Palavras que curam – Parte 2

Postado em
0

Por: Raphael Marx

“No princípio, criou Deus os céus e a terra. A terra, porém, estava sem forma e vazia; havia trevas sobre a face do abismo, e o Espírito de Deus pairava por sobre as águas.Disse Deus: Haja luz; e houve luz.” (Gênesis 1:1-3)

Nesta narrativa a respeito da criação do universo, vemos a atuação de Deus trazendo luz a existência por intermédio de suas palavras, assim como aconteceu para toda a criação. Antes da palavra lançada, havia uma atuação limitada do Espírito de Deus, apenas pairando sobre as águas. Contudo, após a palavra lançada o poder de Deus foi liberado trazendo a existência algo que não existia.

Como escrevemos no último texto, palavras contém uma força positiva ou negativa, construtiva ou destrutiva. A palavra de Deus sempre carregará sua inspiração que promove vida, e não retornará para ele vazia, mas prosperará naquilo para que a designei. (Is 55:11) Este princípio não se aplica somente a Deus, as suas palavras não retornarão para você vazias, mas prosperarão naquilo para que foram liberadas. Palavras cheias de fé na palavra de Deus prosperarão no sentido para que foram liberadas. Se a palavra vinda de Deus funciona como um caminhão pipa que libera a água do poder divino sobre você, suas palavras serão outro caminhão pipa que levará a água recebida a ser liberada sobre o destino que você escolher!

Fale a palavra de Deus e veja a vida de Deus tomando parte em seu corpo ou sobre pessoas a quem você tem levado o testemunho curador da palavra de Deus. Deus precisou mudar o referencial de Abrão, dizendo olha para as estrelas do céu assim será a tua descendência (Gênesis 15:5), assim como precisou mudar a linguagem de Abrão, a forma que este falava a respeito de si mesmo. Abrão significa Pai exaltado, provavelmente fazendo referência a linhagem da família de Abrão. Contudo este nome não refletia a grandeza da promessa que Deus havia feito a Abrão, por isso Deus disse: Abrão já não será o teu nome, e sim Abraão; porque por pai de numerosas nações te constituí. (Gênesis 17:5) Para que Abrão pudesse vencer a impossibilidade do seu corpo ele precisava mudar sua referencia e sua linguagem, afim de falar alinhado com o Deus que  vivifica os mortos e chama à existência as coisas que não existem. (Romanos 4:17)

Assim também Deus mudou nosso referencial e nossa linguagem por meio de Cristo Jesus.

Certamente, ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus e oprimido. Mas ele foi traspassado pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados. Is 53:4-5

A enfermidade dirá olhe para o sintoma, Deus disse olhe para a cruz. Seu referencial de fé não é o sentimento, mas a palavra infalível de Deus.

A enfermidade dirá você é doente, Deus disse pelas pisaduras de Jesus você foi sarado.

Não chame de Abrão quem Deus chama Abraão!

Não se veja doente, ainda que um sintoma esteja contra você, assim como Abraão ainda levava em consideração o seu corpo amortecido, mas por sua forte convicção de Deus não duvidou da promessa, e por isso recebeu o beneficio, mude seu referencial e sua linguagem sobre você mesmo e veja o poder criativo de Deus curando doenças e vivificando seu corpo!

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA