Você é um bom administrador?

Postado em
0

MONALISA-OKMonalisa Peixoto

Graduada do Rhema

O mundo fala de crise em todos os cenários da sociedade. Uma das definições para crise que me chamou atenção foi “completo estado de desequilíbrio”, mas essa não é a vontade de Deus para nós. Ele quer que sejamos bons administradores. Desde a criação podemos observar que Deus fez o homem com uma capacidade administrativa. Depositou criatividade e delegou responsabilidades a Adão, como podemos ver lá em Gênesis 2:15 “O Senhor Deus colocou o homem no jardim do Éden para cuidar dele e cultivá-lo.”. E administrar é isso: gerir, governar, conduzir, organizar, dirigir. Podemos dizer que no Reino de Deus, administrar bem é servir com fidelidade.

O velho testamento nos mostra o exemplo de um bom administrador: José. Depois de uma revelação de Deus a respeito dos anos de fartura e de seca, José foi promovido de escravo a governador. O Faraó lhe disse: “Entrego a você agora o comando de toda a terra do Egito.” (Gn 41:41). Resultado: José administrou com sabedoria a colheita e fez ó Egito prosperar em meio aos sete anos de escassez.

Podemos aprender sobre administração também com Jesus, lá em Mateus 25:14-30, quando conta a Parábola dos Talentos: “um homem que, ao sair de viagem, chamou seus servos e confiou-lhes os seus bens. A um deu cinco talentos, a outro dois, e a outro um; a cada um de acordo com a sua capacidade. Em seguida, partiu de viagem.” (v. 14). O que havia recebido cinco talentos saiu, aplicou e ganhou mais cinco. O que tinha dois talentos ganhou mais dois. Mas o que tinha recebido um talento, cavou um buraco e enterrou o dinheiro do seu senhor. Ou seja, foi um mau administrador.

É interessante observar como não foi uma questão de injustiça, pois o senhor deu a cada um de acordo com sua capacidade. Existem tarefas específicas para cada estação na qual nos encontramos. Por exemplo, em I Coríntios 7:32-33 Paulo diz: “o solteiro dedica-se ao trabalho do Senhor e pensa em como agradar-lhe. O que for casado cuida das suas responsabilidades terrenas e em como agradar à sua mulher.”. Além disso, também recomenda em Efésios 5:16 para remir o tempo, ou “aproveitar ao máximo cada oportunidade” (versão NVI), porque os dias são maus.

Como você tem administrado os recursos/responsabilidades que Deus te confiou? Como você tem administrado sua própria vida? A partir do momento que dissemos um “sim” para Jesus, passamos a ser membros do corpo de Cristo e participantes da família de Deus. Logo, a boa ou a má administração de nossas vidas poderá interferir na vida de outras pessoas. Se de Deus somos cooperadores, nossas ações podem beneficiar ou prejudicar o Reino de Deus, e aperfeiçoar ou ir debilitando o corpo, você concorda comigo?

Algumas pessoas passam por crises (familiares, financeiras, existenciais, ministeriais, enfim..) porque estão administrando mau (seu tempo, seu dinheiro, suas prioridades). Mas, há uma graça disponível para nos auxiliar, a Palavra para nos instruir e o exemplo de Jesus para seguir. O Espírito Santo é nosso conselheiro, que nos guia a toda verdade e nos ajuda a tomar decisões acertadas. Então, se você percebe que precisa melhorar, peça sabedoria a Deus, pois Ele dá liberalmente a todos. Sabedoria para falar, para agir, para fazer as escolhas certas, para investir, para usar o tempo da melhor maneira. Fomos criados para ser um sucesso! Não se acomode com o caos. Aprenda com o Senhor como ser um bom administrador.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA