Ouse ser um Realizador

Postado em
0

por Gabriela Alencar
(Graduada do Centro de Treinamento Bíblico Rhema)

“…Por que sonhar?
Por que Acreditar? 
Posso Desistir?…”

 São muitos os “porquês” que encontramos na nossa caminhada.. Muitos deles nos deixam aflitos e preocupados, mas o que precisamos entender é que Deus trabalha com respostas. 

Por isso, o propósito desse texto é trazer respostas àqueles sonhadores que, por alguns motivos, não conseguem avançar para o nível de realizadores.

A primeira resposta que tenho para  você  é: Deus é o maior interessado em realizar os seus sonhos que estão alinhados a Palavra, pois Ele tem prazer na sua prosperidade.

Cantem de júbilo e se alegrem os que têm prazer na minha retidão; e digam sempre: Glorificado seja o Senhor , que se compraz na prosperidade do seu servo!” (Salmos 35:27).

Essa resposta já seria o suficiente para corrermos, com alegria, a carreira que nos foi proposta. Porém, o que acontece muitas vezes é que nós nos comportamos como os maiores, ou até mesmo os únicos, inimigos das nossas realizações. Isso acontece, porque quando as pessoas começam a falar diferente do que está no nosso coração e colocam dificuldades nos nossos projetos, automaticamente somos tentados a tirar os olhos de Deus e a dar crédito ao que foi dito pelos outros. 

Quase sempre os ladrões de felicidade (é assim que costumo chamar aquelas pessoas que sempre tentam nos colocar para baixo e derrubar os nossos sonhos) costumam falar aquelas velhas frases, como, “Você sonha muito alto”, “Coloque os pés no chão”, entre outras e, ao  pararmos pra considerar essas “respostas”, estamos dando ouvidos as vozes erradas. Quando acreditamos nesses discursos estamos dizendo ao Senhor que as pessoas têm mais razão do que Ele e que os pensamentos grandiosos que Ele tem ao nosso respeito (Jeremias 29.11) não serão realizados.

Se preferimos acreditar nas respostas do mundo, de que somos incapazes e fracos, enviamos para o Senhor uma mensagem de incredulidade, de que concordamos com o mundo que os planos do Pai não darão certo na nossa vida.

No entanto, meu irmão, essa não é a vontade do Pai para nós. (Hebreus 6), o que agrada o coração de Deus é fé. A vontade dEle é que tenhamos fé nos projetos que Ele colocou no nosso coração. Pois, antes mesmo de nascermos, Ele já tinha sonhado com a nossa existência (Salmos 139). Ele não é um Deus bipolar, ele é um Pai constante que deseja nos presentear com o melhor sempre (Tiago 1.17/ Mateus 7.11). Ele acredita nos nossos projetos, Ele tem nos abençoado (Efésios 1.3), Ele é por nós.

Acredito que a única pessoa que pode nos impedir dessas realizações somos nós mesmos. É incrível como é comum usarmos lugares, pessoas e coisas como desculpas para desistirmos dos sonhos de Deus. Sempre que conversamos com pessoas que tiveram os sonhos frustrados, observamos que segundo elas a culpa é de tudo que está ao redor e nunca das decisões delas, que muitas vezes, foram tomadas por influência das vozes erradas. Veja, por exemplo, a história de José (Gênesis 37), um grande sonhador e realizador, da antiga aliança, que  foi compartilhar um sonho com “os de casa”, e os próprios familiares se levantaram contra ele tentando impedir aquela visão.

Se José tivesse passado a vida inteira reclamando do que fizeram com ele e desistido da promessa de Deus, porque recebeu uma resposta negativa da família, porque foi para um lugar desfavorável, ou porque foi abandonado pelas pessoas que ele amais amava, ele nunca teria sido governador do Egito e jamais teria cumprido o propósito de Deus, ele nunca teria saído do nível de sonhador para realizador.

Hoje, eu lhe incentivo a se desprender do passado e a caminhar em direção ao que Deus já lhe falou. Se você estava preso nas respostas erradas, hoje é um ótimo dia para acolher com mansidão as repostas de Deus e recomeçar (Filipenses 3.13).

Os lugares, as pessoas e as coisas não podem decidir, nem responder por nós. Os “ladrões de felicidade” podem até chegar tentando nos desanimar, mas a decisão de acolher aqueles discursos é nossa.

Na hora das decisões, as pessoas que disseram alguma coisa contra nós não poderão decidir por nós, nem o próprio Deus poderá nos obrigar a fazer algo  que não queremos. Mas, diante disso tudo, podemos descansar quando as perguntas surgirem, pois  temos a Palavra de Deus como resposta, nEle, temos o sim e o Amém (II Coríntios 1.20).

Portanto, procure dar crédito ao que Deus disse e, comece a perseverar na Palavra. Ainda há tempo para começar, ou se você já começou, mas parou porque as pessoas, as coisas e os lugares não estavam ao seu favor, volte de onde parou e continue, porque o favor que você precisa vem do céu. Não deixe dúvida chegar ao seu coração e responda todos os “porquês” da sua vida com a Palavra.

Tenha fé nos seus sonhos e seja ousado para realizá-los.

Avance!

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA