4 DE OUTUBRO – Comunhão na oração

Postado em
0

 

O que vimos e ouvimos, isso vos anunciamos, para que também tenhais comunhão conosco; e a nossa comunhão é com o Pai e com seu Filho Jesus Cristo. Estas coisas vos escrevemos, para que o vosso gozo se cumpra. Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo pecado. 1 JOÃO 1.3,4,7

Se você tem comunhão com Deus e está andando na luz assim como Ele está na luz, a oração passa a ser um dos maiores bens que você herdou em Cristo.

Orar implica reunir suas forças com as de Deus Pai. É ter comunhão com Ele. É cumprir a Sua vontade na Terra.

A oração nunca deve ser um problema nem um fardo para você. Deve ser uma alegria. A verdadeira súplica diante de Deus não tirará nada de você; sempre acrescentará alguma coisa à sua vida! Isso porque, enquanto você está intercedendo, está tendo comunhão com Deus.

Confissão: “Tenho comunhão com meu Pai através da oração. E a minha alegria está completa! Tenho comunhão com o Altíssimo. Posso conversar intimamente com Deus. Falo com Ele e escuto-o, afim de poder realizar a Sua vontade na Terra”.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA