Oração é serviço

Postado em
0

por Magliana Rodrigues
*Professora do Centro de Treinamento Bíblico Rhema

Em Efésios 4, Paulo fala sobre a unidade da fé e o serviço dos santos. Sei que a primeira impressão pode ser a de que este livro não tenha tanta relação com o tema de oração, mas é necessário entender o serviço neste contexto. A oração também é um serviço.

 

“Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo. Dele todo o corpo, ajustado e unido pelo auxílio de todas as juntas, cresce e edifica-se a si mesmo em amor, na medida em que cada parte realiza a sua função” (Efésios 4.15, 16).

O seu crescimento é vontade de Deus e, através desse versículo, Paulo nos chama para crescer. A unidade existente no corpo de Cristo é visível na Igreja, onde, apenas na cruz do calvário, pôde ser estabelecida.

A unidade do corpo é consolidada pelo auxílio de cada parte numa justa cooperação, por isso, o corpo efetua o seu próprio aumento para edificação de si mesmo. Entenda que não é Deus trazendo aumento para o corpo de Cristo, é o próprio corpo, no qual cada um traz para si a responsabilidade de manter esta unidade, fazendo com que o corpo opere de forma ajustada e consolidada.

Nós também servimos ao Senhor em oração. Quando nós falamos sobre a nossa parceria com Deus, através da Sua Palavra entendemos que não trabalhamos para Ele em oração, mas sim, cooperamos com Ele.

Quando Paulo fala sobre a justa cooperação, entendemos que o senso de responsabilidade foi trazido para nós, pois não se trata de um fazer qualquer, mas sim de uma cooperação caracterizada como justa. Nosso serviço ao Senhor deve se encaixar naquilo que é justo, quando entregamos a Deus aquilo que é devido, servindo de forma eficaz, eficiente e envolvendo o coração, a vida.

Ligados na Palavra, nós estamos servindo de forma justa

Se há uma justa cooperação, nós podemos entender que também há uma injusta cooperação. Quando eu sirvo ao Senhor de qualquer jeito e não faço aquilo que é devido, eu estou trazendo dano para o corpo. Saiba que estamos aqui para cooperar e realizar aquilo que é correto, com as nossas atitudes voltadas para o Senhor, realizando-as de acordo com a Palavra.

“Antes de tudo, recomendo que se façam súplicas, orações, intercessões e ação de graças por todos os homens; pelos reis e por todos os que exercem autoridade, para que tenhamos uma vida tranquila e pacífica, com toda a piedade e dignidade” (I Timóteo 2.1,3).

Neste versículo, Paulo diz que nós temos que utilizar essa prática de oração em favor de todos os homens e em favor de todos os reis, que estão revestidos de autoridade. Isso é bom e agradável perante Deus, nosso Salvador. Devemos ter esse entendimento, pois também seremos atingidos pelas bênçãos disponibilizadas.

A oração deve se fazer presente em nossas vidas, pois somos cristãos e cristãos de oração. Logo, veremos o favor de Deus se mover em nossas vidas. Provaremos das bênçãos que serão derramadas, porque estaremos servindo conforme a Sua Palavra. Mantenha sempre uma vida de oração!

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA