Conciliando fé e vida acadêmica

Postado em
1

vilaniVilani Cavalcante

Graduada da Escola de Ministros Rhema

“Professora, é sério que você acredita que Deus criou o homem do pó da terra, que um homem foi engolido por um peixe e que o mar se abriu?…”. Sou professora há vários anos, de diversos seguimentos, já dei aula do maternal à universidade.

Tenho visto ao longo dessas experiências que no contexto educacional, muitas vezes, a fé cristã e a vida espiritual são relegadas a uma mera superficialidade. Frases como essa citada no início do texto, já ouvi diversas vezes, de diversas formas e por diversos alunos.

Sempre fui desafiada por ideias e teorias intelectuais a desistir da minha crença. O ambiente secularizado, materialista e cético dos programas de pós-graduação da universidade também tentou roubar a minha fé.

Baseada nessas experiências vividas, sei que muitos ensinos e conceitos lançados na vida escolar, especialmente no meio acadêmico, tem confrontado a fé de nossos jovens cristãos. A universidade é um lugar de pluralidade de ideias, e partindo desse pressuposto deveria haver uma tolerância e uma liberdade maior para as expressões da fé cristã, mas o que ocorre é exatamente o contrário.  Prega-se tanto dentro das academias sobre tolerâncias e aceitação, mas o Cristianismo é, muitas vezes, ridicularizado por uma gama de cientistas intelectuais, por conceitos e preceitos academicistas.

Não estou com isso incentivando jovens cristãos a hostilizarem o meio acadêmico e a desconsiderarem, por causa da sua fé, a universidade. Muito pelo contrário, como educadora jamais ia propor algo desse tipo. O que proponho aqui é que os jovens cristãos, inseridos na universidade ou em qualquer contexto escolar, estudem de forma veemente, busquem conhecimento, amem a ciência (que tanto tem feito para o desenvolvimento da vida humana). Mas, que acima de tudo não neguem a sua fé.

Proponho que eles lutem dentro das universidades por liberdade de expressão dos seus princípios de fé e dos seus conceitos cristãos. Que eles não fiquem acuados ou envergonhados quando sua fé nas Escrituras Sagradas for satirizada por pensamentos filosóficos ou teorias ateístas. O Apóstolo Paulo em Romanos 1:16 diz: “Eu não me envergonho do evangelho, pois é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crer”.

Diante do desafio de conciliar a Fé Cristã e a vida acadêmica, considero importante que o jovem que se propõe a viver a experiência universitária seja em tudo um exemplo, que as pessoas antes de qualquer coisa sejam impactadas pelo seu procedimento.

Não adianta querer passar pela academia coagido, escondido por causa da fé, sem expressividade; não me refiro somente à propagação do evangelho, mas ser notado como Cristão pelos seus feitos e atuação, ser respeitado pela sua postura. São Francisco de Assis certa vez afirmou: Pregue o evangelho em todo tempo, se necessário utilize palavras”, as nossas atitudes sempre falarão mais alto que nossas palavras.

Não adianta ser apenas mais um aluno mediano, pois para ser formador de opinião e ser respeitado no seu discurso, é preciso construir um referencial a ser seguido. Muitos ideais e preceitos que norteiam uma sociedade nasceram dentro das universidades, por essa razão os cristãos inseridos nesse meio devem desenvolver uma vida estudantil de excelência, com a capacidade devida de produzir conceitos e ideias que vão transformar e nortear o mundo.

Então, é preciso ter uma postura coerente na vida de fé e na vida acadêmica, e diante de qualquer circunstância que tentar questionar ou destronar a nossa fé, devemos ser firmes e jamais negar os princípios ensinados por Jesus Cristo. Sempre devemos estar preparados e prontos para responder a qualquer um que nos pedir a razão da esperança que há em nós.

Assim, é preciso desenvolver uma vida cristã autêntica, uma convicção profunda no Cristianismo, uma busca constante para tornar a fé mais robusta, aprofundar-se no conhecimento da bíblia e uma comunhão diária com Deus por meio da oração. Vale salientar que tudo isso é essencial, não somente para o jovem cristão inserido no meio acadêmico, mas para todos aqueles que desejam manter a sua Fé Cristã Viva.

 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA