Caráter de servo

Postado em
0

por Luciléia Toledo (Brasília-DF)
*Professora do Centro de Treinamento Bíblico Rhema

“E Eliseu voltou, apanhou a sua parelha de bois e os matou. Queimou o equipamento de arar para cozinhar a carne e a deu ao povo, e eles comeram. Depois partiu com Elias, e se tornou o seu auxiliar” (I Reis 19:20,21).

Em vários anos estudando a respeito de Eliseu, ainda gosto de me reportar à época e viajar no pensamento imaginando como deveria ser o seu serviço como assistente de Elias.

Se fosse atualmente, possivelmente Eliseu era quem cuidava da agenda de Elias, na verdade, viajava com ele para todo lado, comprava suas passagens aéreas, organizava a hospedagem, talvez ficasse atento nos cuidados de sua saúde: se estava tomando água o suficiente, cuidava de suas refeições. Eliseu era o moço de Elias, o carregador de malas.

Elias não precisava se ocupar com mais nada que não fosse fazer a vontade de Deus. Ninguém via, mas, enquanto Elias crescia, havia um suporte que o sustentava, Eliseu, que por sua vez aprendeu sobre o chamado observando Elias de perto, como se movia na unção, como era os bastidores que sustentavam as grandes revelações de Deus.

Em todas as atitudes de Eliseu, embora tivesse a consciência de que Deus o havia chamado para suceder Elias, nunca colocou seu chamado à frente do chamado dele, e nem o serviu por causa do chamado.

Onde estão os carregadores de malas desse tempo? Quem são aqueles que estarão dispostos a deixar seu ministério de lado para fazer com que o ministério do seu líder seja alavancado?

A primeira coisa que precisamos aprender é que, embora Deus nos tenha chamado, a convocação é d’Ele, portanto Ele mesmo abrirá as cortinas. Deus é responsável por nos estabelecer no lugar que nos chamou. Não devemos viver nossos dias tão ocupados em chegar no chamado e nos esquecermos de fazer o que Deus nos confiou agora.

Embora Eliseu soubesse que um dia ele sucederia Elias, esse não era o foco de sua vida. Naquele momento, seu objetivo era aliviar as cargas de Elias, deixá-lo leve para correr sua carreira.

Sabe, ser aliviador de cargas, carregador de malas, não parece muito a ver com preparação para algo, mas é exatamente quando trocamos de cargas com outra pessoa que nos associamos com o que foi depositado de Deus em sua vida.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA