Saindo da crise para a prosperidade

Postado em
0
por Edson Conceição
(pastor da Igreja Verbo da Vida em Pirituba, São Paulo-SP)
 
Em I Reis 17.10-16, lemos que uma certa mulher viúva tinha só um pouco de comida em uma panela para a sua última refeição com o seu filho. Com toda certeza ela era uma pessoa temente a Deus, e como tal, deve ter orado pedindo socorro por saber que estava prestes a morrer de fome.
 
Antes de morrer, ela se tornaria uma pedinte desesperada por comida, em busca de um pedaço de pão na sua vizinhança. Havia fome na terra por causa da falta de chuva e, mesmo que houvesse alguns que tinham mais recursos, logo a fome atingiria toda a grande massa, caso demorasse tanto para chover.
 

Deus, para atender a essa mulher, fez algo impressionante e profético mudando ela de posição antes que acontecesse o pior. Ele colocou-a em posição de doadora, como se ela fosse um centro de distribuição, antes mesmo de estar de fato com condições naturais para isso. Deus utilizou o pouco que ela tinha em sua casa, fez ela dar disto. A viúva acreditou na Palavra do Senhor através do profeta e, com grande temor e tremor, ela o obedeceu. 

É interessante que foi através de princípios bíblicos que Deus mudou a situação financeira dessa mulher. Por meio da lei do dar e receber, plantar e colher. Deus usou da sua própria Palavra. Ele fez aquela mulher colocar em prática algo que Ele sabia que daria resultado, afinal de contas, foi Ele quem estabeleceu que, se dermos, nos será dado em “boa medida, recalcada, sacudida e transbordando vos deitarão no regaço; porque com a mesma medida com que medis, vos medirão a vós” (Lucas 6.38) . E o Senhor também disse que o que semeia em abundância, colherá com fartura (2 Coríntios 9.6).
 

Se você costuma compartilhar do que você tem, como foi no caso dessa viúva, você dá em abundância. Foi por este motivo que aquela mulher recebeu uma colheita abundante, muito mais generosa do que ela havia dado, porque Deus é fiel a Sua Palavra e Ele vela para cumpri-La. 

Meus irmãos, temos que ficar com a Palavra e acreditar nela, mesmo que o mundo não acredite. Nós não somos deste mundo e não pensamos como este mundo. Nós somos de outro Reino e as leis do nosso Reino são diferentes. Está na Palavra de Deus como funciona este Reino.
 
O mundo está em crise, mas nós podemos viver neste mundo em meio a crise sem sofrer e passar necessidade, porque acreditamos e praticamos a Palavra como ela é!   
 
Se Deus diz que a alma generosa prosperará, então é assim. Se Ele diz que a quem dá liberalmente, ainda se lhe acrescenta mais e mais, então assim é (Provérbios 11.24)! O mundo não acredita nisso, mas eles não acreditam na Palavra de Deus de jeito nenhum.
 
Chegamos nos dias em que se verá a diferença do crente e do ímpio. Deus está querendo nos proteger e nos fazer prosperar abundantemente. Ele está querendo transferir a riqueza do ímpio para o crente. E como Ele fará isso? Se nós seguirmos essas recomendações, então, Ele poderá fazer o que prometeu fazer.
 
Não siga os conselhos do mundo. Siga os de Deus. O mundo não pode lhe aconselhar, mas Deus pode! Então, se verá outra vez a diferença do crente para o ímpio, entre o que serve a Deus e o que não serve (Malaquias 3.18).

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA