O poder da influência

Postado em
0

por  Guto Emery

Tenho observado que é possível estar com 10 ou 15 anos como cristãos e ainda um ter um entendimento equivocado a respeito de algumas passagens bíblicas.

É por isso que nós temos a incumbência de influenciá-lo a respeito de alguns passos importantes para o conhecimento da Palavra. Por isso, falamos sobre o Rhema, a Escola de Ministros e a Escola de Missões. A Bíblia fala que somos transformados pelo que ouvimos, portanto, é importante que a gente ouça as palavras certas.

“Vós conheceis a palavra que se divulgou por toda a Judeia, tendo começado desde a Galileia, depois do batismo que João pregou, como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com poder, o qual andou por toda parte, fazendo o bem e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com ele” (Atos 10.37,38).

Nesses versículos, lemos a primeira pregação de Pedro na casa de Cornélio. Antes, ele não entrava na casa de gentios, porque ele era Judeu. Na casa de Cornélio, Pedro descreve quem Deus é. Ele fala que Jesus foi ungido por Deus para desfazer as obras do diabo, porque Deus estava com ele. Ele mostra que as obras que haviam na vida das pessoas no quesito de opressão, quer seja na mente ou no corpo, eram do diabo. Se só tivéssemos esse versículo na Bíblia, ainda assim, já estaríamos com essa questão fechada: “Deus é bom e o diabo não presta”. Foi a Palavra que Deus deu para Pedro pregar a Cornélio. Uma Palavra simples, contudo absoluta e que não deixa margens para dúvidas.

A palavra opressão vem do grego e significa: alguém que rege um controle rígido sobre uma pessoa. Já vi o diabo exercer um controle sobre a vida de alguém a ponto da pessoa virar alcoólatra ou ficar doente. Quando entendemos a Palavra de Deus, podemos ficar certos de que se a obedecermos, ela vai nos conduzir a um lugar seguro. Pedro não tinha noção do que aconteceria na casa de Cornélio, quando ele viu que o Espírito Santo desceu sobre eles, ele ficou surpreso, ele não esperava isso, mesmo sendo um homem que andou com Jesus por três anos e meio, ele não tinha essa noção de que isso poderia acontecer na casa de um gentio.

Ele sabia que não podia entrar na casa de um gentio, tanto que, quando ele chega em Jerusalém, os apóstolos já estavam sabendo, porque notícia se espalha e, quando a notícia é para prejudicar pessoas, se espalha mais rápido ainda. Quando Pedro subiu a Jerusalém os que eram da circuncisão perguntaram a ele o que tinha acontecido e se ele tinha entrado na casa de um gentio, então, Pedro relata o que aconteceu. E faz uma pergunta no versículo 47, de Atos 16:

“Portanto, se Deus lhes deu o mesmo dom que a nós, quando havemos crido no Senhor Jesus Cristo, quem era então eu, para que pudesse resistir a Deus?” (Atos 11.47).

Pedro quer dizer: “Rapaz, quando eu vi aquilo que aconteceu com os gentios, quem era eu para resistir a Deus?”. Muitos pensamentos que nós temos são resistentes a Deus e essa resistência faz com que não usufruamos do melhor d’Ele. Mas precisamos estar em um ambiente que nos fortaleça espiritualmente. É sempre muito importante estar conectado com a Sua visão.

Nós somos seres influenciáveis, o homem é produto do meio onde vive, de fato nos tornamos um pouco parecidos com o ambiente que estamos inseridos e para usufruirmos de Deus e de coisas melhores, precisamos mudar a nossa mentalidade. A influência que alguém exerce sobre você tem grande poder sobre o que vai acontecer na sua vida.

Qual a influência que você vai permitir na sua vida? Eu sei que você tem esse poder de escolha e nós precisamos de alguma forma sermos influenciados na nossa maneira de pensar. Nós decidimos quando nascemos de novo que iríamos fazer d’Ele o nosso Senhor, assim a Bíblia se tornou o nosso manual, é ela que deve nos influenciar e tudo aquilo que não está no padrão dela não deve estar na nossa vida.

O que o controla das influências malignas é a Palavra de Deus dentro de você. Ela vai lhe dar estrutura para dizer sim ou não. Por isso, somos diferentes do mundo, porque podemos escolher.

Quando as minhas filhas fizeram o Rhema eu as comparava com os filhos dos meus irmãos que fizeram e os que não fizeram, eu ouvia as conversas. Aqueles que foram influenciados, na sua maneira de pensar, pela Palavra parecem até ter mais idade, por causa da visão das coisas, do futuro, diferente daqueles que não têm essa influência.

O irmão Hagin falou que existem várias influências no mundo. Uma vez Jesus falou para Ele que existem três lugares onde o diabo opera uma influência mais intensa: hospitais, universidades e prisões. Paulo era um homem que conhecia a hostilidade de um lugar onde o diabo operava oprimindo. Ele passou vários anos preso.

O homem que estava em uma prisão, como Paulo esteve, pode ensinar uma igreja a ser alegre. Quem entrava em uma prisão daquelas como Paulo ficou, saiam leprosos ou mortos por causa das condições existentes naquele lugar.

Mas Paulo fala para a igreja de Filipo “Alegrai-vos sempre no Senhor, outra vez vos digo, alegrai-vos“. Mesmo dentro da prisão, mesmo com dificuldades, Paulo fala sobre alegria. Ele aprendeu a viver essas coisas andando com Deus. O Ap. Paulo também foi o homem que escreveu aos Gálatas sobre o fruto do Espírito. Quando vimos a lista das características do fruto, depois de “amor”, ele escreveu “alegria”.

Se fosse eu escrevendo eu colocaria aquilo que acho mais importante primeiro. Acredito que ele não está falando sobre felicidade, ele está falando sobre uma força espiritual. Quando falamos sobre amor e alegria estamos falando sobre forças espirituais que podem governar a nossa vida.

Veja abaixo cinco maneiras de como se manter influenciado da forma correta:
– Cuide dos seus pensamentos –
– Pratique ações de graças –
– Cultive bons relacionamentos –
– Desafie-se –
– Aprenda a rir –

Aprenda a rir! Pratique esses cinco pontos na sua casa! 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA