Debaixo da mão de Deus

Postado em
1

por Tony Cameneti (Brisbane -Austrália)
*Pastor da Rhema Family Church 

Quero compartilhar a respeito da mão de Deus e sobre permanecermos debaixo dela.

Um certo ministro itinerante, bem conhecido, uma vez disse assim: “Nos últimos dias, eu quero estar onde Deus estiver se movendo. Eu não quero saber se preciso me mudar de cidade para cidade, de país para país, eu quero estar onde Deus está se movendo”.

No primeiro momento, achei isso bom, mas eu estava lendo a Bíblia e, em I Pedro 5. 6, diz: “Sendo assim, humilhai-vos sob a poderosa mão de Deus, para que Ele vos exalte no tempo certo”. A palavra de Deus falou comigo e percebi o Espírito Santo falando o seguinte: “O melhor lugar para se estar é debaixo da mão de Deus”. 

Se nós queremos estar no lugar correto, precisamos estar debaixo da mão de Deus.

O Senhor nos observa se estamos tendo a condição de nos humilharmos para estarmos nesta posição. A graça de Deus vem sobre nós e a gente quer ficar debaixo dela. Vamos olhar um pouco do Antigo Testamento:

“…fareis saber a vossos filhos, dizendo: Israel passou em seco este Jordão. Porque o SENHOR, vosso Deus, fez secar as águas do Jordão diante de vós, até que passásseis, como o SENHOR, vosso Deus, fez ao mar Vermelho, ao qual secou perante nós, até que passamos. Para que todos os povos da terra conheçam que a mão do SENHOR é forte, a fim de que temais ao SENHOR, vosso Deus, todos os dias” (Josué 4.22-24).

A mão do Senhor veio sobre eles, que foram capazes de vencer essa batalha. Foi o poder de Deus, a unção d’Ele que os ajudou a terem a vitória. 

Em I Reis 18.46 lemos que o Senhor ajudou a Elias, que pôde correr mais veloz do que os cavalos por 16 dias. Foi a capacidade de Deus para ele fazer algo que ele nem conseguia. Isso mostra um pouco daquilo que é a mão de Deus.

Em tudo o que fazemos requer essa poderosa mão de Deus. Para ministrar, operar nos dons, profetizar, etc. Mas o que seria a mão de Deus? Ela vem sobre nós para fazermos algo espiritual. Essa mão ajuda, por exemplo, a um grupo de música enquanto eles fazem tudo, e eles fazem além de sua capacidade natural. Essa mão também vem sobre o diaconato, o pessoal da mídia, enfim, os ajudando a operar.

A mão de Deus é a graça d’Ele que vem sobre nós e nos capacita a fazermos aquilo que não poderíamos fazer.

Como ficar debaixo dessa mão de Deus? Isso é pra todo mundo! A primeira coisa é identificar a graça de Deus que está sobre a nossa vida. Romanos 12.6 diz que temos diferentes dons. Neste capítulo, diz também que, como corpo, precisamos renovar a nossa mente. Mas será que nós não estamos nos isolando? Será que estamos numa posição de esperar a voz de Deus, ou de dizermos que não temos a graça para fazer determinada tarefa? A gente deve ficar “fazendo nada” até identificar uma graça para tal atividade? A resposta é não. 

Eu aceitei Jesus quando tinha 23 anos de idade, agora eu estou com 65. Depois que me converti, eu encontrei a minha primeira igreja, que inclusive tinha um pastor italiano. Convidei o meu irmão para irmos lá. Fomos e ficamos ali plantados.

Uma das primeiras coisas que devemos fazer para permanecermos debaixo da mão de Deus é nos plantarmos em uma igreja.

O pastor dessa igreja descobriu que eu tocava contrabaixo e me convidou para fazer o teste a fim de entrar no grupo de música. Nesta fase inicial, Deus usa autoridades espirituais para nos ajudar e nos conduzir para debaixo da mão d’Ele.

Após isso, fui cursar a escola bíblica Rhema em Tulsa, Oklahoma, com a bênção do meu pastor, e quase que eu esquecia de levar o meu contrabaixo, mas o levei. Na próxima igreja em que eu estava indo, em Tulsa, eu toquei contrabaixo e o líder do louvor trabalhava para o Rhema. Ele me convidou para fazer um teste para entrar no “Rhema Singers and Band” (Rhema Cantores e Banda). Aquele contrabaixo abriu portas para mim. Fiquei exposto à unção e próximo ao irmão Kenneth E. Hagin. Hoje, ministro muito sobre cura, mas grande parte disso é porque tive contato com o irmão Hagin. Estive lá servindo e estava lá plantado. Se você não é o líder presidente, os seus líderes podem ajudá-lo a ficar debaixo da mão de Deus. Plante a si mesmo em Cristo, na Palavra e em uma igreja local. Não é para você viver isolado para ouvir algo grande e espetacular, ninguém começa assim.

Identifique a graça e se humilhe diante dela.

Quando eu terminei a escola, quis permanecer lá em Tulsa, onde eu conheci uma jovem, a Patsy. Pensei: “Ela vai ser minha esposa”. Mas Deus me disse para voltar a minha cidade natal, que era bem distante. Meu irmão havia fundado uma igreja e eu fui guiado por Deus para ajudá-lo. Auxiliei na limpeza dos banheiros, no louvor, no evangelismo… Estava buscando permanecer debaixo da mão de Deus. Dei um passo de cada vez e em cada passo eu fiz o meu melhor para permanecer nesse lugar. Valorize a graça de Deus que está sobre você, porque cada um de nós é importante.

Há também algumas coisas que podem nos colocar para fora desse lugar, debaixo da mão de Deus. O que pode provocar isso? Vou trazer alguns exemplos.

Eu era uma espécie de zelador na igreja do meu irmão. Certa vez, fui limpar a sujeira de um copo que caiu no chão e quebrou. Veio uma senhora e falou: “Você foi para a escola com seu irmão e hoje ele está pregando, mas você está varrendo e passando o pano”.

Naquele mesmo momento eu tive uma “minivisão” apontando o dedo para dizer àquela mulher o que eu era capaz de fazer, mas o amor de Deus me impediu de agir assim. Apenas sorri e entreguei para Deus. Foi uma grande tentação para me tirar daquele lugar sob a graça de Deus.

Depois que a Patsy e eu nos casamos, eu fui rebaixado para a parte de “encomendas” no ministério em que estávamos. Isso depois de já ter servido em uma posição acima. Por causa daquele fato, me demiti. Em seguida, ouvi de Deus que eu estava errando, então eu voltei e retirei o meu pedido de demissão e permaneci plantado onde Ele queria. Talvez eu não estivesse aqui hoje se eu deixasse que a ofensa me perturbasse.

Você pode ficar em um lugar longe da mão de Deus por causa de ofensas, por causa de orgulhos, por sede de altas posições, por preguiça ou até mesmo provas e tribulações. Ao longo de tudo isso precisamos permanecer debaixo da mão de Deus e permitir que Ele nos guie. 

Aprendemos sobre fé, cura, autoridade e podemos receber a cura pela fé, mas existe uma resistência a Deus que permite que principados e potestades passem a atrapalhar. Através da fé podemos até mover uma montanha e repreender o diabo, mas não podemos usá-la para conseguir títulos e posições. Na verdade, é a humildade e o permanecer debaixo da mão d’Ele que nos leva a isso. 

Humilhai-vos, portanto, sob a poderosa mão de Deus, para que ele, em tempo oportuno, vos exalte, lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar; resisti-lhe firmes na fé, certos de que sofrimentos iguais aos vossos estão-se cumprindo na vossa irmandade espalhada pelo mundo. Ora, o Deus de toda a graça, que em Cristo vos chamou à sua eterna glória, depois de terdes sofrido por um pouco, ele mesmo vos há de aperfeiçoar, firmar, fortificar e fundamentar. A ele seja o domínio, pelos séculos dos séculos. Amém! (I Pedro 5.6-11).

Vemos três relacionamentos diferentes neste texto: jovens cristãos, idosos e Deus. Precisamos manter os nossos relacionamentos com Deus, com as autoridades espirituais e uns com os outros. Se violarmos esses relacionamentos, Deus chamará isto de soberba. Não podemos coisas como estas pela fé, pois são princípios. 

Não assuma uma ofensa ao ponto de se machucar. Devemos lançar sobre o Senhor toda a nossa ansiedade. Se você não está onde gostaria, ainda deve permanecer plantado e deve confiar em Deus, sendo fiel a quem você está servindo. Isso transfere de você a responsabilidade e coloca ela diante de Deus. 

Permaneça plantado, confie em Deus e permaneça leal! 

Talvez você esteja plantado, mas será que você está sendo leal? O diabo está como um leão, querendo tirar as pessoas de perto da mão de Deus. Resista ao diabo e permaneça na fé. Existem sofrimentos decorrentes da nossa obediência, mas o Senhor vai lhe fazer crescer fortalecido espiritualmente, fundamentado, para então frutificar!

 

*Trechos da mensagem do dia 15 de julho, na Conferência de Ministros on-line 2020.

 

 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA