O poder das associações

Postado em
3
422

por Rayza Costa
(Aluna do Centro de Treinamento Bíblico Rhema

“Porque eis que tu conceberás e darás à luz um filho sobre cuja cabeça não passará navalha; porquanto o menino será nazireu consagrado a Deus desde o ventre de sua mãe; e ele começará a livrar a Israel do poder dos filisteus”. (Juízes 13.5)

No livro de Juízes vemos o nascimento de Sansão e o propósito pelo qual foi gerado. Por um tempo, Sansão cumpriu esse propósito, porém se distraiu no meio da sua caminhada se associando com uma pessoa que não deveria (Dalila). Essa associação causou tanto dano que, ele saiu dos planos de Deus para a sua vida, resultando em uma morte prematura.

Você sabia que antes mesmo de você ter sido gerado no ventre da sua mãe, Deus já tinha um propósito criado para você aqui na Terra? Existe um plano perfeito arquitetado para a sua vida. 

“Antes que eu te formasse no ventre materno, eu te conheci, e, antes que saísses da madre, te consagrei, e te constituí profeta às nações”. (Jeremias 1.5)

“Quando, porém, ao que me separou antes de eu nascer e me chamou pela sua graça”. (Gálatas 1.15)

Associações corretas nos levam para mais perto de Deus, nos ajudam a prosseguir no caminho que o Senhor preparou para nós, assim como aconteceu com Ananias e Saulo (que depois se tornou o apóstolo Paulo). Ananias foi o responsável por ajudar Paulo a iniciar o propósito para o qual ele havia sido gerado. Paulo só disse “Combati o bom combate, completei a corrida, perseverei na fé” (II Tm 4.7), no fim da sua jornada aqui na Terra, porque existiu um homem que foi uma ponte para que todos os planos de Deus se cumprissem em sua vida. Ananias foi um cooperador de Paulo.

“É necessário estarmos conectados com pessoas que sejam referÊncias”.

Relacionamentos promovidos por Deus liberam sobre nós disciplina, força, ânimo e ferramentas necessárias para atingirmos nossos objetivos. Na caminhada cristã e na vida ministerial, conexões divinas serão promovidas, pelo Espírito Santo, para nos dar suporte. Assim como houve um Elias a Eliseu, um Ananias a Paulo, um Paulo a Timóteo (…), também teremos pessoas certas, enviadas por Deus, para serem as conexões em nossas vidas.

Que o nosso crescimento não seja simplesmente movido através de elogios, mas sim (e principalmente), por correções que darão suporte para alçarmos voos mais altos. 

Não te associes com o iracundo, nem andes com o homem colérico, para que não aprendas as suas veredas e, assim, enlaces a tua alma”. (Provérbios 22.24-25)

Neste texto acima, a bíblia nos mostra que devemos ter cuidado com as nossas associações, pois, associações erradas podem não apenas nos tirar do plano de Deus para nossas vidas e atrasar processos, como causarem uma morte física prematura, assim como aconteceu com Sansão. Por outro lado, boas associações serão chaves precisas para cada fase, na qual o caráter e a personalidade serão forjados e alinhados de acordo com a Palavra. 

Com que tipo de pessoa você está associado? Que tipo de amizade você tem alimentado? Amizades como as de Sansão ou as de Paulo?

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA