NO SUL: Muita alegria e comunhão aqueceram a manhã desta sexta

Postado em
0

ALEGRIA! CHAMAS AVIVADAS!

Os participantes da segunda versão da Conferência de Ministros Verbo da Vida Sul estão aproveitando bem o calor humano e a unção de alegria quentinha do Espírito para se aquecer nesse frio que ainda faz na região. Todos juntinhos exaltaram a bondade de Deus durante a adoração, com o grupo de louvor do Verbo da Vida Centro, em Curitiba (PR).

Gratidão vem naturalmente naqueles que participam da Conferência, pois todos são abrasados em um tempo de crescimento, comunhão e reavivamento de chamados. Palavras cheias de bom humor e fé dos pastores Agnaldo Marques e João Roberto Albuquerque também foram bem oportunas para manter a chama do poder e do amor de Deus bem acesa nos corações. 

O anfitrião da manhã, Samir Souza, coordenador da Editora Rhema Brasil Publicações, saudou os presentes e afirmou: “Na abertura, fomos bastante abençoados, mas foi só o começo. Hoje tem muito mais”. Samir aproveitou e pediu para que todos aproveitassem o já conhecido “um minuto de comunhão” com os irmãos, com muito aperto de mão, abraços e palavras positivas entre eles. 

 Aprendendo a conhecer a Deus 

Agnaldo Marques, que é supervisor do Ministério Verbo da Vida, trouxe uma ministração bem humorada e reflexiva sobre o que nós entendemos sobre Deus. E ele deu logo um exemplo: “Às vezes, falamos ‘a Paz do Senhor’ para os irmãos e não entendemos bem o que estamos falando. Por mais que sejam inteligentes, vamos ter dificuldade de entender na plenitude a paz de Deus”

O ministro também falou que não entendemos plenamente o amor e a bondade de Deus por nós: “Falamos que Deus é bom, mas podemos cair no erro ao avaliar a bondade de Deus segundo o que nós entendemos por bondade”. Ele completou dizendo que precisamos entender que Deus é bom independentemente se as coisas estão dando certo ou não em nossa vida. 

“Fomos criados para refletir a imagem de Deus, o original.”

Agnaldo lembrou que devemos refletir as características de Deus, como a generosidade. Segundo ele, “generosidade não espera retorno. Devemos nos destacar no espírito de ser generosos e com alegria”. Falando sobre isso, ele contou uma experiência quando foi a uma “igreja do fogo”, quando ainda não era convertido. Lá ele foi confrontado com relação a dízimos e ofertas. “O generoso decide no coração o quanto deve ofertar”, afirmou.

Ele ainda falou que todos podem contribuir na igreja. “Com a alegria e com a energia que você começou, você tem que terminar. O que impulsiona a minha vida de generosidade deve ser a alegria. A Bíblia diz que Deus vai nos dar tudo o que necessitamos. Generosidade é pré-requisito para prosperidade”, falou Agnaldo.

“Deus tem um lugar para nós, onde todas as nossas necessidades são supridas e temos sobrando para fazer todo tipo de boas obras.”

Veja mais trechos dessa mensagem bem humorada neste link.

 Reconduzindo a nossa fé 

O Pr. João Roberto, integrante da diretoria do MVV, no começo de sua ministração, lembrou que o escritor Rick Renner diz que, na periferia, os preços são mais baratos, mas vale a pena pagar o preço para estar no centro. João Roberto, assim, disse que muitas vezes temos sido tolos e temos negociado o plano e a vontade de Deus por algo mediano. “Eu mesmo já diminuí o alvo para tirar a pressão, entendendo que isso me colocaria em um conforto. Só que é no alvo que está a graça de Deus”, concluiu.

João Roberto continuou afirmando que uma das estratégias do diabo é nos manter no ontem, com condenação com o que não foi bem-sucedido, ou tentar nos levar para o amanhã, com ansiedade. Ele acrescentou: “O tempo que Deus gosta de trabalhar é hoje. E nós estamos nele. Então, é hoje”

“Não vale a pena pagar um preço mais barato e ficar na periferia quando Deus tem um plano para você ficar no centro da vontade e do propósito.”

O pastor ainda disse que hoje devemos questionar em que lugar a fé está em nós. Segundo ele, devemos reconduzir a nossa fé. Comparando com a tela de um computador, ele ilustrou a nossa vida hoje como composta por várias telas. Nesse sentido, a nossa tela principal pode estar sendo a que diz “não me vejo capaz” ou a tela “é muito difícil”. “O que deveria estar na tela principal é a fé”, orientou o ministro.

João Roberto também leu, em Lucas 24, que Jesus questionou aos discípulos, enquanto caminhavam, sobre o que os deixavam entristecidos. Eles permitiram que os últimos acontecimentos ocupassem sua atenção. E o pastor disse: “Tem pessoas negociando a grande visão que Deus compartilhou com a sua vida, que já foi motivo de dedicação, de celebração e de alegria e começaram a colocar a fé em segundo plano”.

“É hoje! A recondução da nossa fé vai ser na Palavra. Fé vai reocupar esse lugar principal em sua vida. O que Deus disse, eu creio e está decidido.”

Tem mais da palavra inspiradora do Pr. João. Confira aqui.

O pastor João Roberto, ao final, convidou a todos para que inaugurassem esse novo tempo em sua vida com um grande grito de fé. E a manhã do segundo dia de Conferência terminou com muito louvor, adoração e bastante alegria. 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA