Especial: Cores, brilhos e grande festa na apresentação das caravanas!

Postado em
0

Nesta noite de sábado (19), como é tradicional das Conferências de Mulheres Verbo da Vida, as caravanas que vêm de todo o Brasil para prestigiarem o evento, foram apresentadas. Uma a uma, as equipes foram chamadas por Sylvia Lima, que estava dirigindo o culto. Sylvia as chamou pelo nome das cidades das quais as caravanas vieram e uma a uma elas se levantaram de maneira festiva.

Este ano, estiveram presentes cerca de 90 caravanas, dos mais diversos locais, como as das cidades circunvizinhas, mas também até de outros países; como Chile, Suíça e Portugal. Caravanas com mais de 100 mulheres, mas também grupos com três ou quatro irmãs que, somadas, encheram a Igreja Verbo da Vida Sede em Campina Grande (PB) e tornaram esta edição da Conferência de Mulheres tão grandiosa. Ao serem apresentadas, uma variedade de expressões traduziram o sentimento em cada coração. Gritos de guerra, lanternas dos celulares acesas, cornetas, apitos e pandeirolas representaram um espetáculo à parte. Isso, sem falar nas cores e brilho das vestimentas das caravanas que vêm padronizadas com blusas iguais.

“As vestimentas iguais facilitam na identificação da caravana, mas não só isso, deixam todas as mulheres em um mesmo padrão, independente da classe social. Por isso, durante estes 18 anos, eu sempre organizei as caravanas com essas blusas. Este ano, nós fizemos questão de fazê-las bem paraenses. Trouxemos estampas com araras, índios, ouro e minério”, contou Scheilla Kelly, que lidera a caravana que veio de Marabá (PA). Ela também compartilhou sobre o quanto vale a pena participar da conferência mesmo vindo de um local distante:

“São dois mil quilômetros de distância. Viajamos por 24 horas, passando por três conexões de voos até João Pessoa (PB) e então viemos de lá num micro-ônibus. Participamos do evento, desde a quinta-feira de abertura, e tem sido um tempo maravilhoso. Quando a visão é clara, a distância se torna curta. Para mim, é uma honra estar aqui com essas meninas cheias de expectativas recebendo de Deus. Existe um trabalho que antecede tudo isso, mas pelos resultados que esse evento traz para nós, a influência deste ambiente e como essas mulheres são abastecidas e saem diferentes, isso tudo é recompensador”, disse Scheilla.

“São muitas mulheres em nossa caravana. Mulheres de Patos (PB), de outras congregações do sertão da Paraíba e de Pernambuco. Uma média de 100 integrantes. É um processo que se inicia uns cinco ou seis meses antes, em organização e oração, pedindo direção ao Espírito sobre como vamos nos mover sobre tudo. É trabalhoso reunir tantas mulheres, mas é também prazeroso e maravilhoso. Entendemos e valorizamos o esforço de cada mulher para estar aqui, inclusive em levantar os recursos financeiros para isso. Mas tudo vale a pena, pois sabemos que aqui tem algo do Senhor que precisamos para o tempo de hoje e para o futuro. Estamos conscientes de que viemos para nos abastecer e também para partilhar do que temos em nosso coração”, relatou Jocélia Portela, líder da caravana de Patos (PB).

Os testemunhos marcantes são muitos. A transformação na vida das mulheres é um dos motivos que as fazem vir novamente a cada edição e ainda trazerem outras para desfrutarem deste tempo. “Faz nove anos que venho. Para mim, é gratificante e quanto mais mulheres vierem comigo, melhor. É aquela sensação de convidá-las para que Deus possa impactar suas vidas. A primeira vez que vim à conferência foi há 9 anos e as palavras que ouvi aqui, salvaram a minha vida. Eu creio nessa visão! No ano que vem, queremos trazer mais ônibus do que este ano. A previsão é de pelo menos cinco venham cheios de mulheres para serem impactadas por essa atmosfera que vai fazer a diferença em suas vidas”, testemunhou Fernanda Lima, integrante da caravana de Maceió (AL).

Cada caravana é uma página dessa linda trajetória de Conferência de Mulheres que já completa seus 20 anos de existência. “Elas se esforçam muito para estarem aqui e para que tudo isso seja tão lindo e festivo como tem sido  em todos esses anos. Somos gratos e honrados por elas fazerem parte desta história de 20 anos”, disse Sylvia Lima em gratidão às dezenas de caravanas que vieram na edição do evento em 2019.

SEM COMENTÁRIOS