Entrevista com Tony Cooke

Postado em
1

Olá, queridos!

Com muita alegria, a postagem de hoje é uma entrevista exclusiva (na verdade, foi mais um bate papo) para o “Verbo em Forma” com o escritor e reverendíssimo Tony Cooke.

Foi um tempo fantástico e de muito aprendizado, sobre como controlar a nossa mente pelo nosso espírito recriado, pode causar mudanças concretas em nossas vidas. É realmente incrível ver que, quando decidimos controlar nossa alimentação e nossa prática de atividades físicas, podemos melhorar nosso estilo de vida, alcançando não apenas melhorias físicas, mas também ficando mais alegres e cheios de energia – isso é exatamente o que podemos ver na vida de Tony Cooke. A seguir, saiba mais sobre tais mudanças e sobre como ele perdeu peso sem nenhuma intervenção cirúrgica, apenas com uma reeducação alimentar.

Logo no início da nossa conversa, ele compartilhou algo conosco:

Tony Cooke Grande parte dos americanos está muito acima do peso! As pessoas não fazem exercícios como deveriam; elas são sedentárias e comem, em grande quantidade, coisas que não são saudáveis, como açúcar, fritura… Uma das coisas que eu estava convencido em meu coração e que pregava era sobre I Coríntios 9, a respeito de qualificações. Paulo diz: “Eu subjugo o meu corpo e o mantenho em sujeição. Eu disciplino meu corpo, para que, depois de ter pregado a outros, eu mesmo não seja desqualificado”. Eu sempre mencionava essa passagem com relação a questões morais (moralidade), sobre não ter práticas imorais e sobre manter o corpo sob controle. Porém, uma vez eu percebi que, além do aspecto moral, tal passagem também poderia se relacionar à saúde do corpo, sobre o que você põe para dentro do seu corpo! Percebi que, além de desenvolver uma vida moral, uma pessoa também pode ter uma vida disciplinada com uma dieta. Se alguém faz somente a primeira parte, não está controlando seu corpo e não está andando em disciplina. Percebi, portanto, que estava pregando e dando ênfase a apenas um aspecto dessa passagem. Além da moralidade, há outros aspectos relacionados ao corpo; há a questão da saúde, dos exercícios e da disciplina.

Esse fato me inspirou e me fez entender que eu não estava mantendo meu corpo sob controle; estava comendo demais e ganhando muito peso! Sempre usava minhas constantes viagens como desculpa: “Bem, como eu viajo muito, em todos os lugares, as pessoas me oferecem muita comida saborosa; então, eu sempre devo dizer sim!” No entanto, na verdade, eu não precisava comer tudo! Poderia, algumas vezes, dizer: “Não, obrigado”. Eu comia tudo; queria comer tudo! 

Não sabia dizer não.. Mesmo com tanto peso, eu ainda jogava tênis. Porém, jogar tênis já não era tão divertido. Durante o meu tempo de universidade, eu jogava bem, com bastante qualidade. Entretanto, por causa do peso, comecei a ter dores nos joelhos, nos tornozelos, etc. Assim que eu comecei a perder peso, parei de ter as dores.

Às vezes, as pessoas oram por cura; no entanto, elas não necessariamente precisam da cura que vem de Deus. Elas precisam parar de abusar do próprio corpo. Muitas vezes, ao parar com os abusos, o próprio corpo começa a se restaurar sozinho. Nós temos a responsabilidade de nos cuidar. É fácil falar de assuntos espirituais e nunca cuidar do corpo…

Verbo em Forma Houve algum gatilho específico para essa mudança de vida?

Tony Cooke Meu “gatilho” específico foi a minha esposa (risos). Logo após o natal, em Janeiro de 2016, ela me disse: “Tony, nós precisamos conversar”. Naquele momento, eu sabia que algo estava errado. Quando ela disse para sentarmos no sofá, eu vi que realmente era sério. Ela me falou diretamente: “Você precisa perder peso!”. Isso foi logo após o natal; uma época em que a maioria das pessoas ganha muito peso, porque há muita comida saborosa, muitos doces, bolos…. Eu havia comido muito em Dezembro; então, ela foi bem direta comigo! O interessante é que eu sempre ia ao médico; pelos exames, eu estava aparentemente bem. Apesar do sobrepeso, eu não tinha hipertensão ou nenhum outro sintoma. No entanto, se eu não mudasse o meu estilo de vida, provavelmente, acabaria desenvolvendo algo. Quando a minha esposa veio falar comigo daquela forma, entendi que precisava fazer aquilo.

A Universidade Oral Roberts, em Tulsa, possui, como slogan, a seguinte frase: “Educando o homem como um todo”. Eles possuem a missão de ensinar os seus alunos a serem saudáveis espiritual, mental e fisicamente, colocando ênfase no corpo todo. Isso é bem bíblico e bem sábio. Uma das coisas que realmente me chocou foi quando nós estávamos em Roma, Itália; estávamos com um grupo de 25 ou 26 ministros conosco e as suas esposas. Eu disse: “Vamos tirar fotos uns dos outros e, no final da viagem, nós enviaremos essas fotos”. Uma das esposas dos pastores tirou uma foto minha e a enviou para mim. Eu estava tão acima do peso naquela foto! Foi a pior foto que eu vi de mim mesmo; ver aquilo realmente me chateou. Normalmente, eu apago muitas fotos, mas essa eu guardei. Aí, eu pensei: “Tenho que fazer algo”; isso ocorreu em Outubro. Em Dezembro, quando Lisa disse: “Tony, você precisa perder peso”, imediatamente, eu me lembrei daquela foto. Eu precisava daquele empurrão para dar o próximo passo. A foto foi um choque de realidade, um despertar.

No consultório médico, havia um pôster sobre uma companhia que oferecia um programa de supervisão. Era especialmente sobre nutrição adequada. Eu teria que ir ao consultório uma vez por semana, para garantir que eu não estaria perdendo nada além de gordura, a fim de me manter saudável. Portanto, a primeira fase do programa durou por volta de nove meses. Não me encontrava toda semana com o médico, pois, algumas vezes, o encontro era com um personal trainer que me pesava e media o meu índice de massa corporal. Essa pessoa também estava ali para me encorajar. Isso era importante para mim, pois eu sabia que me encontraria com essa pessoa toda semana; se eu trapaceasse na dieta, ela saberia. Então, eu tinha essa motivação.

Verbo em Forma Como é essa dieta?

Tony Cooke Ela é composta de quatro fases. A primeira, focava em realmente perder peso. As fases seguintes se centram na manutenção dessa perda. Portanto, a primeira fase, foi quando eu perdi 44 quilos. Durou nove meses. A dieta era muito simples! Consistia em comer uma pequena porção por dia; porém, uma porção boa! Era uma média de quatro xícaras de vegetais; também havia barras de proteínas e sucos de proteínas para cada dia. Eu comia as porções de carne e de vegetais enviadas diariamente. Confesso que fiquei chocado, pois achei que seria muito difícil, quase uma tortura. Porém, o meu corpo se ajustou muito rapidamente! A minha esposa também disse: “Eu até esperava que você seguisse o programa, mas você se superou!”. Eu também devo dizer que Deus me ajudou. Por anos e anos, estive comendo muito. A partir do momento em que tomei essa decisão, Deus me deu muita graça, uma grande ajuda.

Na montagem acima, fotos de ANTES e DEPOIS das mudanças de hábitos do entrevistado

Verbo em Forma Há uma graça específica para manter o corpo saudável?

Tony Cooke Em Hebreus 4.16, a Bíblia diz: “Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno”. Portanto, acredito que, se uma pessoa pede ajuda a Deus, Ele dará graça para o tempo de necessidade.

Verbo em Forma Quais foram as melhorias para a sua vida?      

Tony Cooke Comecei a ter mais energia. Quando eu jogo tênis, eu me sinto muito melhor. Eu me sinto bem! Não preciso comprar roupas bem maiores. Espiritualmente, acho que uma vida disciplinada é uma vida melhor.

Verbo em Forma O senhor se sente mais qualificado agora?

Tony Cooke De certa forma, eu vejo que, quando algumas pessoas, compreensivelmente, olham para um ministro e percebem que essa pessoa não possui autocontrole, elas acabam se perguntando se realmente devem seguir esse ministro. Há muitos homens de Deus que são fisicamente bem pesados. Essa pode ser a única área de suas vidas em que eles não possuem controle; em outras áreas, eles podem possuir um controle e uma disciplina maravilhosos; no entanto, creio que, se as pessoas observam que o ministro não está cuidando do seu corpo, às vezes, o respeito diminui. Talvez isso realmente não seja algo justo, mas é algo que acaba acontecendo. A Bíblia diz que devemos apresentar os nossos corpos a Deus como um sacrifício vivo; portanto, quando cuidamos do nosso corpo, mostramos respeito e reverência a Deus.

Verbo em Forma O que o senhor diria para encorajar uma pessoa que tem enfrentado dificuldades para controlar a si mesma?

Tony Cooke Eu acho importante procurar ajuda. Lembro-me de uma vez, alguns anos atrás, em que o meu médico me disse: “Seria bom se você perdesse peso”. Eu concordei e perguntei se ele me recomendava uma dieta; ele respondeu: “Pequenas porções”. Ao mesmo tempo em que parecia uma boa sugestão, era algo muito vago. Eu precisava de estrutura; precisava de algo que me dissesse o que fazer. Algumas pessoas dizem que isso é legalismo; no entanto, o meu corpo precisa de legalismo! Meu corpo precisava de algumas regras para seguir. O livro de Provérbios diz que, “se você é um homem dado ao apetite, deve colocar uma faca em sua garganta”. Obviamente, essa é uma figura de linguagem; no entanto, quer dizer que, se for necessário, tome medidas drásticas para parar de comer desta maneira.

No meu caso, descobri um programa de reeducação alimentar. Nesse programa, uma vez que a pessoa se inscreve, ela passa a receber um e-mail todas as manhãs com um vídeo de dois minutos com uma mensagem encorajadora de um médico. Ele também ensina um pouco em cada vídeo; portanto, cada dia é uma pequena lição, de dois ou três minutos no máximo, como um encorajamento regular. Isso me ajudou muito. Toda semana, o personal também me dizia como eu estava. Eu me sentia muito bem, seguindo todas as regras cuidadosamente e estando sempre positivo, apesar da primeira fase ser muito rigorosa com relação ao que podemos comer.

Então, nós precisamos de encorajamento. Acho que, algumas vezes, precisamos ser humildes para dizer: “Eu tentei isso sozinho, mas não estou conseguindo; preciso da ajuda de Deus e de outra pessoa”. Às vezes, as pessoas são orgulhosas demais ou envergonhadas demais para pedir ajuda. No meu caso, nutrição não é algo que eu entenda muito. Mesmo que eu entenda mais agora, eu realmente preciso de mais conhecimento nessa área, porque uma coisa é ter fé, outra coisa é ter sabedoria. É preciso ter sabedoria sobre o que comer e sobre o quanto comer. Então, mesmo que eu conheça a Bíblia, preciso ser orientado com relação à nutrição. Devemos ser suficientemente humildes para admitir quando não somos muito bons em algo.

Se eu continuasse fazendo o que estava fazendo sozinho, ficaria mais pesado fisicamente. Eu precisava de algo para reverter isso. Para mim, foi muito agradável quando os meus amigos ministeriais me perguntavam: “Tony, o que você fez?”. Alguns também estavam com problemas de peso e eu pude ajudar, contando sobre o programa. Não me importava se fizessem esse programa ou algum outro que funcionasse melhor para eles, mas muitos dos meus amigos puderam perder uma grande quantidade de peso também. Tem sido muito recompensador perder peso e encorajar a outros também.

Verbo em Forma E a sua esposa? Ela está lhe acompanhando na dieta?

Tony Cooke Sim, quando eu tenho que comer carne e vegetais, ela faz o mesmo para ela. Ter a Lisa fazendo parte da dieta comigo foi uma grande ajuda, como uma parceira no processo. Quanto à alimentação, ela sempre foi mais controlada do que eu e ela tem a caminhada como o seu exercício principal e regular.  

Por fim, o Pr. Tony Cooke concluiu a entrevista, deixando mais um recado:

O irmão Hagin sempre citava o apóstolo Paulo, afirmando que o exercício físico, de fato, é de algum valor; então, o irmão Hagin dizia: “Pegue o pouco de valor que ele oferece”. Quando Paulo afirmou que o exercício é de algum valor, embora pouco, é porque ele estava comparando com toda a eternidade. Então, nessa vida natural, eu acho que é coerente dizer que o exercício tem um bom valor. Daqui a 10 milhões de anos, não irá importar muito o quanto eu me exercitei; porém, agora, nessa vida, importa bastante. Por isso, o irmão Hagin afirmava que Paulo disse que o exercício físico, de fato, é de algum valor, para aproveitarmos o pouco valor que é oferecido, por ser benéfico; não devemos menosprezar. Há uma razão para mantermos uma perspectiva eterna, pois há pessoas que são tão extremas sobre aptidão física de forma que isso quase se torna uma espécie de Deus para elas. Por exemplo, por boa parte da minha vida, eu estive focado em um desenvolvimento espiritual e mental, não fazendo o que eu deveria fazer fisicamente. Há pessoas que focam inteiramente no desenvolvimento físico, não havendo desenvolvimento espiritual ou mental. Devemos ter um grande equilíbrio com relação a tudo.

“Eu oro para que o Senhor o preserve integralmente e todo o seu espírito, alma e corpo, sejam mantidos irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo”
(I Tessalonicenses 5.23)

 

E você? Ficou animado para começar a viver as mudanças que você espera e tem desejado? Inspire-se nas pessoas que têm se permitido, com a ajuda do Espírito Santo, viver uma vida mais leve e divertida, alcançando seus objetivos.

Fiquem conectados; fiquem em forma.

Com amor,

Rachel Bichusky Garcia

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA