Iluminados pela Palavra

Postado em
0
395
cassio-oliveira--200x300Cássio Oliveira
Graduado da Escola de Ministros Rhema
 
 
Hoje, quero trazer algo da Palavra de Deus que vai iluminar o nosso entendimento.
 
O salmista diz no Salmo  119.105 que a Palavra de Deus é lâmpada que ilumina os nossos passos e luz que clareia o nosso caminho. Um bom exemplo para entendermos esse versículo é a luz alta e baixa dos veículos. Ela pode iluminar perto ou longe, para que o motorista tenha uma boa visão ao dirigir à noite.
 
 Assim é a Palavra de Deus em meio ao mundo em trevas. Ela traz luz para o agora e também para o que nos espera no futuro, para que não venhamos a entrar em atalhos ou cair nas armadilhas do inimigo.
 
Olhando para uma das orações de Paulo à igreja de Éfeso, vemos a importância de termos a luz para caminhar da forma certa:
 
 
Efésios 1.16-19: “Não cesso de dar graças por vós, fazendo menção de vós nas minhas orações, para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos conceda espírito de sabedoria e de revelação no pleno conhecimento dele, iluminados os olhos do vosso coração, para saberdes qual é a esperança do seu chamamento, qual a riqueza da glória da sua herança nos santos  e qual a suprema grandeza do seu poder para com os que cremos, segundo a eficácia da força do seu poder”.
 
Paulo cita três pontos nesses versos que passamos a conhecer e que devemos desfrutar quando a luz chega aos olhos do nosso entendimento, aos nossos olhos espirituais:
 
  1. A esperança do nosso chamamento – Existe um propósito para cada um na terra e, parte desse propósito, é reconciliar o mundo com Deus. Em II Co 5.18-19, o apóstolo Paulo diz “Mas todas as coisas provêm de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo, e nos deu o ministério da reconciliação; a saber, que Deus estava em Cristo, reconciliando consigo o mundo, não imputando aos homens as suas transgressões; e nos confiou a palavra da reconciliação”.
 
Além do ministério da reconciliação, dado a todos os filhos de Deus, existem pessoas chamadas para os cinco Dons Ministeriais, com o propósito de aperfeiçoar e edificar o Corpo de Cristo, conforme está escrito em Efésios 4.10-12.
 
2. Existe uma herança da parte de Deus para nossa vida. E ela não é somente para vivermos​ quando estivermos​ no céu. São bençãos dessa herança:
  • Cura (Isaías 53.4-5).
  • Sabedoria (Tiago 1.5).
  • Paz (Filipenses 4.7).
  • Alegria (Filipenses 4.4).
  • Esperança (I Tessalonicenses 2.9).
  • Amor (João 3.16).
 3. Há um grande poder dentro de cada um de nós. Em Efésios 1.20-23 diz que esse poder que operou em Cristo, ressuscitando-o dentre os mortos e fazendo-o sentar-se à sua direita nos céus, muito acima de todo principado,  autoridade, poder, domínio e de todo nome que se nomeia, não só neste século, mas também no vindouro; e sujeitou todas as coisas debaixo dos seus pés, e para ser cabeça sobre todas as coisas foi dado à Igreja, que é o seu corpo, o complemento daquele que cumpre tudo em todas as coisas. Portanto, o poder que ressuscitou Jesus dos mortos pode ressuscitar áreas em nossas vidas que foram tocadas pelo inimigo quando não tínhamos Jesus Cristo.
 
 
Os olhos do nosso entendimento são iluminados cada vez que nos expomos as verdades da Palavra. Nossa mente é aberta para ver o nosso propósito, a herança que nos pertence e esse poder que tirou Jesus dos mortos e o colocou à direita de Deus. Um cristão que não se expõe a Palavra de Deus, anda com a sua vista embaçada e pode voltar a viver como antes – cego de entendimento. Paulo fala sobre isso em II Co 4.3-4 “Mas, se ainda o nosso evangelho está encoberto, é naqueles que se perdem que está encoberto, nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, o qual é a imagem de Deus”.
 
Que não sejamos negligentes ao ponto de voltarmos a ter os olhos do entendimento cobertos.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA