Firmes na Verdade: Dízimos e remuneração ministerial foram temas do terceiro dia

Postado em
0

Dois temas marcaram a abertura do terceiro dia de ministração do Seminário Firmes na Verdade: os Dízimos e a Remuneração Ministerial, abordados por Natan Rufino, integrante da coordenação doutrinária do Ministério Verbo da Vida. O dia ficou completo com a pregação de Thiago Borba, coordenador da Associação Alumni, no período da noite, que alertou a igreja a fazer a vontade de Deus e aproveitar as oportunidades.

MANHÃ

A programação foi iniciada com o Pr Beto Gomes, no louvor. Em seguida, a palavra foi passada para Natan Rufino, que explicou o que a Bíblia mostra sobre o ministro ser remunerado pelo serviço que ele presta a Deus, como qualquer outro profissional, citando 1 Coríntios 1.14. “Aqueles que pregam o evangelho devem viver do evangelho! O ministro deve viver do evangelho para existir qualidade do seu serviço. Não devemos desobedecer a Palavra e deixar os ministros sem sustento, forçando-os a desobedecer e se envolverem com outros tipos de trabalho para se sustentar”, afirmou.

Citando o exemplo de Jesus, Natan disse que o mestre sempre teve provisão,  vivendo pelo ministério. “Ele tinha uma bolsa,  um tesoureiro.  E com esse dinheiro ele mantinha seus discípulos e a ele mesmo, comendo, viajando para ministrar, ofertando e pagando os impostos”, explicou.

Rufino explicou que existem pessoas na igreja hoje que se aproveitam deste princípio para roubar o povo de Deus, mas isto não anula a verdade da Palavra.“A palavra de Deus não se anula e nem se contradiz, mas se complementa! Existia um problema na igreja de Corínto que incomodava Paulo. Por isso,  ele fez questão de não receber nada daquela igreja.  Paulo quis corrigir os falsos apóstolos que estavam querendo receber do povo o que um verdadeiro apóstolo deve receber. Ele fez isso para servir de exemplo para os falsos apóstolos que estavam se aproveitando da generosidade dos irmãos”, concluiu.

NOITE

O culto foi iniciado às 20h com o louvor, ministrado por Camila Dias. Na sequência, Thiago Borba, ministrou sobre a graça de Deus que educa os cristãos a negar o mundo e assumir sua identidade de filhos. “Educar é dizer o que se pode fazer, como nos comportar e negar o mundo”, disse.

“Temos que ser como luzeiros nesta geração de trevas. Nunca seremos um referêncial se agirmos como todo mundo. É preciso ser corajoso para agir de acordo com a Palavra, para ser doido! A bíblia sempre diz ao contrário do mundo e isso é  loucura, mas é uma loucura que funciona”, afirmou.

Borba exortou os presentes a meditarem na Palavra de dia e de noite, para que prosperem em seus caminhos. Ele lembrou que é necessário deixar a graça educar os cristãos, para que vivam de acordo com a pátria celeste. “Não podemos viver só os benefícios da Palavra, precisamos seguir os princípios, ter coragem de ser diferente, crer com o coração e confessar com a boca! Fale a Palavra. O poder do Espírito está disponível, mas você só vai ver a montanha se mover depois que você mover a sua boca”, comentou.

“O mundo não nos merece! Não somos daqui, assim como Jesus não era. Não estamos sós. Do mesmo jeito que Ele foi enviado ele nos enviou,  no mesmo poder e na mesma graça”, concluiu.

O Seminário Firmes na Verdade prossegue até sábado, com cultos a partir das 9h, para graduados do Rhema, pastores e líderes evangélicos, por meio de inscrição na Associação Alumni e a partir das 20h, com programação aberta ao público. A transmissão AO VIVO dos dois períodos pode ser acompanhada através do site http://www.verbotv.com/firmes.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA