Dias de edificação e alegria na Conferência da Família em Campina Grande-PB

Postado em
0

 

Comunhão e muita alegria. Assim foi a Conferência Da Família 2019 na Igreja Verbo da Vida sede em Campina Grande-PB. Pais, mães e filhos de todas as idades foram ensinados e motivados a edificar a sua família sobre a rocha. A Bandinha do ECC (Encontro de Casais com Cristo), formada por casais da igreja e congregações, dirigiu o período de música com canções animadas durante todo o evento. 

ABERTURA

Pr. Thadeu e Rita Borba, auxiliares na igreja local e coordenadores do evento, saudaram a todos agradecendo a presença e motivaram cada um a não perder nenhuma das reuniões. Seguindo, o Pr. Isaías e Ana Fábia Meira, líderes do Verbo da Vida no Distrito Industrial da cidade, trouxeram a mensagem com o tema “Família: lugar de paz ou campo de batalha”.

Primeiro, Ana Fábia falou que precisamos fazer da nossa casa um lar e, para isso, é importante que cada integrante da família reconheça o seu papel e o cumpra com excelência. O Pr. Isaías continuou a mensagem exortando quanto a preservação da paz no lar. “Às vezes, nós precisamos fazer barulho para estabelecer a paz. A voz de Deus deve prevalecer. A voz de Jesus deve prevalecer. Ele é o Príncipe da Paz”, afirmou ele. Continuou dizendo que, se todos na família servem uns aos outros, aquilo que causa barulho no lar findará, pois se Jesus está realmente sendo colocado no centro da família, não haverá disputas e a paz será estabelecida.

SEGUNDO DIA

“Temos que ser um, como Pai em Cristo é. Temos que ser um, para que o mundo creia que pai o enviou”. Foi assim que começou a segunda noite da Conferência da Família. Em seguida, o casal Manoel e Camila Dias deu início à pregação da noite com o tema “Família se constrói, não nasce pronta”. Camila leu uma pequena poesia de autoria do escritor Luís Fernando Veríssimo. O texto trouxe a tônica da mensagem.

“A família não nasce pronta; constrói-se aos poucos e é o melhor laboratório do amor. Em casa, entre pais e filhos, pode-se aprender a amar, ter respeito, fé solidariedade, companheirismo e outros sentimentos”

Luis Fernando Veríssimo

Camila falou que, mesmo que autor do texto não seja nascido de novo, ele tem um princípio bíblico dentro de seu coração acerca de família. Isso porque a vontade de Deus para a vida de um casal, homem e mulher, é que os dois sejam completos. “Somos completos em Deus. Não precisamos de ninguém para nos completar, mas sim para somar conosco”, falou Camila.

Dando sequência na pregação da noite, Manoel Dias começou falando que a manutenção do casamento se dá através da obediência aos princípios bíblicos. Ele disse que, quanto mais cheios da Palavra, mais aplicaremos os princípios de Deus no lar. 

No fim da pregação, Manoel chamou à frente aqueles casais que estavam se sentindo pressionados pelas circunstâncias que estavam atrapalhando a paz dentro dos seus lares. Com certeza, essa foi uma noite de restauração e renovo na vida desses casais.

TERCEIRO DIA

Após uma tarde cheia de emoção, com a celebração do casamento coletivo, o culto da noite de sábado seguiu em festa e com um convite à unidade em família. Pastor Thadeu e Rita Borba trouxeram uma mensagem de estímulo às famílias para que voltem a se reunir à mesa.

Pr. Thadeu disse que Deus quer uma família feliz todos os dias. Ele mesmo criou o casamento e a família. Casamento é um projeto de Deus. A família nasceu no coração de Deus. Ele tem interesse na nossa família e já vê o seu sucesso.

“Mesa não é só lugar de refeição. É lugar de comunhão e crescimento”

Por sua vez, Rita questionou aos presentes: “o que aconteceu com a dignidade e a santidade do lar?”. Existem atribuições na Bíblia para cada membro da família. Nas cartas, estão escritos os deveres de cada um para andarem como família aqui na terra. Ela disse também para as mulheres prepararem sempre uma mesa para seu marido e para os filhos.

Não deixe que cada um vá para o seu quarto e computador. Não perca esse benefício de sentar à mesa com seus filhos e parar para ter comunhão com eles. Retorne se você deixou pra lá”, finalizou Rita.

QUARTO DIA

O casal Ricardo e Joselma Clemente dirigiu o culto e, após o momento de dízimos e ofertas, Stephani Borba apresentou sua família à congregação e destacou a importância dessa conferência para o fortalecimento do corpo de Cristo. Seu esposo, pastor Perilo Borba, auxiliar na igreja local, iniciou a Palavra abordando a questão do divórcio.

O ministro falou que é preciso preservar o temor a Deus, ao ponto de não fazer aquilo que Ele odeia. Foi aí onde afirmou: “Deus odeia o divórcio”

Ele explicou que casamento não é descartável, pelo contrário: “é como um copo de cristal do valor mais alto, que precisa de manutenção”, ressaltou. Isso significa que divórcio não deve ser uma possibilidade.  

Perilo seguiu falando que muitos justificam o fim do casamento com a falta de amor; porém, o amor não acaba, o que acaba é a a disposição de viver e praticar esse amor.

Ele explicou que o amor precisa de manutenção. “Existe a manutenção preventiva e a manutenção corretiva. A preventiva se faz, normalmente, antes que os prejuízos ocorram. Ou seja, para que o vinho não acabe, devemos nos manter abastecidos, cuidando e zelando um pelo outro. A manutenção corretiva não consiste em apontar e corrigir o defeito do outro. Não é a valorização dos defeitos, é a valorização das virtudes”, disse ele.

ENCERRAMENTO

No domingo à noite, aconteceu o encerramento do evento.  Na ocasião, também foi realizada a Santa Ceia, com a campanha “Repartir o Pão“, na qual cada membro é incentivado a levar um quilo de alimento não perecível para a assistência social. 

O pastor João Roberto, líder da igreja local, pregou a Palavra de Deus. Ele falou sobre o plano de Deus para família, dizendo que, quando Deus criou homem e mulher, viu que isso era muito bom. Aí o diabo diz que é ruim. Mas, não podemos dar crédito. Família é benção, é plano de Deus.

“Encha a medida da função que você ocupa na família. Deus não destrói uma família para edificar a igreja”

Após a Palavra ser ministrada, o pastor instruiu os presentes acerca da Santa Ceia e, juntos, participaram desse momento de celebração. Com muito louvor e adoração, foi concluído mais este fim de semana cheio de ensinamentos. 

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA