O Ministério de Jesus

Postado em
0

por Tad Gregurich
(Diretor do Centro de Treinamento Bíblico Rhema em Tulsa, OK)

Na leitura dos evangelhos nós vemos o ministério de Jesus e provavelmente todos nós já estudamos muito as coisas que Ele fez. Já ouvimos pregações sobre a mulher do fluxo de sangue, o cego Bartimeu, o homem que desceu pelo telhado, mas é importante que aprendamos a usar nossa fé para aquilo que Deus tem para nós.

“Não crês tu que eu estou no Pai, e que o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo não as digo de mim mesmo, mas o Pai, que está em mim, é quem faz as obras.Crede-me que estou no Pai, e o Pai em mim; crede-me, ao menos, por causa das mesmas obras. Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas, porque eu vou para meu Pai”

(João 14.10-12)

Jesus disse que nós precisamos fazer as obras que Ele fazia enquanto estava aqui na Terra. Ele disse que nós faríamos porque Ele estava indo para o pai. Perceba algo que Ele disse antes disso. Ele disse que da união dEle com Deus as obras aconteceriam, é por isso que nós estamos em Cristo e Cristo em nós. As obras vão provar o nosso relacionamento com Deus, O ministério flui de um relacionamento nosso para com Deus.

O que nós sabemos que Jesus fez? Ele foi por todos os lugares, pregando, ensinando e curando. Toda vez que você ensina a Palavra de Deus você está fazendo a obra de Jesus. Mas, não para por aí, cura é parte do evangelho, é parte das obras de Jesus.

Se nós não tivermos expectativas que as coisas aconteçam, se não declararmos que as coisas irão acontecer, não vai acontecer. Vamos de vez em quando ter “um acidente da fé”, de repente algo acontece, a gente não sabe como. Mas, deveríamos ter expectativas dessas coisas todo o tempo. Deveríamos ter expectativa que Deus nos revele as coisas que estão para acontecer, não deveria haver “acidente da fé”, pessoas serem curadas e nem sabermos como.

 

Graças a Deus que quando precisamos da cura, a cura já pertence a nós. Mas, precisamos ir além, precisamos deixar de ser aquele que só recebe, mas aquele que ministra cura.

Por onde Pedro passava a sombra dele curava. Deixa eu lhe perguntar uma coisa, você tem sombra?

“Jesus disse-lhes: A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou, e realizar a sua obra”

(João 4.34)

Jesus sabia quem Ele era, de onde estava vindo e para onde estava vindo. Acho que não sabermos isso é um problema. Deus está em busca de homens e mulheres que sabem de onde vieram, quem são e para onde estão indo. Nós precisamos encontrar na Palavra o que está escrito a nosso respeito. Quando encontrarmos isso na Palavra saberemos de onde viemos, quem somos e para onde estamos indo.

O que é que o Espírito dEle está sobre nós para fazer? Pregar o evangelho, curar os doentes.

Nós temos a vida de Deus, porque Ele está em nós e nós estamos nEle.

Um dos maiores ensinamentos que o irmão Hagin nos ensinou foi a manter o interruptor da fé ligado. Jesus disse para Tomé que só creu porque ele viu, mas bendito são aqueles que acreditaram sem ver. Eu não sei você, mas eu não vi Jesus, mas eu creio.

Deus quer trabalhar através de você, da mesma forma que Ele fez através de Jesus as obras dEle. Você pode se perguntar “o que o Pai fazia” e Jesus disse novamente: “Se você vê a mim você vê ao Pai”.

Jesus disse “o Pai está em mim e Eu estou nEle”, nessa oração que Ele fez, Ele orou para o Pai para que aqueles que cressem fossem um com Ele. Se há algo errado acontecendo no seu corpo, só começa a crer e confessar que a vida de Deus está em você.

Deus colocou tudo que a gente poderia precisar em Jesus, porque Ele sabia que iria colocar Jesus dentro de nós. A plenitude de Deus Pai, do Filho, do Espírito Santo, está em nós, porque Ele está em nós.

*Trechos da mensagem do Rev. Tad Gregurich na Conferência de Ministros Verbo da Vida no Sudeste – Setembro 2018.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA