Festa das Nações reuniu mais de 3 mil pessoas na Zona Oeste do Rio (RJ)

Postado em
0

A unidade do povo de Deus é uma das premissas para que o mundo creia que Cristo foi enviado para trazer salvação. Unidade foi o foco das duas noites da Festa das Nações 2019, que impactou a Zona Oeste do Rio de Janeiro (RJ). Um tempo de alegria, comunhão, atrações musicais e gastronômicas.

Promovida pela Igreja Verbo da Vida, sediada no bairro de Campo Grande (RJ), a sexta edição desta grande festa reuniu mais de 3 mil pessoas no Clube dos Aliados, uma das principais casas de shows da região.

Em um cenário leve e familiar, o evento englobou stands com culinária e caracterização de diversos países; além de bazar, recreação infantil e música gospel com a Banda Morada e o cantor André Leono.

Esse foi o primeiro ano em que a festa aconteceu numa grande casa de show; as últimas edições ocorreram no Sítio Chianca, também localizado no bairro de Campo Grande.

Além de membros da igreja local e de outras denominações, a programação também atraiu diversas pessoas que ainda não são cristãs. O evento cumpriu um de seus principais propósitos, que é o evangelismo.

“A Festa das Nações foi criada com o objetivo de reunir diversos tipos de pessoas e mostrar que somos um povo alegre e dinâmico. A cada ano, esse evento tem crescido e se consolidado. É sempre um sucesso; tanto para a igreja, quanto para aqueles que nos visitam como conhecedores do Evangelho ou não. Todos comem, interagem, se divertem e são expostos a um ambiente onde o Reino de Deus é representado”, destacou o pastor da igreja local, Cláudio Alexandre, carinhosamente conhecido como Caoxande Chianca.

O pastor acrescentou que a festa também tem o foco de promover a unidade da igreja, além da arrecadação de fundos para a expansão da obra.

Excelência

Buscando excelência em todos os aspectos, membros e líderes de diversos departamentos da igreja trabalharam com empenho, unidade e bastante animação para que tudo funcionasse perfeitamente. Ao todo, foram quase 400 voluntários, que se dividiram em serviços como ornamentação, preparo e venda de alimentos, organização das brincadeiras infantis, cobertura para mídias digitais, entre outros. Também organizaram os stands temáticos representando 14 países dos cinco continentes.

Banda Morada

A Banda Morada apresentou canções bastante conhecidas, como: “Só tu és Santo”, “Uma coisa”, “Pra onde eu irei”, entre outras. O vocalista da banda, conhecido como Brunão Morada, trouxe uma mensagem impactante sobre o amor e a verdadeira alegria que vêm de Deus, emocionando e edificando o público presente.

Em entrevista exclusiva para o site verbodavida.com/campogranderj, Brunão elogiou a Festa das Nações e disse que a igreja do Senhor deve alcançar os lugares mais improváveis.

“De cima do palco, nós conseguimos notar a alegria e animação dos grupos em cada stand. Eu vi a igreja envolvida, trabalhando, mas ao mesmo tempo cantando e dançando. Acredito que iniciativas desse tipo são o exemplo de como funciona a unção apostólica, onde a igreja do Senhor vai se estabelecendo e transformando bairros, cidades e nações”, ressaltou o cantor.

André Leono e Banda Unidos

A Banda Unidos, formada por jovens da igreja local, abriu o show no palco com canções inspiradas, levando o público a adorar e celebrar ao Senhor. 

Já o cantor André Leono trouxe o show de encerramento da programação. Em uma atmosfera de muita graça, o público cantou, dançou e se rendeu ao Pai em adoração. 

“Fico muito feliz em participar da Festa das Nações pelo segundo ano. É sempre um prazer e uma honra adorar ao Senhor com vocês. Pude sentir a presença de Deus muito forte nesse lugar e fiquei maravilhado com o cuidado em todos os aspectos da festa”, comentou Leono.

Gratidão

Pastor Caoxande e sua esposa, Marcela Chianca, agradeceram o empenho de todos os envolvidos e frisaram a importância de estarem conectados em uma mesma visão.

“Tudo isso só foi possível porque nós trabalhamos em perfeita unidade, funcionando verdadeiramente como um só corpo, cujo cabeça é Jesus. Essa é a mútua cooperação do povo de Deus. Não temos palavras para agradecer o empenho e dedicação de cada um que se envolveu. Verdadeiramente, quando nos unimos em um propósito, não há nada que possa nos parar”, enfatizou Marcela.

 

A Festa das Nações 2019 deixou um sentimento de dever cumprido em cada membro da organização. A propagação do amor de Deus, que foi testemunhado por todos os que por ali passaram, já está motivando as expectativas para a edição do ano que vem. 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA