14 DE NOVEMBRO – Concordância

Postado em
0
809

 

 

Também vos digo que, se dois de vós concordarem na terra acerca de qualquer coisa que pedirem, isso lhes será feito por meu Pai, que está nos céus. MATEUS 18.19

Você não conseguirá obter a cura para alguém que acre­dita que vai morrer! Nesse tipo de situação, não há acordo. Ao orar por uma pessoa, é necessário levá-la a concordar com você.

Geralmente, quando alguém vem a mim com um pedido de oração, se posso concordar com o pedido, falo: “Vamos ficar de mãos dadas agora e concordar. Escute enquanto oro e concorde com a minha oração. Porque se nós dois orarmos ao mesmo tempo e não estivermos atentos um ao que o outro pede, é possível que oremos em direções opostas”.

Certa vez, uma senhora veio pedir-me oração no tocante a uma necessidade financeira. Orei: “Pai, concordamos a respeito dos cem dólares que essa família precisa até o dia primeiro do mês que vem. Concordamos que, até essa data, receberão a quantia. Tu disseste que, se dois ou três concor­dassem a respeito de algum pedido, isso lhes seria concedido. Concordamos que foi concedido, e damos graças a Ti por isso, em Nome de Jesus. Amém”.

Olhei para aquela senhora e perguntei: “Foi concedido?”

Ela começou a chorar e disse: “Espero que sim!”

Não foi, não houve acordo.

Confissão: “Havendo dois dentre nós concordando com aquilo que foi pedido, em consonância com a Palavra de Deus, a oração será atendida por nosso Pai que está nos céus!”

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA