Longevidade

Postado em
0
711

Olá queridos, graça e paz!

O assunto de hoje é Longevidade!

IMG_1034

Você sabia que na Igreja Verbo da Vida – Sede em Campina Grande-PB nós temos o Projeto Longevidade?

O projeto é destinado para o público a partir de 60 anos de idade e tem sido um sucesso, reunindo um número aproximado de 20 à 25 pessoas.

Os encontros acontecem quinzenalmente às quartas-feiras e são conduzidos pelos líderes do projeto, o casal Raphael e Manu Frota.

Eu tive o imenso prazer de ser convidada para ministrar sobre a importância da atividade física nos cuidados com a saúde para a terceira idade e, participei do encontro na quarta-feira do dia 19/04/2017. Que grupo animadoooo!!!

Foi uma tarde muito divertida com direito a atividades físicas durante a ministração e, ao final, a equipe do Projeto Longevidade preparou um lanchinho super saudável: uma salada de frutas bem deliciosa e, com frutas bem variadas!

Se você mora em Campina Grande, e tem 60 anos ou mais, não deixe de participar, ou de indicar para alguém que você conheça nesta faixa etária.

Se você não mora por aqui, incentive seu pastor, e as lideranças de sua igreja local a desenvolverem um trabalho como este.

É muito importante que eles tenham um espaço para comunhão, aprendizado, descontração, passeios, leitura da Palavra, entre outras atividades que podem ser desenvolvidas como artesanatos, caminhadas, alongamentos e etc.

IMG_1005Caso sua igreja já desenvolva algum trabalho nesta linha, compartilhe conosco!

E aí?! Vamos falar de Longevidade?

Confúcio, um pensador e filósofo Chinês fez uma pergunta interessante:
Qual seria a sua idade se você não soubesse qual idade você tem?

Eu acho interessante, pois, muitas pessoas estão “entregando os pontos”, desistindo de muitos alvos na vida por se sentirem cansados, ou por pensarem que “isso não é mais para mim, já fui jovem um dia….”

É lamentável ver pessoas vendo sua própria vida passar e não estarem produzindo mais, por sentirem-se “velhas”.

Quantos têm promessas do Senhor que JÁ se cumpriram?
Quanto têm promessas que ainda NÃO se cumpriram?

Caso você não consiga se lembrar das promessas pessoais e específicas que o Senhor fez para você, você pode recordar-se das promessas bíblicas que são direito de todo cristão, como por exemplo, a que encontramos em Salmos 118.17 – “Não morrerei, mas viverei; e contarei as obras do Senhor”.

Tem um texto na Palavra de Deus que, para mim, é simplesmente inspirador, foi uma fala de Calebe, acerca da promessa do Senhor. Encontra-se em Josué 14.10-11:
“E agora eis que o Senhor me conservou em vida, como disse; quarenta e cinco anos são passados, desde que o Senhor falou esta palavra a Moisés, andando Israel ainda no deserto; e agora eis que hoje tenho já oitenta e cinco anos; E ainda hoje estou tão forte como no dia em que Moisés me enviou; qual era a minha força então, tal é agora a minha força, tanto para a guerra como para sair e entrar”.

Uau!
Eu também quero manter o vigor para cumprir os propósitos do Senhor para minha vida, não importa quanto tempo demore para acontecer!

Ninguém quer parar de ser vivo! Ninguém quer parar de produzir. Ninguém quer deixar de pegar o neto no colo, de realizar suas atividades do cotidiano como caminhar na praça, carregar as sacolas do mercado, viver as promessas do Senhor, etc.

Temos VIDA, muita VIDA! E para isso, precisamos que ela seja longa e de qualidade.

Muitas pesquisas já comprovaram que exercitar-se é um dos caminhos para viver mais.

Uma matéria publicada em 16/09/2015, no site veja.abril.com.br intitulada “Como hábitos diários podem influenciar a longevidade”, apontou várias pesquisas recentes sobre o assunto.

Muitas pessoas podem pensar que uma maior longevidade se conquista apenas com hábitos saudáveis seguidos ao longo da vida toda, mas, de acordo com a referida matéria, uma pesquisa feita na Suécia concluiu que adotar um estilo de vida saudável já na velhice também contribui nesse sentido.

O estudo analisou, ao longo de 18 anos, a sobrevivência de 1.800 idosos com mais de 75 anos e descobriu que não fumar, não beber em excesso (coisas que como cristãos, já não praticamos) e praticar exercícios, pode aumentar em até cinco anos a longevidade, mesmo entre aqueles que têm alguma doença crônica.

A matéria apontou ainda um estudo dinamarquês de 2012, que concluiu que a corrida leve pode aumentar a longevidade em até seis anos. E ainda, uma outra pesquisa americana, publicada no mesmo ano, mostrou que atividades físicas de lazer, como caminhar ou pedalar no parque, é capaz de acrescentar até 4,5 anos na expectativa de vida de alguém.
A pesquisa apresentou também que os prejuízos do sedentarismo, no entanto, não são evitados apenas com os exercícios, mas também com a redução do tempo em que uma pessoa passa sentada em frente à televisão ou ao computador.

A Veja ainda apontou um estudo feito na Austrália e publicado também em 2012, que provou que o sedentarismo não só provoca doenças, como encurta a vida. A pesquisa avaliou 200.000 pessoas acima de 45 anos e descobriu que as que permaneciam sentadas por mais tempo, tinham duas vezes mais chance de morrer em um período de três anos do que aquelas que ficavam sentadas por menos tempo ao longo do dia.

Resumindo: A Atividade Física ajuda prolongar a VIDA! Ela traz MAIS VIDA.
Jesus tem VIDA em Abundância para nós, e faremos nossa parte: Comer bem, nos exercitar…

Um famoso médico no Brasil, o Dr. Drauzio Varella, começou a correr com 50 anos de idade, e ele não é apenas um corredor de fim de semana, ele é um maratonista. Maratonas são 42km. Hoje, ele já participou de várias Maratonas ao redor do mundo! Nunca é tarde para começar…

Se você está longe de completar seus 60 anos, incentive seus amigos, familiares, avós, bisavós a manterem-se ativos. Enquanto houver fôlego de vida, ainda há tempo de começar.

Uma curiosidade é que, o equilíbrio é algo que devemos SEMPRE treinar, mas, principalmente conforme a idade vai avançando, por causa dos riscos de quedas. Os alongamentos dos músculos e das articulações também são muito indicados e, existem muitos exercícios de equilíbrio e alongamento que podem ser feitos em casa mesmo, melhorando a circulação sanguínea, a mobilidade e o bem-estar físico e emocional.

Você sabia que o seu cérebro é um músculo, e por isso, também precisa ser exercitado?
Você pode treinar seu cérebro: treinando diferentes caminhos para lugares habituais; aprendendo um novo idioma; praticando Palavras Cruzadas; leituras diversas, etc.
Exercitar o cérebro ajuda a renovar as conexões neurais, o que aumenta a capacidade de armazenar informações.

A chave para viver mais, pode então, ser encontrada na atividade física. Para fechar o nosso texto de hoje, vou listar, resumidamente, alguns dos benefícios que atividade física pode trazer aos praticantes da terceira idade:

1. Previne e ajuda no combate de doenças como hipertensão, derrames, varizes, obesidade, diabetes, osteoporose, câncer, ansiedade, depressão, artroses, problemas de coluna e tendinite, problemas no coração e pulmões;

2. Melhora da força muscular, diminuindo o risco de quedas e facilitando os movimentos dos braços, pernas e tronco;

3. Reduz o consumo de remédios porque melhora a sensação de bem-estar, reduzindo as dores;

4. Melhora o condicionamento físico geral;

5. Diminui o isolamento social porque aumenta a proximidade com outras pessoas;

6. Aumenta a autoestima, a confiança e aceitação da imagem que o idoso possui de si mesmo.

Vamos praticar?
Abaixo, alguns exercícios que podem e DEVEM ser praticados por qualquer idade, visto a grande importância do treinamento do EQUILÍBRIO:


ATIVIDADES

20170419_1540211. Equilíbrio em um pé só: posicione-se próximo a uma parede ou uma cadeira firme para poder se apoiar caso perca o equilíbrio. Fique em pé com os pés juntos, levante um dos pés mantendo o joelho dobrado para frente ou para o lado. Segure a posição por aproximadamente 10 segundos. Abaixe o pé e depois levante o outro.

2. Balanço de perna: em pé, estique a perna esquerda e levante-a 10 a 15 cm do chão. Com os braços ao longo do corpo, balance a perna esquerda para frente e para trás, tocando o chão para se equilibrar (se necessário) e mantendo o tronco ereto. Repita o movimento sem tocar o chão. Alterne as pernas e repita.

3. Movimento de relógio com os braços: equilibre-se em uma perna só, mantenha a cabeça erguida e as costas retas. Imagine seu braço como o ponteiro de um relógio e aponte para onde estaria o número 3 (o 12 seria o seu braço totalmente esticado para cima), depois, gire o braço na direção do número 9. Repita os movimentos com a outra perna e o outro braço.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA