Um casamento experimenta o novo nascimento – PARTE 2

Postado em
0

 

281493_192653144121871_2649367_nThadeu e Rita Borba

Pastores auxiliares da Igreja Sede em Campina Grande-PB

“Palavras são sementes”. Nós somos produtos de palavras, o nosso casamento, nossa família e nossos filhos são produtos de palavras. Pois, se o amor está nas palavras dos pais, então, seus filhos serão frutos dessas palavras. Assim, elas produzirão filhos amorosos, educados e com desejos de servirem a Deus.

Devemos aprender que: – Palavras liberadas são sementes plantadas.

– Palavras confessadas repetidamente são sementes regadas.

Ser homem em todo seu potencial é ter um caráter semelhante ao de Cristo. E você pode se dar conta de que tais atributos não se acham presentes em seu casamento. Existem casais que individualmente possuem um bom caráter e têm atributos semelhantes ao de Cristo. Mas, no relacionamento deles, não!

As pessoas que os conhecem chegam inclusive a comentar sobre isso: São amáveis para as pessoas de fora; são prestativas para outras; mão aberta para muitos, sempre suprindo as necessidades dos outros; mas, para a esposa um “mão de vaca” ou “pão duro”.

Isto pode estar acontecendo com você. Separadamente, vocês dois podem até revelar atributos do caráter semelhante ao de Cristo. Mas, juntos, como casal, a coisa seja diferente.

– E esta diferença já pode começar dentro do lar, quando:

a) Muitos ao se casarem tiveram apenas a cerimônia religiosa.

b) Nunca fizeram um culto doméstico.

c) Nunca oraram juntos em casa, às vezes, só fazem na igreja.

d) Nunca falaram da Palavra de Deus um com o outro.

e) Seus filhos nunca os viram orar, a não ser, de vez em quando, nas refeições, quando tem visita.

Precisamos como casal, sentarmos e conversarmos um com o outro, falarmos de nossos sentimentos e pensamentos mais profundos. Se vocês como marido e mulher, se veem dentro deste caso; de individualmente ser uma pessoa, mas, no relacionamento entre ambos serem outra. O que está acontecendo, é que apesar de serem crentes; e ambos já terem experimentado o Novo Nascimento, o casamento de vocês agora precisa da mesma experiência. Lembrem-se:

“Pois, outrora, éreis trevas, porém, agora, sois luz no Senhor; andai como filhos da luz.” (Efésios 5:8)

“Se você diz que está na luz e aborrece ao seu cônjuge, até agora está em trevas.” (I João 2:9).

Diga: “MEU CASAMENTO PRECISA EXPERIMENTAR O NOVO NASCIMENTO!”

1. Devemos abrir o coração um para com o outro, expor o que pensamos, falando do que está na alma e pedir perdão pelos erros cometidos.

2. Falar também dos nossos desejos, nossas mágoas e anseios, e juntos derrubarmos as paredes que tínhamos erguido por nos sentirmos tão vulneráveis.

3. Juntos, devemos orar buscando em Deus força e sabedoria para renovarmos o nosso casamento.

Se fizermos isso, nascerá aí um novo relacionamento, uma nova vida conjugal. Vamos experimentar um “vinho novo” em nosso casamento.

Em João capítulo 2, Jesus fez um milagre em um casamento em Caná da Galiléia. Faltou vinho e Ele mandou os serventes encherem seis talhas de pedra com água e levarem ao mestre-sala, que ao provar, chamou o noivo e lhe disse: Todos costumam

pôr primeiro o bom vinho e, quando já beberam fartamente, servem o inferior; tu, porém, guardaste o bom vinho até agora.

Essas talhas de pedra representam em nosso casamento, objetos ou vasos de desonra que colocamos no meio do nosso relacionamento, que são: Palavras duras, acusações fortes, questões não resolvidas, rancores, mágoas e falta de perdão.

Mas, Jesus quer hoje, que você encha estas talhas de pedra com a Água da Vida, e assim elas serão purificadas pela lavagem da Palavra e serão transformadas em vasos de honra cheias de um vinho novo que será sempre servido em nosso casamento representado pelo fruto do Espírito: Amor, acompanhado de alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio.

E depois, quando você apresentar em seu casamento um vinho novo, não ao mestre-sala, mas em primeiro lugar ao Mestre dos mestres (Deus). Ele vai olhar pra Jesus como o noivo perfeito e dizer: Realmente Filho, guardei em Ti o bom vinho até agora, para ser servido em todos os casamentos daqueles que te recebem como Senhor e Salvador! Aleluia!!!

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA