Estamos no fim da contagem regressiva para o maior evento realizado pelo Ministério Verbo da Vida: a Conferência Nacional de Mulheres. Já é amanhã!

Durante as últimas semanas, você conferiu uma série de matérias com a retrospectiva de cada 5 anos dessas duas décadas de existência do evento. Agora, chegou a vez de relembrar as edições de 2014 até 2018. Anos marcantes que reafirmaram a grandiosidade desta conferência, contaram com preletoras inéditas e poderosas manifestações do Espírito. 

2014

De 16 a 19 de outubro de 2014, foram comemorados os 15 anos da Conferência de Mulheres. Uma edição marcada por um tom de festa de debutante. Com o templo da igreja repleto de flores, o sentimento que imperou foi de amadurecimento. Um nova fase foi iniciada no evento, assim como na vida de cada mulher que se via tocada pelos ensinamentos que foram divisores de águas. As preletoras deste ano foram Jan Wright, Sylvia Lima e Nancy Dufresne (EUA).

Nancy é uma ministra itinerante e realiza cruzadas por todo o mundo. Viúva de Ed Dufresne, que era pastor na World Harvest Church (Igreja Mundial da Colheita), ela também continua dando apoio e promovendo eventos na igreja local. Na conferência, Nancy lançou o seu primeiro livro em português: “Uma mente moderada e disciplinada”, pela editora Rhema Brasil Publicações

A estadia da ministra norte-americana no Brasil, durante o evento, também foi um marco para seu ministério de forma pessoal. Assista ao vídeo de bastidores publicado pelo próprio ministério de Nancy:

 

Na edição de 2014, no culto do sábado à noite, foi realizado um momento especial de comemoração pelos 15 anos de conferência. Quatro mulheres de diferentes faixas etárias, incluindo uma criança e uma adolescente de 15 anos, cantaram uma emocionante canção que falava do amor de Cristo. Em seguida, a jovem de 15 anos recebeu um salto alto como forma de representar a mudança de fase vivida pelo evento naquela edição. 

 

2015

Após assistirem a este vídeo de abertura, as conferencistas celebraram o início de mais uma edição da Conferência de Mulheres e, mais uma vez, dezenas de caravanas vindas de todo o Brasil reuniram-se para dias que seriam sobrenaturais. Neste ano, a ministra convidada foi Phyllis Webb, esposa do Rev. Scott Webb e que possui uma ampla experiência em estabelecer ministérios de oração nas igrejas do seu ministério.

Em suas mensagens, Phyllis falou sobre diversos aspectos importantes para uma mulher permanecer firme no Senhor, a exemplo de valorizar a igreja local: “Deus pode fazer muito mais do que pedimos ou pensamos, mas nós precisamos pedir. Precisamos de uma igreja forte, precisamos da nossa família na igreja. É aí que nós nos ajuntamos, nos alimentamos e nosso pastor nos encoraja”, ministrou ela.

Uma novidade é que, em 2015, as adolescentes desfrutaram de um Tempo para Meninas. O “TPM” foi ministrado por Klycia Gaudard. Com o tema “Metamorfose”, ela destacou as transformações vividas pelas jovens.

No encerramento dessa 16ª edição, as mulheres contaram com a presença do prefeito de Campina Grande (PB)Romero Rodrigues “Prefeito, seja bem-vindo a nossa Conferência de Mulheres. Nós temos trabalhado para melhorar a nossa cidade, queremos contribuir para a sua administração. Oramos pelo senhor e sua equipe”, disse Suellen Emery dando as boas-vindas ao prefeito.

“Do ponto de vista administrativo, o prefeito sempre destacou os impactos que esse evento traz na perspectiva econômica, pela movimentação desses conferencistas nos hotéis e restaurantes na cidade. Além disso, naquela ocasião em que visitou a  Conferência de Mulheres pela primeira vez, ele ficou maravilhado pela quantidade de mulheres presentes, já que este é maior evento com mulheres da cidade. As boas-vindas dadas por Suellen o deixaram bastante emocionado e motivado. Foi perceptível o impacto em sua vida naquele momento”, relatou Rubens Nascimento, membro da igreja Verbo da Vida Sede e que convidou o prefeito para visitar o evento.

 

2016

Mais um ano de consolidação para a conferência e a palavra que direcionou a edição de 2016 foi:Tempo de coisas ainda maiores!”. Dentre os assuntos abordados, o “amor” foi um deles:

“Seja a pessoa que irá construir um teto cobrindo os irmãos em amor, porque o amor cobre uma multidão de pecados. Andando no poder do Espírito Santo nós estamos trazendo a nossa contribuição para o mundo em amor. Qual a sua parte que está vazia e que você precisa que Deus encha? O amor nunca falha”, foram algumas palavras de Amanda Gregurich, uma das preletoras deste ano.

A conferência de 2016 contou também com oficinas especiais: “A formação da sexualidade na criação dos filhos”, com Marco e Catarina Foronda, e “Inteligência financeira: Estratégias para uma vida equilibrada”, com Fábio e Jeanine Figueiredo

Essa edição foi marcada por uma vasta programação. Foi promovido também um bate-papo interativo com diretoras do Centro de Treinamento Bíblico Rhema no Sistema Prisional. Elas trouxeram testemunhos sobre a transformação que a Palavra da fé tem causado na vidas das reeducandas dos presídios. 

 

2017

A imagem acima é uma das mais marcantes da edição de 2017. Nossa mama Jan Wright utilizou um guarda-chuva para ilustrar a proteção de Deus:Acredite, pode chover uma tempestade, mas ainda assim somos abençoados”, falou ela. O evento de 2017, foi abrilhantado pela presença ilustre de Pat Hagin, filha do irmão Kenneth E. Hagin. Em suas mensagens, ela enfatizou sobre o poder da Palavra e o quanto ela deve ser prioridade.

Neste ano, as mulheres também foram surpreendidas pelo primeiro homem a ministrar na conferência. O pastor Caoxande Chianca, do Rio de Janeiro (RJ), publicitário e profissional da moda há mais de 30 anos, ministrou sobre as vestimentas adequadas para as mulheres como embaixadoras do reino de Deus. Leia a mensagem completa clicando aqui!

No sábado a noite, um momento especial honrou a vida de mulheres que têm sido luz através de seu envolvimento com projetos sociais e obras de assistência em suas igrejas. A música “Acenda uma luz” foi entoada por todas enquanto as lanternas de celulares e algumas lamparinas formaram um lindo cenário.

Assista ao vídeo exibido neste momento, com os testemunhos de mulheres acerca do serviço além das paredes do templo: 

2018

No ano passado, as preletoras foram todas brasileiras: Jan Wright, Suellen Emery, Sylvia Lima, Klycia Gaudard, Ana Helena, Marizete Garcia, Aurinha Chianca, Edma Wray e Mizia Elian. Elas prepararam palavras profundas e repletas de instruções específicas para tratar do corpo, alma e espírito de cada mulher, foi um verdadeiro SPA. 

Em um ano de eleições, nada melhor do que um especial que trouxesse um clamor pela nação. Mulheres seguraram as bandeiras de todos os estados da nação enquanto a menina Helen, de 9 anos, cantou a música “Brasil” do Diante do Trono. Foi então que um grande mover de intercessão pelo país marcou essa noite de conferência.

A cada ano, centenas de pessoas trabalham para tornar cada edição da conferência uma realidade. Em 2018, não foi diferente. Uma dessas pessoas é a irmã Vitória, que relata o seu prazer em servir no evento:

“Trabalhei na Conferência de Mulheres 2018 na equipe de recepção e em cada ano em que servimos é uma oportunidade festiva. É uma verdadeira festa servir a uma diversidade tão grande de mulheres com diferentes sotaques e vestimentas, sorrisos largos e expressivos, gritos de guerra, enfim. Meu Deus, nós ficamos maravilhadas com este exército. Cada pequeno grupo de mulheres que visualizamos se junta aos demais e formam um impactante batalhão! Sabe uma coisa? Nós estamos ali para servi-las de todas as formas, mas quem é servida mesmo é cada uma de nós” 

 

20 anos

“Esse ano é de mudanças. Vamos entrar numa nova fase! Deus vai nos surpreender e irá ser melhor do que imaginamos. Vai acontecer muito melhor do que os nossos planos. É sobrenatural e o Senhor vai fazer coisas extraordinárias em nosso meio”, falou Sylvia Lima comentando sobre a expectativa acerca da edição deste ano.

Duas décadas de história… uma história não só do evento em si, mas de vidas impactadas que fizeram desta conferência um sucesso. Essa trajetória será comemorada de 17 a 20 de Outubro com Jan Wright (EUA), Suellen Emery (Campina Grande-PB), Denise Renner (Rússia), Benvinda (Angola) e Marcela Chianca (Rio de Janeiro)

Nessa edição de 20 anos teremos um lançamento especial. O livro da nossa querida mama Jan Wright, “O amor de Deus me libertou”, que será lançado pela Editora Rhema Brasil Publicações.

Se você já participou de alguma dessas edições da Conferência Nacional de Mulheres e tem algo marcante para nos contar, escreva abaixo nos comentários. Queremos saber de suas experiências no evento.

Conheça melhor cada preletora e saiba os detalhes de como se inscrever: clique aqui!

Prepare-se para ser surpreendida pelo mover do Espírito em meio ensinamentos, celebração e associações divinas. Venha fazer parte dessa história!

Confira também a retrospectiva dos seguinte períodos da Conferência Nacional de Mulheres: 1999-2004, 2005-2008 e 2009-2013.

1 COMENTÁRIO

  1. Em 2017 estava na conferência sozinha, pois não vim em caravana. Estava me sentindo um pouco triste por estar só, e era meu aniversário… Logo uma mulher, que é membro da igreja local, chegou até mim me abraçou e disse senta comigo, não vamos ficar sozinhas, me deu seu lugar e sentou ao meu lado… Senti o amor de Deus me inundar, e como se não bastasse o lugar que ela me deu estava premiado e ganhei um cupom de uma pizzaria. Fiquei muito feliz… Depois desse dia almoçamos juntas e ficamos boa parte do tempo juntas… Amo de coração a Márcia…
    Este lugar e cheio de amor, unção e graça…
    Em 2019 estou aqui novamente, cheia de expectativas

DEIXE UMA RESPOSTA