Pregação: Ap. Bud Wright (Sábado à noite)

Temos que andar no espírito. Se andarmos mais no espírito, nós vamos ter menos problemas. Trate bem a sua mulher e você terá bem menos problemas na sua casa. Alguns homens pensam: “Eu sou o homem e sou o chefe da casa”. Mas, deixe Jesus ser o chefe da sua casa.

A Palavra de Deus é coisa séria. Aquilo que Ele fala na palavra para não ser feito, não faça. Se você está fazendo, arrependa-se e mude de atitude hoje.

“Seis coisas o SENHOR aborrece, e a sétima a sua alma abomina: olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, coração que trama projetos iníquos, pés que se apressam a correr para o mal, testemunha falsa que profere mentiras e o que semeia contendas entre irmãos” (Provérbios 6.16-19)

Estas coisas, Deus aborrece e abomina. Crente não deve mentir e não deve fazer nenhuma destas coisas. Esta sétima tem sido a razão de muitos morrerem cedo: causar contenda entre os irmãos. Geralmente quando alguém morre cedo, há pecado envolvido. E pode ser uma dessas sete coisas. É entre Deus e aquela pessoa, não é da sua conta. Pode ser que Deus tenha falado várias vezes e por muito tempo com aquela pessoa e ela não tenha obedecido.

Há também ministros morrendo antes do tempo, e pode ser que seja também por está invadindo um ministério (chamada) para o qual ele não foi chamado. Evangelistas querendo ser pastor, profeta querendo ser mestre, ou qualquer outro. Nos EUA, há muitos exemplos disso.

Não se brinca com o diabo. Deus não está matando, é o diabo quem mata! Quando você está contra a vontade de Deus, você está fora da proteção dEle. É como uma galinha com as asas abertas e seus pintinhos embaixo, sendo protegidos. Mas se um pintinho resolver sair, ele corre perigo. Se você ficar no centro da vontade de Deus, nada vai acontecer com você!

Se Deus mandar você fazer algo, faça! Se Ele mandar você falar algo, fale! Você tem o Espírito Santo dentro de você? Então, não tem desculpas para não obedecê-Lo.

“Não julgueis, para que não sejais julgados” (Mateus 7.1)

Há muitos anos atrás Deus falou comigo: “Se você continuar julgando pessoas, eu vou lhe julgar na mesma medida”. O que é julgar? É dar sua sentença ou opinião sem ser da sua conta ou sem ter nenhuma informação. Pessoas falam aquilo que acham, mas o que elas acham não tem valor nenhum diante de Deus. É falar coisas sem ter ideia se é verdade ou não, ou julgando também pela aparência.

Isto deve lançar temor em nós. Eu tenho receio, porque Jesus faz aquilo que Ele disse. Tenha temor, se você temer a Deus você vai obedecê-Lo sempre. Tome cuidado da sua própria vida. Você não deve sair falando da vida de todos na igreja. Cuide de você! Se você continuar julgando outras pessoas, Ele vai fazer o que Ele falou, você será julgado e pode ser que você seja um daqueles que a gente manda flores para o velório.

Sabe aquela travessa de madeira debaixo dos trilhos de trem? É uma dessa que está no olho de muitas pessoas, mas elas estão querendo retirar o argueiro do olho do irmão. Sabe como Jesus chama uma pessoa assim? Hipócrita!

“Tu, porém, por que julgas teu irmão? E tu, por que desprezas o teu? Pois todos compareceremos perante o tribunal de Deus. Assim, pois, cada um de nós dará contas de si mesmo a Deus. Não nos julguemos mais uns aos outros; pelo contrário, tomai o propósito de não pordes tropeço ou escândalo ao vosso irmão” (Romanos 14.10-14)

Tem pastores que não pregam este tipo de coisa para que as pessoas não parem de dizimar ou de congregar lá. Eu não ligo! Eu falo o que a Palavra diz!

Quero falar um pouco da ceia do Senhor agora, novamente. Em I Coríntios 11, Paulo falou que devemos fazer em memória de Jesus. Ele morreu para eu ser salvo. Ele morreu para eu ser curado, ter paz e alegria. É disso que eu tenho que lembrar quando estiver tomando a ceia do Senhor. E todas as vezes, vamos está anunciando a morte e a volta de Jesus.

Aí, depois ele fala sobre fazer isto indignamente. Isto não quer dizer que ele não é digno de tomar a ceia do Senhor, está dizendo que a maneira pela qual ele estará tomando está indigna. Nós somos dignos! Mas, quando fazemos coisas erradas, contrárias ao que Jesus ensinou, falando mal das pessoas, dos pastores, e tomando a ceia como se nada estivesse acontecendo, estamos fazendo de maneira indigna.

Paulo estava falando em um contexto que os ricos não estavam tendo comunhão com os pobres, ou deixando eles tomarem o vinho deles. E eram irmãos! Quando você não discerne o corpo de Cristo, fazendo ou falando algo contra o seu irmão, você não está discernindo o corpo de Cristo. Se está errando, diga: “me perdoe Senhor!”.

E há aqueles que ficam olhando quem está tomando a ceia do Senhor. Até pensam: “Aquela pessoa vai tomar a ceia? Eu sei que ele está fazendo algo errado!”. Cale a boca! Não é da sua conta! É entre ele e Deus. Cuide de você somente! Julgue a si mesmo!

“Eis a razão por que há entre vós muitos fracos e doentes e não poucos que dormem. Porque, se nos julgássemos a nós mesmos, não seríamos julgados” (I Coríntios 11.30-31)

Sabe aqueles crentes que quase nunca consegue vencer as circunstâncias ou resistir ao diabo? Estes são os fracos! E estão nas nossas igrejas. Por isso há muitos crentes doentes! E, por isso, há muitos morrendo cedo.

Muitos mais vão morrer se continuarem pecando deliberadamente e tomando a ceia do Senhor. Estão tomando a ceia indignamente. Não brinque, é sério!

Ver todos os arquivos de:
Destaques - Portal
Pregações - Conf. de Homens

Gostou do artigo? Compartilhe!

Conteúdo Relacionado

Um comentario

  1. Que maravilha, a ministração Apost. Bud, como sempre foi sensacional…
    estava-mos precisando desta ricas palavras…Glória a DEUS!!
    Obrigada SENHOR, por esta família “Verbiana”, que fazem toda a diferença…
    Shalon! Rt 2,12

Deixe um comentario


8 + = onze

Todos os direitos reservados - 2012