O intérprete de Deus

Postado em
0

por Jânio César
(Professor do Centro de Treinamento Bíblico Rhema )

*Trechos da mensagem de Jânio César em Arujá-SP em 2017.

Se não soubermos a vontade e a bondade de Deus, nós não teremos a fé suficiente para receber o que Ele tem para nossa vida.

Como você pode receber com fé ou confiança se você desconfia?

Quando desconfiamos ou não temos a certeza se Deus nos quer dar algo, não há como ter confiança, porque confiança vem da certeza. E para termos certeza precisamos conhecer o caráter de Deus, pois, a fé é você ouvir a Palavra e a vontade de Deus.

“Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho, A quem constituiu herdeiro de tudo, por quem fez também o mundo.  O qual, sendo o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da majestade nas alturas”. (Hebreus 1.1-3)

Quando lemos Hebreus conseguimos entender que a lei não tem mais valor sobre as nossas vidas, a lei vem para mostrar ao homem o quão pecador ele era. Nós achamos que a lei veio para mostrar Deus ao homem, porém, a lei é Deus mostrando ao homem que ele é pecador e, necessita da redenção. A lei não está baseada na santidade de Deus, apesar de que, a lei é santa e foi dada pela santidade de Deus. Mas, a lei segundo Hebreus é carnal, como? A lei veio mostrar a falha humana, portanto, a falha que está na lei é nossa e não de Deus.

Então, a lei veio mostrar ao homem:

  1. Que precisava de redenção;
  2. Que precisava de cura.

Se olharmos os aspectos da lei ela vai ser definida em três coisas:

  1. Todos estão separados de Deus, portanto, todos são pecadores;
  2. Todos são miseráveis;
  3. Todos são enfermos.

A lei vem mostrar ao homem, que por causa do pecado, está separado de Deus e o porquê disso: Você é um miserável na questão financeira e na sua vida, por causa disso tudo você não tem cobertura para a sua saúde. Deus vem mostrar na lei: Eu posso lhe cobrir, através do sangue do Cordeiro para que você fique livre do pecado, miséria e da doença.

Se atentamente ouvires a voz do senhor Deus que te fala (Dt 28), que através do sangue do cordeiro e da obediência da lei Ele vai lhe cobrir no seu pecado, na sua enfermidade, e vai lhe dar abundância de bens, MAS apenas se você cumprir a lei.

Naturalmente falando, o homem é um pecador, miserável e enfermo, mas a lei veio mostrar ao homem que podia ficar longe do pecado e viver uma vida de excelência e da enfermidade.

Cristo Jesus veio cumprir a lei, trazer aquilo que aniquilaria o pecado, tomar sobre si as nossas enfermidades e as nossas misérias. Nós não estamos debaixo da lei, não precisamos cumprir a lei para estar longe do pecado, para sermos abençoados, e para sermos curados, nós precisamos agora só aceitar que Jesus é a nossa lei.

A lei falou algo, os profetas falaram alguma coisa, mas, ainda não era a totalidade, foi então apenas nos últimos dias que ele falou através do Filho, porque, nenhum profeta ou rei, era o filho, herdeiro e dono de todas as coisas que fez o universo.

Portanto, Deus falou na lei com aquilo que Ele possuía, mas nos últimos tempos Ele falou para aquilo que Ele era.

Então Deus está dizendo:

“Eu disse algo para vocês, mas, Eu ainda tenho algo superior para falar no qual a lei, profetas e reis não conseguiram falar, por isso, enviei meu próprio filho, aquele que Me representa”.

Jesus é a expressão exata, o resplendor do Seu ser, o próprio Deus em carne. Jesus é reflexo em corpo da imagem espiritual de Deus, colocando uma forma física naquilo que era espírito dAquele que não se conseguia ver.

Temos que perceber que, para entender a vontade de Deus para as nossas vidas temos que compreender a Jesus. O caráter de Deus é manifesto através de Cristo.

Os intérpretes para nós no Antigo Testamento não eram perfeitos, então, Deus teve uma ideia de colocar alguém que passaria toda a mensagem, alguém que é perfeito e que é exatamente como o “Eu Sou”.

“Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno”. (Hebreus 4.16)

Nós não podemos chegar confiadamente no trono da graça se tivermos medo. Porque antes quem chegava na presença de Deus era fulminado, apenas o sumo-sacerdote tinha esse direito, em Hebreus está escrito agora que Ele é a expressa imagem, como Ele pagou o preço, cumpriu a lei, isso quer dizer agora que não preciso mais temer, porque Deus é como Jesus é.

No Novo Testamento estamos no mesmo nível que Deus, podendo nos achegar confiadamente a Ele e não sermos fulminados, pois, agora não precisamos mais entrar na presença dEle porque agora vivemos na presença dEle.

Jesus é como se fosse os óculos de Deus, pois, no Antigo Testamento você acha que conhece, que pode definir a Deus, mas, têm coisas que, por estar nas trevas, a luz lhe ofusca não deixando ver da maneira correta, porque não fazia parte da nossa natureza. Então, Deus enviou no Novo Testamento, Jesus, para que como Ele é da luz nós pudéssemos ter acesso a luz e ver totalmente como a luz está. Assim, olhamos para o Antigo Testamento e não importa o que está acontecendo, vemos que Deus é bom, que Deus sempre esteve ao nosso lado e como me amava. Nós colocamos a nossa frente Aquele que é a imagem, reflexo, exatidão de Deus para que Ele pudesse filtrar a luz para nós, portanto, eu não me vejo como sofredor, pecador. Eu me vejo através de Jesus.

Precisamos entender que Jesus veio nos mostrar que Deus queria algo para nós. Muitas vezes não recebemos um milagre ou benção de Deus porque ainda não sabemos o que Deus quer, mas, é apenas olhar para Jesus e ver o que Ele fez diante de tantas situações que se parece com a sua.

Um Deus que é dono do ouro e da prata, não vai reter algo para a sua vida, não podemos acreditar que Deus tem tudo e não quer dar nada a nós, mas, quando vemos que Ele enviou Jesus para morrer por nós e que daria qualquer coisa por nós, isso quer dizer que, há algo melhor para a nossa vida, tem cura disponível, prosperidade.

Você não pode dizer que Deus mata se Jesus não mata, porque ainda com suas peculiaridades, só existe uma coisa que Deus faz, Ele é AMOR, quer nos restaurar, quer fazer o máximo, mas temos que apontar para Jesus, o intérprete máximo das leis dos profetas.

Interprete qual o maior milagre que Deus fez?

O maior acontecimento não foi o homem pisar na lua, mas, foi Deus pisar na Terra. O maior milagre que existiu foi Deus se fazer homem por nos amar.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA