RHEMA: Diretores do prisional foram capacitados em Campina Grande (PB)

Postado em
0

O Ministério Verbo da Vida, visando aperfeiçoar ainda mais as atividades no Rhema no sistema prisional, realizou no Centro de Operações mais um treinamento para os diretores das unidades. 

A abertura ocorreu na quinta -feira (07), com Juliana Borba, supervisora nacional das Escolas Bíblicas destacando a importância desse trabalho e a honra em poder trabalhar em algo que nasceu no coração de Deus. 

Na oportunidade, estavam presentes os diretores: Adelai Quefar (Brasília-DF), Elayne Lourenço (Petrolina -PE), Joseane França  (Campina Grande-PB) e Juliana Gil (Belo Horizonte-MG), todas do prisional feminino; bem como Valter dos Santos (Petrolina-PE) e  Karolina Alves (Igarassu-PE) do prisional masculino. Além dos representantes: Evando, vice- diretor do Prisional Masculino no Rio de Janeiro (RJ)  e Deise Silva, secretária da Fundação Casa SP.

As equipes das unidades de: Abreu e Lima e Caruaru (PE), João Pessoa e Santa Luzia (PB), Rio de Janeiro (RJ)Campo Grande (MS) e Minas Gerais assistiram ao treinamento no formato on-line. 

O presidente do Ministério Verbo da Vida Guto Emery trouxe uma mensagem inspiradora para os diretores, mostrando o valor de alcançar apenados através da Palavra revelada. Trazendo a todos a consciência do valor imensurável desse trabalho para o ministério. 

Thiago Garcia, que é integrante da diretoria do Ministério e também advogado, trouxe importantes considerações sobre os aspectos legais do trabalho no sistema prisional. Temas como: setor financeiro, aspectos contábeis também foram explicados. 

Priscila Fontenelle integrante da coordenação do Rhema, trouxe instruções preciosas sobre o relacionamento interpessoal. Deu dicas sobre relacionamentos, a importância de se importar uns com os outros. Contando algumas histórias, ela deixou muitas lições de como podemos realizar bem a obra de Cristo que nos foi confiada.

Ainda foram tratados assuntos como relacionamento com autoridades, a exemplo da diretora Adelai Quefar, que possui uma larga experiência com esse trabalho na capital federal. 

Ela falou sobre suas experiências no trabalho de evangelismo no presídio e destacou: “Tinha momentos de estar todos os dias no presídio com várias ações naquele lugar.

Nós exalamos um bom perfume e o bom perfume só se usa no natural quem tem bom, gosto e dinheiro. Quando exalamos o bom perfume atraímos a atenção das autoridades”.

Adelai declarou que nada paga aquilo que fazemos para o Senhor, pois essas coisas possuem um valor excelente. Ela destacou que possui boas relações em Brasília com autoridades civis, com a ministra Damares Alves, com a primeira dama Michelle Bolsonaro, com juízes, com o diretor da Polícia Federal, entre outras autoridades locais. 

Ainda foram abordados assuntos como: parceria com o Rhema local, Curso de introdução bíblica, treinando equipes de oração, monitoria, mídia e marketing, entre outros.

Jannayna Albuquerque, integrante da coordenação do Rhema, ministrou sobre fervor do Espírito. Ela instruiu todos a manterem-se fervorosos no espírito, pois essa é a forma de frutificar com êxito no trabalho do Senhor.

Jannayna lembrou aos diretores que: “Onde nós entramos, (presídios), muitos não querem estar, porque não tem holofotes”.

Douglas Ferraz, diretor do Rhema Sede em Campina Grande (PB), falou sobre parceria e compartilhou um pouco de suas experiências na Escola Bíblica e do apoio imprescindível ao Rhema no sistema prisional da cidade, liderado por Joseane. 

Deus me direcionou a apoiar o Rhema no sistema prisional e os alunos da Sede pegaram junto comigo e passamos a apoiar as alunas. O amor ultrapassa os limites da razão. Nós nos unimos e foi uma bênção”.

Ele falou que os diretores precisam se aproximar da diretoria do Rhema convencional na cidade em que estão envolvidos. “Promova visita dos diretores e equipe para que eles conheçam o trabalho que vocês desenvolvem ali. Eu fui impactado na visita que fiz ali” disse o diretor. 

Roseane Saraiva, que também integra a coordenação da Escola, falou sobre o Curso de Introdução bíblica. Ela trouxe instruções sobre o trabalho dos diretores, apresentando o curso com mais clareza.

“Nossa visão é alcançar todos os presídios do Brasil e do mundo com a Palavra da Fé e do amor”, disse ela. Rose detalhou assuntos relacionados ao tema, falando inclusive, do sistema Gerar.

Ela incentivou os diretores a alimentar o sistema com as informações diárias. Após, foi aberto um tempo para perguntas, Juliana Borba e Roseane Saraiva esclareceram várias dúvidas existentes. 

Prosseguindo, os diretores foram incentivados a desfrutarem de uma vida de oração mais intensa, através da mensagem de Simon e Adriana Potter

Alguns deles tiveram a oportunidade de falar um pouco sobre suas vivências nas unidades que lideram. Eles ainda aprenderam um pouco sobre mídia, marketing e monitoria. 

À noite, o treinamento foi encerrado com a participação do juiz Carlos Neves falando sobre a relevância do Rhema na reabilitação dos alunos apenados. Ele já começou dizendo que é formando da turma 2021 juntamente  sua esposa Solange Neves

O juiz falou da honra de estar presente no treinamento. “É uma alegria estar aqui no Ministério Verbo da Vida e poder falar sobre o Rhema. Esse é realmente um Ministério de amor, não tenho como expressar de outra forma. Abrimos o caminho institucional para essa Escola, desde o começo, e vocês estão na ponta executando suas atribuições”.

Ele ainda enfatizou que, no Brasil, temos cerca de 700 mil presos e lembrou aos diretores que presídio é um ambiente difícil, mas que eles estão ali para fazer a diferença. “A cadeia é um ambiente opressor, mas a luz o acompanha quando você estiver lá, e por isso, você fará a diferença, assim você vai saber plantar a boa semente da Palavra. É um processo de construção, o trabalho que vocês exercem ali. Eu procuro dar apoio a trabalhos como esse”. Ele encerrou compartilhando a seguinte informação:

Vocês não têm ideia do que o Rhema no sistema prisional está fazendo de diferença no país. Reduzimos de 800 mil presos para 700 mil. O governo acha que foi pelas políticas públicas, mas nós sabemos que não é tanto assim. 

No final do treinamento, aconteceu um momento de oração pelos diretores com imposição de mãos da liderança.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA