Emoção! Elas foram abastecidas por uma Palavra transformadora

Postado em
0

Sexta à noite de Conferência de Mulheres é sinônimo de empolgação. Com o templo da igreja Sede repleto, elas cantaram, dançaram, se emocionaram e foram abastecidas de orientações divinas, compartilhadas por Klycia Gaudard e Juliana Borba.

O culto começou com fervor através de Gisele Caetano, que conduziu o período de música. Cantando “vai brilhar”, ela incendiou as mulheres declarando que elas vão “brilhar em todos os setores da sociedade”.

Muitas mulheres de outras cidades chegaram em Campina Grande (PB) nesta sexta, para usufruir do seu primeiro culto na conferência, como foi o caso de Maria Luíza, que veio de Maceió (AL): “Tenho servido na minha igreja local e estou na diretoria do Rhema de lá. Vim aqui me abastecer, rever os amigos e as conexões divinas. Creio que vou receber uma porção de alegria, renovo, refrigério e paz para esses tempos. Vou levar disso e afoguear as mulheres de lá”.

As mulheres de Soledade (PB) também chegaram nesta sexta. “São 54 mulheres e a maioria nunca veio para a Conferência antes. Foi tudo tranquilo para virmos, mesmo em meio à pandemia. O sentimento que reina em nós é de alegria!”, disse Narjara Danielle, líder da caravana.

KLYCIA GAUDARD

“Fisicamente eu posso estar em casa, mas no coração eu estou aí com vocês”, disse Klycia Gaudard, logo no início da sua mensagem. Emocionada, ela testemunhou a sua vitória, relatando a cura do Covid-19. Para preservar as conferencistas, a ministra decidiu não ir presencialmente ao evento, mas se vestiu a caráter e ministrou em todo o tempo de pé e cheia de empolgação, no clima da “melhor conferência de todas”, como disse ela.

Todas acompanharam a mensagem pela transmissão do vídeo através dos telões da igreja. Em seu ensinamento, Klycia destacou sobre a importância de preservar os pensamentos. Segundo estatísticas, as mulheres são mais tendenciosas a sofrerem de depressão. “Fui pesquisar o porquê disso e os especialistas dizem que é resultado do fato das mulheres pensarem mais”. 

“A serpente jogou um pensamento para Eva e ela começou a pensar sobre isso. Eva não combateu a serpente quando essa trazia os pensamentos errados. Satanás usou a mesma arma para tentar Jesus: a mente. Ele usa meias verdades, para nos confundir”

Assim, Klycia explicou que o hábito de pensar de maneira desequilibrada ou até mesmo de alimentar fantasias errôneas, leva muitas mulheres a viverem grandes problemas.

Ela também alertou que andar com boas companhias é importante, mas não é tudo: “Ande com pessoas espirituais, mas isso não faz com que você seja espiritual. Tome uma atitude em relação ao que está rondando a sua mente!”. 

A ministra esclareceu que combater os pensamentos errados não se trata de algo físico, mas de aprender a praticar a Palavra em todas as áreas. 

“O nosso sucesso ou fracasso depende de como reagimos aos nossos pensamentos. Devemos combater pensamentos errados; seja de adultério, mentira, divisão, rebelião, entre outros […]”.

Leia a mensagem na íntegra!

JULIANA BORBA

No início, a ministra recapitulou a sua mensagem da noite de abertura, na qual falou sobre a visão à luz da Palavra, acerca do empoderamento feminino (clique aqui para acessar a mensagem de abertura).

“Relacionamentos importam”, enfatizou ela, que completou: “onde houver uma mulher sábia, existirá um lar, pois a mulher o edifica!”.

Ela explicou que, mesmo não ouvindo sempre um “obrigado”, as mulheres devem servir às pessoas como ao Senhor. Também exortou que “para servir de uma forma leve, vamos ter que aprender a perdoar”

Assim, ela narrou sobre uma experiência com o seu filho Samuel, na qual ele a perdoou rapidamente por algo que o chateou. Com isto, Juliana afirmou que é necessário ser como as crianças, que perdoam com facilidade: “A mulher precisa aprender a ser leve e pura como uma criança, que logo esquece algo que aconteceu de ruim com ela”

“O amor traz respeito e não permite que venhamos a denegrir a outra pessoa. Um coração amargurado aprisiona e não traz leveza ao servir.”

Com ênfase, Juliana falou sobre a importância de esquecer o erro do outro. “A fé é como uma semente e pode ser lançada através do que você fala. Fé funciona e se você abrir a sua boca e disser ‘eu decido perdoar’, então perdoará e será reerguido”.

Dessa forma, Juliana convidou as mulheres a fazerem uma confissão. Todas exclamaram:

Leia a mensagem completa!

Para finalizar, a ministra realizou um apelo para cura. Assim, orou com autoridade declarando vida e libertação para as mulheres. “Tem poder de cura disponível para você aqui!”, disse ela.

Acesse o vídeo do culto completo através do Youtube! Estamos transmitindo em três idiomas. Clique aqui para visitar o canal!

Nossa conferência volta amanhã, às 9h, dando continuidade a esta grande celebração!

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA