O sermão profético

Postado em
0

por Raphael Frota

Se Deus disse uma coisa, você simplesmente receba o que Ele disse. Precisamos entender que a Bíblia fala para três grupos: judeus, gentios e a Igreja. Deus foi se dando a conhecer pelo homem, dando para o homem o conhecimento que ele precisava para os seus dias. Estamos na dispensação de Cristo Jesus e, assim, temos um panorama melhor do que o que está por vir. 

Mateus apresenta Jesus, como o Messias Cristo Rei para os judeus. 

“Livro da genealogia de Jesus Cristo, filho de Davi, filho de Abraão” (Mateus 1.1).

Porque ele citou o filho de Abraão e o filho de Davi? Abraão fala da promessa de Deus, do descendente que todos os povos seriam benditos. Também citou o filho de Davi, a maior representação do Reino que Israel teve. 

Em Mateus 12 chegou um momento crucial, quando Jesus cura um homem cego, mudo e endemoninhado. Um homem sem visão e sem audição não vai ter tanto acesso para o que Deus tem para ele. O reino de Deus tem manifestações físicas e visíveis 

“Então, alguns escribas e fariseus replicaram: Mestre, queremos ver de tua parte algum sinal. Ele, porém, respondeu: Uma geração má e adúltera pede um sinal; mas nenhum sinal lhe será dado, senão o do profeta Jonas” (Mateus 12.38-39).

Usando o sinal dado pelo profeta Jonas, o Filho do homem foi engolido da terra, mas chegou o momento, três dias depois, que Ele ressuscitou. Jesus também falou sobre a atitude daquele povo que, mesmo recebendo o testemunho de João Batista, rejeitou também o  Seu. 

No final do capítulo 24, esse texto responde para nós a pergunta de quando será e até quando. O texto diz que vai ser com muita glória. Se fosse apenas glória já seria bênção, mas o texto diz: com muita glória. Está chegando o dia para a nação de Israel em que Deus vai reunir o seu povo, o dia em que os judeus vão ver a segunda vinda do Filho de Deus. 

No Novo Testamento, Deus aponta para você como templo.

Os discípulos conheciam as profecias de Daniel. Jesus falou, em Mateus 24, em uma perspectiva judaica, para os judeus, sobre as coisas que estavam por vir no fim dos tempos. 

Quanto mais você souber sobre Cristo, mais vai saber sobre o anticristo. Não somos chamados para conhecer o anticristo, e sim a respeito de Jesus. Porque, a partir d’Ele, saberemos a respeito dos últimos dias e de toda a profecia. Não tenha medo do anticristo, você está no time de Cristo. 

Não fique preocupado em reconhecer o anticristo. Você não vai estar aqui. Você vai ser arrebatado.

“Então, os que estiverem na Judeia, fujam para os montes; os que se encontrarem dentro da cidade, retirem-se; e os que estiverem nos campos, não entrem nela. Porque estes dias são de vingança, para se cumprir tudo o que está escrito” (Lucas 21.21-22).

Existe um nível de destruição, miséria e maldição no mundo, por causa do pecado. Mas Deus nos mantém nessa terra nos guardando por causa da Sua misericórdia.

Deus não desistiu de Israel. Deus tem planos e propósitos maravilhosos para eles, e se eles puderem ouvir a mensagem do Evangelho, será muito melhor.  O povo judeu sofreu as consequências por causa da rejeição que tiveram por Jesus e, por isso, passaram por situações adversas ao longo dos anos . 

O Espírito de Cristo está preparando a Igreja para o Arrebatamento. 

Mateus 24 e Apocalipse 6 têm uma semelhança entre as revelações proféticas anunciadas e precisam ser lidos juntos. Jesus falou sobre coisas muito mais intensas a respeito dos acontecimentos dos últimos dias. 

A salvação é pela fé em Cristo Jesus, mas a salvação dos que ficarão na tribulação será para aqueles que perseverarem até o fim. Jesus e os judeus vão se encontrar novamente e o povo judeu terá a oportunidade de se reconciliar com o filho de Deus. 

“Logo em seguida à tribulação daqueles dias, o sol escurecerá, a lua não dará a sua claridade, as estrelas cairão do firmamento, e os poderes dos céus serão abalados. Então, aparecerá no céu o sinal do Filho do Homem; todos os povos da terra se lamentarão e verão o Filho do Homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e muita glória” (Mateus 24.29-30).

A partir do momento em que você nasce de novo, a sua cidadania muda. Você agora é cidadão dos céus. 

Jesus, quando falou a parábola da figueira, a figueira fala sobre Israel. O próximo cenário são todas as outras árvores. Tudo o que está acontecendo no mundo mostra que estamos vivendo os últimos dias. Deus é um reto juiz. Deus vai se manifestar como juiz. O terceiro sinal é o Arrebatamento. A subida da Igreja será um grande sinal para Israel. 

Estamos prestes a receber a nossa arca e estar juntos com Deus para sempre. Estamos bem protegidos com Ele. Vale a pena ter fé em Jesus e estudar as profecias. Eu tenho uma grande expectativa que Jesus volte. 

Não se preocupe com o amanhã. As profecias de Daniel traziam consolo e esperança para um povo que estava cativo. Não estamos fisicamente com o Senhor no céu. Em um certo sentido, ainda estamos no exílio aqui na terra, mas está chegando o grande dia em que o seu corpo estará cheio de muita glória, por dentro e por fora.

…e aí estaremos com o Senhor para sempre.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA