Cumpra a Sua Palavra

Postado em
0
799

euGuilherme Bernardes de Sousa

Graduado da Escola de Ministros Rhema

Por diversas oportunidades, ouvi os ministros dizerem que nosso querido Apostolo Bud, falava: “se sua palavra empenhada não vale nada, então você também não vale nada”

Quando empenhamos nossas palavras, o seu devido cumprimento diz respeito ao meu caráter. Ainda que soframos prejuízos, devemos cumprir o que falamos. Nós nascidos de novo temos um compromisso com princípios bíblicos que são absolutamente irrenunciáveis.

Estamos crescendo a cada dia para nós tonarmos cada vez mais parecidos com nosso Pai, tão logo, devemos pensar como Deus pensa e agir como Ele age.

Deus deu uma instrução para Adão ao dizer que se ele comesse do fruto da árvore certamente ele morreria, sabemos que Adão desobedeceu a Deus e experimentou a morte espiritual e, posteriormente, a morte física, ambas são fruto de sua desobediência.

Deus, ao criar Adão sabia das consequências que seriam trazidas para toda criação, caso Adão comesse o fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal.

Diante da queda de Adão, Deus precisou enviar seu único filho para morrer por nós e pagar o preço que ninguém poderia pegar.

Quero me atentar nesse texto, que, mesmo diante da entrega do seu único filho, Deus não recuou da Palavra empenhada. Nosso pai nunca não pode mentir e não pode se arrepender, mesmo diante de tamanha consequência.

Deus não é homem para que minta, nem filho de homem para que se arrependa. Acaso ele fala, e deixa de agir? Acaso promete, e deixa de cumprir?

(Números 23.19)

Deus nunca deixará de cumprir o que falou, esse é Seu caráter.

Sendo seus filhos, devemos ser imitadores do nosso Pai. Empenhamos nossa palavra, devemos cumpri-la. Ainda que possamos sofrer o prejuízo. Somos comprometidos com a verdade.

Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; não, não; porque o que passa disto é de procedência maligna. (Mateus 5.37)

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA