“Verbo Amar” investe em cursos técnicos para a comunidade local

Postado em
0

A ONG “Verbo Amar” nasceu através do Departamento Social da Igreja Verbo da Vida de Pedra de Guaratiba, no Rio de Janeiro (RJ). De lá para cá, muitas coisas mudaram: da liderança de Dazi Coelho até o comando de Raquel Chianca, a Organização trouxe muitas transformações para a região. Hoje, através da direção de Ivan Bonaldo, muitos projetos têm sido implementados.

Além da distribuição de cestas básicas, a ONG também assiste à população com atendimento de profissionais nas áreas da psicologia, nutrição e psicopedagogia, além de contar com escolinhas esportivas, alfabetização de adultos e apoio a outras instituições. Recentemente, visando a profissionalização dos auxiliados, a professora Luciene Alves, da Confeitaria Mimos da Lu, ministrou o primeiro módulo do curso de confeitaria. Para saber mais sobre essa e outras iniciativas, tivemos uma conversa com o diretor Ivan. Confira a seguir: 

PORTAL: De onde surgiu a iniciativa de montar um curso específico de confeitaria?

IVAN BONALDO:
Temos um projeto chamado “Cesta da abundância” com alimentos que atendem a mais de 100 famílias mensalmente, tendo as mães solteiras como público-alvo. Além da entrega das cestas, temos um período para cultuar ao Senhor e, após esse momento, costumamos fazer entrevistas com os participantes.

Em uma dessas ocasiões, ao serem questionadas sobre seus anseios profissionais, 50% das pessoas responderam ter o desejo de fazer cursos na área de culinária e estética. Ao analisar as respostas, percebemos que o curso de confeitaria seria mais proveitoso, pois o investimento não seria tão alto por parte dos participantes e cada um, após a profissionalização, poderia trabalhar em sua casa, gerando a própria renda, sem depender da ajuda financeira ou benefícios de terceiros. 

PORTAL: Muitos projetos sociais ajudam pessoas através da distribuição de alimentos. Quando foi que vocês perceberam a necessidade de, além disso, fornecer ajuda profissionalizante?

IVAN BONALDO: “Qual o seu maior sonho?” é uma das perguntas que fazemos durante a entrevista. A resposta sempre se encaminha para a possibilidade de ter uma renda fixa e, assim, sustentar a família. Foi aí que percebemos que além da grande necessidade da Palavra de Deus e do alimento, as pessoas também estavam precisando de oportunidades no mercado de trabalho. Nesse momento de pandemia, com a baixa de contratações, muitos precisaram se redescobrir e empreender.

Nós decidimos então fazer este papel: ajudá-los a encontrar o que gostam de fazer, localizar suas habilidades e capacitá-los. Estimulamos as pessoas para que possam sentir-se dignas de trabalhar e também saibam que o resultado do seu trabalho é digno. Nosso foco é reinseri-las no mercado de trabalho, tanto através de empresas, como também fabricando e vendendo produtos. 

PORTAL: E como vocês fazem essa reinserção? 

IVAN BONALDO: Nós oferecemos um curso de gestão financeira que incentiva os pequenos empreendedores ou aqueles que têm o desejo de começar a fazê-lo. Também já realizamos outros cursos, tais como: designer de sobrancelha e manicure. O de confeitaria está sendo realizado no Espaço do Café Verbo Amar, que além de funcionar como cantina da Igreja e do Rhema, também tem sido um apoio para os cursos profissionalizantes. 

PORTAL: Qual é o tempo de duração do curso de confeitaria? 

IVAN BONALDO: Ele tem duração de dois meses. No primeiro mês, as alunas fazem o módulo básico e no segundo o módulo mais aprofundado. Elas  estão aprendendo a produzir ovos de Páscoa e pão de mel, e já estão recebendo encomendas durante o curso!

Ou seja, antes mesmo de finalizar as aulas, recursos já estão chegando para as famílias. Para nós, é motivo de grande alegria perceber o resultado da cooperação e investimento nessas pessoas, acreditando no seu potencial e dando as ferramentas que elas precisam para aperfeiçoar seus talentos. 

PORTAL: Qual é a agenda do “Verbo Amar” agora em 2022?

IVAN BONALDO: Diante da necessidade, colocamos como meta ter, no mínimo, um curso por mês durante este ano. Nós preparamos e equipamos uma sala com toda estrutura necessária para funcionar diversos cursos de estética, tendo entre eles: corte de cabelo masculino e feminino, massoterapia, maquiagem, design de sobrancelha e manicure. Agora no mês de abril, firmamos uma parceria com o Senac, onde os auxiliaremos sendo um polo na nossa região de Pedra de Guaratiba, que é uma região bem carente, com muitas pessoas de baixa renda.

Através dessa iniciativa, estaremos facilitando para que as pessoas possam ter acesso a esses cursos profissionalizantes. Estaremos servindo como essa base, cedendo o nosso espaço e fazendo essa divulgação, incluindo as pessoas da nossa comunidade, para que elas possam também fazer os cursos disponíveis. Alguns cursos são pagos, mas planejamos conseguir patrocinadores que vão financiar a entrada desses alunos nos cursos. Além de saírem com capacitação e diploma, seus nomes ainda estarão no banco de informações e indicações de empregos que o Senac disponibiliza.

Junto a isso, auxiliamos, gratuitamente, na criação seus currículos, além de darmos dicas básicas de etiqueta em entrevistas de emprego. Estamos com muita expectativa sobre essa parceria com o Senac. Cremos que vai ser uma porta aberta para servir a nossa comunidade da melhor maneira. 

PORTAL: Dentre essa assistência prestada à população, existe algo  exclusivamente voltado para crianças?

IVAN BONALDO: Temos um novo projeto direcionado para as nossas crianças: a creche “Verbo Amar”. Entendemos que muitas mães não têm ajuda de terceiros para cuidar dos filhos enquanto trabalham, então decidimos ser esse braço estendido, porque além de dar esse auxílio às mães, também estaríamos ajudando a educar com a Palavra, passando princípios cristãos e alimentando-as, pois, por muitas vezes, fazem apenas uma refeição por dia. É um propósito que nós temos gerado e cremos que ainda este ano vamos inaugurar a nossa creche comunitária, aqui na região de Pedra de Guaratiba. 

Desejamos prestar esse suporte para que as mães possam trabalhar tranquilas. Como falei, são 100 famílias que recebem o alimento. A cesta é a mesma, mas o tratamento ou o cuidado é individual, porque cada uma tem uma realidade, história e necessidade. Algumas precisam de um apoio psicológico, outras precisam de uma profissão, já outras precisam apenas ser ouvidas ou receber uma oração.

PORTAL: Além da creche, existe mais algum projeto voltado para educação infantil?

IVAN BONALDO:  
Durante a entrevista que fizemos, percebemos que muitas mães queriam colocar os filhos em atividades esportivas, mas às vezes não tinham recursos para fazê-lo. Identificamos quais os esportes de interesse para podermos ingressá-los e atender com precisão nossa comunidade.

Hoje temos a escolinha de futebol, que conta com mais de 60 crianças. Além da capoeira, com mais de 30! Essas atividades acontecem em um campo do Abrigo Evangélico da Pedra, que é nosso parceiro. Agora no mês de abril, estamos inaugurando o projeto de jiu-jitsu, que teve muita procura. Temos mais de 20 inscritos. As crianças aqui são alimentadas, educadas e ensinadas com valores cristãos e morais, coisas simples do dia a dia que vamos imprimindo através do cuidado com elas.

PORTAL: Ao atender às famílias, qual área vocês percebem que precisa de mais atenção?

IVAN BONALDO: Buscamos, de alguma forma, ajudar a família em todas as áreas, seja no cuidado com os filhos, no suprimento de alimento, na parte espiritual, na questão da alma com os psicólogos, na questão profissional com a capacitação dos cursos, com relação à preparação para as entrevistas, para os currículos, etc.

Nós tentamos alcançar as famílias da melhor maneira e ajudar em todas as áreas, porque entendemos que não é suficiente apenas dar o alimento, existem outras deficiências que precisam ser supridas e estamos aqui para ajudá-los de todas as maneiras possíveis para que eles possam voar e ser felizes, prosperando no Senhor. Tudo isso, sem perder de vista que estamos aqui para levar o Evangelho — as Boas Novas de Cristo.

PORTAL: Baseado nesse suprimento, qual é a visão que a ONG tem em relação às pessoas? 

IVAN BONALDO: A visão que o Senhor colocou no nosso coração é de ajudar as pessoas a enxergarem o que elas são capazes de fazer, sendo inseridas no mercado de trabalho. Damos prioridade para as pessoas da nossa comunidade que participam dos projetos, sendo membros da igreja ou não. Durante as entrevistas, fazemos essa triagem, para direcioná-las a esses trabalhos.

Tudo é feito de forma voluntária e gratuita, desde à estrutura, aos materiais necessários e o conhecimento nas áreas profissionalizantes. Cremos que aqueles que auxiliamos vão ser bem sucedidos e que futuramente não serão apenas receptores, mas doadores também, participando junto conosco dos projetos da ONG, através da sua experiência e serviço. Essa é a nossa alegria, o nosso propósito!

PORTAL: Quais os resultados que vocês têm colhido através do trabalho do “Verbo Amar”?

IVAN BONALDO: Nós temos visto todos os meses uma média de 10 a 20 pessoas sendo salvas, nascendo de novo e batizadas com o Espírito Santo através desses cultos. A porta de entrada é a cesta com os alimentos, mas nós cremos que, assim como é dito lá em Romanos que a bondade de Deus conduz as pessoas ao arrependimento, a bondade de Deus através desses projetos é algo que atrai as pessoas a conhecer o caráter do Pai, trazendo arrependimento e a transformação. Existem muitas pessoas que congregam na nossa igreja hoje porque antes foram alcançadas através desses projetos.

Esse é o nosso propósito de verdade! Nesse último batismo, tivemos pelo menos cinco pessoas que foram alcançadas. Vemos o propósito da ONG se cumprindo por meio do amor de Deus para essas pessoas, preenchendo o vazio que elas buscavam ocupar com várias outras coisas. O Senhor com sua multiforme graça tem nos dado sabedoria para alcançá-las, sem dividir ou afastar, mas trazendo para perto e mostrando a verdade que é Cristo. 

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA