Somos um espelho

Postado em
0

por Godofredo Couto (Campina Grande -PB)
*Graduado da Escola de Ministros Rhema Itinerante em Brasília-DF

Você consegue viver sem um espelho? Por que você precisa de um espelho? Para ver se está tudo no lugar? Se está bem na foto? Você já se viu no espelho hoje? Você gostou do que viu? O que você mudaria naquela imagem que você viu? Uma dieta ajudaria? Exercícios físicos também? Ou seria melhor uma plástica?

Agora uma pergunta incômoda: você se veste pra você ou para os outros? Sabia que o modo como você se veste, arruma o cabelo e se pinta, no caso da mulheres, revelam um pouco de sua personalidade?

Tem uma canção muito famosa de Anderson Freire que diz: “Você é um espelho que reflete a imagem do Senhor”. Olha a responsabilidade expressa nessa frase! Você reflete a imagem de Deus.

“Mas todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor” (II Coríntios 3.18).

Como podemos refletir a imagem de Deus se ninguém vê Deus?

Apesar de ser utilizada a expressão imagem, que é algo visível, o nosso reflexo de Deus é, digamos, intangível. Faz parte do nosso espírito, pois Deus é espírito. Faz parte do fruto do Espírito, das qualidades divinas, como a bondade, o amor, a paciência, o domínio próprio e a alegria.

E o que é essa glória do Senhor que refletimos? Um dicionário on-line diz que é honra, fama que se alcança pelas virtudes, talentos, boas ações e por características excepcionais.

Agora responda sinceramente, de 0 a 10, quanto você é parecido com Deus?

Em uma matéria que assisti na TV, informaram que 20% dos jovens do mundo praticam a automutilação. Geralmente, são adolescentes com crise de rejeição. Muitos fazem isso como forma de transferir ou manifestar a dor que sentem devido a outros problemas, como depressão, rejeição ou abuso.

Hoje, ouvimos falar de tantas aberrações na área sexual. Homem que tem prazer em assistir outro homem ter sexo com sua esposa. Homem que troca sua esposa por pornografia das mais variadas, na deep web, uma área da internet de difícil acesso. E assim vai… São tantas aberrações e distorções do caráter humano que perguntamos: com quem as pessoas se parecem? Com Deus ou com o diabo?

Normalmente, o filho se parece com o Pai. Kevin, meu filho mais velho quando se casou, voltou da lua de mel e preparou o almoço para Hoanna, minha nora, sob a orientação de minha esposa, Patrícia. Depois Patrícia veio falar comigo dizendo que, se ele estava fazendo isso, era porque viu o seu pai fazer.

Geralmente, o filho se parece com o pai e quer imitá-lo. Ele sabe que o pai é autoridade e, se está fazendo algo, é porque isso é importante. Assim, filhos imitam tanto coisas boas como as ruins de seus pais.

Já pensou se todos os que se dizem cristãos buscassem viver uma vida que refletisse a glória do Senhor? Se todos os seus “filhos” fossem obedientes ao que está escrito? Se todos os filhos amassem a Deus de todo o coração, de toda a alma e de todas as suas forças? Se todos os filhos cumprissem ao menos a missão de pregar o Evangelho?

Somos filhos de Deus e deveríamos refletir a imagem do Senhor. Deus não tem filhos prediletos. Ele ama a todos igualmente. Mas, com certeza, sente grande alegria quando seus filhos fazem o que tem que ser feito. Quando Ele pode dizer: “Esse é meu filho amado em que tenho prazer”.

Antes de você se sentir um espelho sujo e trincado, gostaria de lhe dizer que, assim como diz a canção, você também tem um valor que Deus reconhece. Você tem um potencial de Deus dentro de você que quer aparecer. Para isso, é preciso tomar uma decisão HOJE.

Reflita em cima dos próximos textos bíblicos e verá que deveria ser natural para nós refletirmos a imagem do Senhor.

“Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos” (Romanos 8.28-29).

Conscientes de nossa identidade em Cristo, podemos assumir a nossa filiação divina e crescermos de glória em glória.

“Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou” (I João 2.6).

“Porque para isto sois chamados; pois também Cristo padeceu por nós, deixando-nos o exemplo, para que sigais as suas pisadas” (I Pedro 2.21).

“E sede cumpridores da palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos. Porque, se alguém é ouvinte da palavra, e não cumpridor, é semelhante ao homem que contempla ao espelho o seu rosto natural; Porque se contempla a si mesmo, e vai-se, e logo se esquece de como era. Aquele, porém, que atenta bem para a lei perfeita da liberdade, e nisso persevera, não sendo ouvinte esquecediço, mas fazedor da obra, este tal será bem-aventurado no seu feito” (Tiago 1.22 a 25).

“Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne. Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis” (Gálatas 5.16-17).

É como uma pessoa que toma sertralina ou outro remédio contra a ansiedade, sabe? Com o remédio, a pessoa é legal, gente boa, zen. Sem o remédio, a pessoa é irritada, depressiva ou ansiosa. Assim é também o cristão. Sem a Palavra e a oração, ele tende a ser carnal. Com a Palavra e a oração, o seu espírito, com sua nova natureza, prevalece. Simples assim.

Essa transformação contínua depende de cada um de nós.

“Se é que o tendes ouvido, e nele fostes ensinados, como está a verdade em Jesus; Que, quanto ao trato passado, vos despojeis do velho homem, que se corrompe pelas concupiscências do engano; E vos renoveis no espírito da vossa mente; E vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade” (Efésios 4.21-24).

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA