Viva ansioso ou em paz

Postado em
2
896

SPhotoEditor-20170717_111810por Cintia Angra
(Graduada no Centro de Treinamento Bíblico Rhema)

Em meio às tantas necessidades que se apresentam para nós durante a vida, Deus não nos desampara e nem está alheio a nenhuma delas. Temos um Senhor que também é nosso Pai, que cuida de nós, oferece o caminho, a resposta e a solução que precisamos para alcançarmos o que almejamos.

Nosso Pai sabe que temos necessidades nesta Terra. Trabalho, comida, vestuário, saúde, realizações e crescimento, entre tantas outras coisas que queremos, mas todas estão na lista divina de suprimentos. Seu depósito é tão farto e está tão disponível a nós que, por mais de uma vez, Ele nos promete que não precisamos andar ansiosos a cerca dessas coisas.

“Lançando sobre Ele toda a vossa ansiedade, porque Ele tem cuidado de vós” (I Pedro 5.7).

Embora não seja o que um coração aflito deseja ouvir em primeira instancia, a verdade é que: nem a ansiedade, nem o choro, lamentos, desespero ou inquietações, nenhum desses a nos levarão a alcançarmos e nem mesmos nos acercarmos, do que precisamos. O que precisamos é viver, percorrendo o caminho para a vitória traçado em Filipenses 4.6-7.

Sabendo de nossas necessidades e desejos, o Senhor primeiro nos acalma, como quem põe uma mão sobre nossos ombros e diz: “não esteja inquieto por coisa alguma, me conte o que você precisa”. O problema é que, por não conhecer o caráter de Deus, muitos não se achegam a Ele como um Pai disposto a ouvir e responder o clamor do coração de um filho.

É certo que Deus, em Sua onisciência, sabe de todas as coisas. Mas, pela justiça, nos foi dado o privilégio de adentramos na sala do trono, estarmos diante da Sua presença, confiadamente. É exatamente isso que Ele espera de nós. Não hesite em conversar com o seu Pai sobre o que você precisa. Faça as suas petições, com todos os detalhes, serem conhecidas diante de Deus pela oração e súplica.

Ore, suplique, mas não de qualquer jeito. Você não é um jornalista informando, narrando fatos. Vá até o seu Pai sabendo que “todas as coisas vos serão acrescentadas”, “pois Ele sabe que você precisa delas” (Mt 6.32-33). Por isso, você já pode pedir, agradecendo, ou seja, como vimos em Filipenses 4, “com ações de graça”. Dar graças é celebrar antes de ver, é a manifestação da fé junto ao pedido feito na oração.

Como Pai, o Senhor se enche de alegria, orgulho e satisfação quando vê um filho andando, pensando, falando e agindo como Ele mesmo. Quando nos achegamos diante dEle com ações de graça, Ele reconhece um coração e uma mente que sabem quem Ele é e o que Ele pode fazer. Pedir, já dando graças, revela todas estas coisas.

Confiantes na Palavra, cientes do caráter de Deus e movidos pela fé, certamente viveremos o que está no versículo 7 de Filipenses 4: “E a paz de Deus que excede todo o entendimento guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus”.

Paz é fruto de um espírito cheio de Deus, cheio de certeza e de fé. Quem confia na Palavra tem o coração e os sentimentos guardados em Cristo, quem nunca poderá nos desapontar. Jesus morreu por nós e tudo o que Ele conquistou na cruz é direito nosso, é nossa herança. Por isso, não precisamos andar com um coração cheio de sentimentos pesados como a ansiedade e a inquietação. Não! Devemos estar firmados na Palavra, pois assim, teremos nossas orações respondidas e um espírito inundado não por preocupações, mas por uma paz que ninguém pode explicar.

Pronto para andar em paz? Basta ser praticante da Palavra!

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA