Parabéns pra você!

Postado em
0

por Godofredo Couto (Campina Grande -PB)
*Graduado da Escola de Ministros Rhema Itinerante em Brasília-DF

Recentemente, muitos músicos de plantão festejaram o “Happy Birthday”. E não foi para comemorar o aniversário de ninguém. É que a musiquinha cantada em todo o mundo passou a ser de domínio público. Antes pertencia à Warner/Chapell. No Brasil, ela segue com os direitos autorais de Bertha Homem de Mello, que a adaptou há 71 anos com o repetitivo “Parabéns pra você”. Bertha já faleceu e sua família ainda recebe os royalties pela canção.

Essa é com certeza uma das canções mais cantadas em todo o planeta, que marca uma das datas mais importantes de cada pessoa: o dia do seu nascimento. Para muitos, é um momento de muita alegria, quando a família e amigos são reunidos em volta de uma mesa, com bolinho, velas e fotografias a serem levadas por toda a vida. Para outros, é uma data vazia, pois não há mais família nem amigos, muito menos mesa ou comidas, nenhuma comemoração, perdidas lembranças.

Mas por que se comemorar a data de nosso nascimento? Existem algumas explicações. Uma das mais aceitas é que esse hábito surgiu na Roma Antiga. Isso porque, acreditava-se que, na data do aniversário, anjos malignos vinham roubar o espírito do aniversariante e era necessário tomar medidas que impedissem isso, festejando a data. Essa tradição foi considerada inicialmente pagã pela Igreja Católica e, somente no século V, a instituição passou a celebrar também o nascimento de Jesus. Mas a prática de comemorar aniversários só se tornou popular no Ocidente, no século 18, durante um festival comemorativo coletivo na Alemanha.

Hoje, você com certeza conhece pessoas que passam a divulgar meses antes que “está chegando” o dia do seu aniversário. Outras, simplesmente somem no dia de sua data e chegam a ficar com raiva de quem queira fazer qualquer surpresa, não é mesmo? Cada um tem os seus motivos, suas marcas e seus traumas. Devemos, claro, respeitá-los. Comemorar o dia em que nascemos e vimos a luz deste mundo nos dá 24 horas de “fama” durante o ano, pelo menos nas redes sociais e grupos de bate-papos em celulares. Mas isso também não é uma unanimidade. Tem gente que nem celular tem, muito menos computador.

Também não é consenso a data do nascimento de Jesus. A maioria comemora no dia 25 de dezembro. Outros simplesmente não comemoram. Com certeza, para Jesus, se houvesse uma data de aniversário a ser comemorada de verdade seria a data do nosso novo nascimento. Essa sim é de fato um marco na vida de um cristão, quando conscientemente tomou a decisão de se entregar sem reservas àquele que o criou e o tornou livre verdadeiramente.

E por que Jesus chamou esse momento de novo nascimento? A origem dessa história é única, está na Bíblia e é relatada pelo próprio Jesus, quando explicou que não é um nascimento físico, mas espiritual (João 3.3-8). O homem havia morrido espiritualmente pelo pecado. Mas agora passou a ter a oportunidade de nascer de novo para a vida eterna. Para isso, basta crer no que Jesus fez, tomando o nosso lugar na cruz, pagando o preço por nossos pecados, e recebê-lO como Senhor e Salvador em nossos corações. Simples assim!

Os desejos dos versos da canção “Parabéns pra você, nesta data querida. Muitas felicidades. Muitos anos de vida!” se cumprem na vida de quem nasce de novo e podem ser cantados todos os dias do ano, pois não é uma alegria que dura 24 horas, mas uma felicidade a ser comemorada, vivida e usufruída por toda a eternidade.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA