somos grandes, eu tenho certeza que a proposta de Deus não foi aumentar e enfraquecer. A força de uma igreja não depende do tamanho das suas paredes, não depende também de quem está liderando, a força da igreja depende da consolidação de cada membro, a força da igreja depende de mim e de você.

Deus pensou no corpo de Cristo de uma forma, mas quem vai executar esse plano sou eu, é você.

A sua intensidade só quem pode medir é você. Ela não é medida pela quantidade de vezes que você está em algum lugar, mas por como está quando você está. Não podemos comprometer o que Deus quer fazer por conta da nossa falta de intensidade.

Nós podemos ser uma igreja melhor.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA