Verbo FM

Deus não invalida a sua história

Quando nascemos de novo, como diz a Palavra, as coisas velhas ficam para trás, porém, isso não quer dizer que a nossa história perde todo o valor e em nada contribui para o nosso presente e futuro. Deus quer nos conduzir a tirar proveito de tudo o que vivemos. Se Ele não invalida a nossa história, o que Ele faz, então?

1. Ele transforma 

  • Quando nascemos de novo, deixamos de ser velhas criaturas e passamos a ser novas criaturas (II Coríntios 5.17). Algo poderoso acontece no reino espiritual; recebemos autoridade para viver uma nova vida e dizer não ao pecado que nos dominava. Recebemos também uma nova identidade, então precisamos assumi-la.
  • Nós mudamos de ambiente quando fomos resgatados do império das trevas e transportados para o Reino do Seu Filho (Colossenses 1.13). Um novo ambiente espiritual nos direciona a entrar em novos ambientes naturais; as nossas escolhas mudam, o que nos dá prazer jamais contradiz a santidade, alguns lugares que antes eram interessantes perdem o brilho e nós só queremos voltar se for para transformá-los. 
  • A nossa forma de falar, pensar e agir entram em um processo de profunda mudança diariamente (Romanos 12.2; II Coríntios 4.13). A meditação na palavra de Deus vai promovendo um distanciamento do que era nocivo e uma eficaz harmonia com o que é produtivo.

2. Ele cura as dores 

  • Deus manifesta o seu amor curador por meio da sua paternidade, nos tratando como filhos (I João 3.1). Sua paternidade nos diz que pertencemos a Ele, que não estamos abandonados e que temos uma habitação permanente. 
  • Deus nos instrui a receber e a confiar no amor que nos faz livres da culpa, do medo e do vitimismo, também nos dá certeza de valor e segurança (I João 4.16). Muitos cristãos acreditam que Deus é amor, mas não sabem receber esse amor e desfrutar dele, estão presos à religiosidade, às crenças erradas que afirmam que Ele está querendo nos punir o tempo todo. Nós precisamos crer que somos alvos do perfeito amor do Pai. 
  • Deus nos capacita a amar com o mesmo amor que recebemos (I João 4.19-21). Pessoas doentes emocionalmente, cheias de traumas, mágoas e tristezas não conseguem transbordar amor, simplesmente porque embora ele esteja disponível elas não se abrem para acessá-lo. O resultado de receber o amor curador de Deus, é amar.

3. Ele faz promessas

  • Deus abre os nossos olhos para que vejamos novamente o que não estamos conseguindo enxergar. É possível que circunstâncias adversas estejam tendo o nosso foco a tal ponto que a nossa visão tenha ficado turva, impedindo de termos clareza do que já foi perfeitamente visível (II Samuel 22.29). Nós precisamos ver claramente.
  • Deus nos ensina a colocar as promessas diante dos nossos olhos para não esquecermos (Gênesis 15.5). Nós precisamos trazer à memória as promessas do Senhor, para que possamos permanecer cheios de esperança até que se manifestem. Ter referenciais diante de nós, vai nos ajudar a mantê-las vivas. 
  • Deus cumpre as suas promessas (Hebreus 10.23). Nós temos um pai com um caráter inabalável, que jamais deixa de fazer exatamente o que prometeu. Podemos viver seguros, sabendo que Ele não mente, não falha, não nos abandona, antes, tem prazer em nos ver desfrutando dos benefícios das suas maravilhosas promessas. 

4. Ele capacita a viver o propósito

  • Deus nos unge com óleo fresco, essa unção potencializa nossos dons e nos dá novas habilidades (Êxodo 35.1). Reconhecermos a unção sobre nossa vida é de fundamental importância, pois a nossa capacidade humana é limitada, podendo nos conduzir a um sentimento de fracasso ou mesmo de soberba. Quando desfrutamos da unção, temos a condição de viver o propósito de forma eficaz, na total dependência do Senhor.   
  • Deus usa as nossas experiências em nosso favor. Todo gigante, dor ou desafio que superamos, vencemos e derrubamos, transforma-se em experiências, que são ferramentas poderosas para impulsionar o cumprimento do nosso propósito. Alguém que já venceu um gigante tem autoridade para dizer que é possível, fica muito mais ousado e desenvolve uma força que sem os desafios não seria comum (I Samuel 17.36,37). Deus deseja estar envolvido em todas as nossas experiências para convertê-las em benefícios para nossas vidas e de outros. 
  • Deus abre portas, constrói pontes, gera conexões, nos leva a lugares que jamais pensamos, que provavelmente nunca teríamos acesso, influência ou recursos. Ele viabiliza o cumprimento do propósito porque é o maior interessado que vivamos uma vida plena na sua vontade. 

Independentemente de qual seja a nossa história, das marcas, dores, vergonhas e fracassos, Deus vai converter tudo em nosso favor, se confiarmos nele. Quanto aos sucessos, conquistas, vitórias e superações, Ele vai nos animar a ir além, porque o que vencemos ontem é trampolim para o futuro e não um pódio para descanso. Jamais estacione, reabasteça e siga em frente, o céu é a linha de chegada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NewsLetter

Cadastre-se em nossa lista para receber atualizações de nosso portal. 

Destaques da semana​

Estude no Maior Centro de Treinamento Bíblico do Mundo!