Considerando as instruções de Deus

Postado em
0

blog_dentro_joao“Esquecendo-me das coisas que para trás ficam prossigo para o alvo avançando para o prêmio da soberana vocação de Deus” (Filipenses 3.13)

Como líder da Igreja Verbo da Vida em Campina Grande, o Senhor me deu três áreas como instruções nas quais devemos crescer mais a partir deste ano: Santidade, fraternidade e manifestações do Espírito.

Elimine toda abertura para o pecado que você perceba em sua vida. Se tiver uma porta de pecado lhe assediando, feche essa porta. Alguns vão dizer: “Pastor, eu já estou infectado pelo pecado”. Então, o que eu lhe digo é: “Trabalhe o processo de libertação”.

Tenho pregado, repetidas vezes, que uma das ferramentas que ajuda na sua consagração a Deus chama-se jejum. Precisamos utilizar o bastante o jejum neste ano de 2012. E não estou falando apenas de comida, mas falo de você se privar de tudo aquilo que a sua carne está gostando demais.

Na área em que a carne está reinando, você vai ter que começar a cortar. Caso seja dormir demais, corte isto. Se for comer demais, corte! Ou quem sabe se divertir demais, no que diz respeito as distrações ou coisas fúteis, corte também! Ou seja, tenha a sua vida regrada segundo a Palavra de Deus. Fazendo isso, você tira a força do pecado. Você levanta o seu espírito com autonomia e liderança e será fácil gostar de servir a Deus, ter comunhão com Ele, agradá-Lo, congregar, estudar a Palavra, orar, etc.

Tem muitos crentes que com o coração amam a Deus, eles querem Deus, mas a carne está em outra direção, e está fortificada. E eles estão andando na carne. Então, eles vivem esse conflito: “Por que eu não consigo fazer as coisas de Deus?” Querem muito orar, mas não conseguem. Sabem que orar em línguas é importante, mas não conseguem. E, por que não conseguem? A carne está dominando.

O que fazer pastor? Comece a discipliná-la.

As instruções de Deus não são para poucos dias, mas para a vida toda. E uma vez que você fica exercitado nisso, nunca mais você volta atrás. Você só tem que progredir, ampliar, aumentar.

Talvez você pense: “Será que 2103 será o ano da comilança pastor, quando poderei comer a vontade?”. Eu lhe digo: Não. Não devemos nunca mais andar segundo a carne!

Em Gálatas 5.16, está escrito: “Ande no Espírito e jamais satisfareis os desejos da carne”.

Eu estou feliz por essa proposta da parte de Deus. Eu não quero ser carnal. Não vim para o evangelho para isso. Vim para ser espiritual. O novo nascimento acontece automaticamente, mas, a administração da mudança de natureza é um processo, uma conquista, uma disciplina diária.  Não existe essa história de se consagrar hoje para o resto do ano.

Todo dia você tem que se levantar com a disposição de viver em consagração. Levante-se diariamente com essa convicção: Deus deve ser a prioridade da minha vida! E quando você vai exercitando esse músculo da piedade, certamente vai ficando mais sensível a Deus ao ponto em que começará a desenvolver uma maturidade.

Por isso, a Bíblia fala que o alimento sólido é para os adultos. Quem são os adultos? Aqueles que pela prática tem exercitado uma vida de santidade (Hebreus 5.14). É a prática que vai desenvolver o seu crescimento espiritual.

Tem muitas pessoas enganadas pensando que, porque elas freqüentam a igreja, são impactadas pelo novo nascimento e elas são fieis no que diz respeito ao congregar, ao ouvir a Palavra, Ela se cumprirá na vida delas. Elas não praticam o que ouvem e ainda não sabem o motivo de não está dando certo. Escutam a Palavra de Deus, mas essa Palavra não é uma realidade na vida delas.

Muitos vivem assim e, então, desenvolvem o conceito de que evangelho não é verdade, que é apenas uma mensagem de auto-ajuda que, na verdade, existe um engano por parte daqueles que estão ensinando, que é só para manter as pessoas envolvidas, mas sem poder. Mentira! A Palavra de Deus é viva, eficaz, verdadeira e sempre funciona, mas, nós temos que fazer a nossa parte.

Irmãos, Jesus nos advertiu quanto a isso. O ouvinte da Palavra não é abençoado. Quem é abençoado é o praticante da Palavra. Este é o que edifica sua casa sobre a rocha.

A ausência da prática desenvolve uma condição de frieza espiritual que lhe levará para um estágio de dúvida e questionamentos.

É possível que, mesmo como cristão, por causa da negligência à prática das coisas vitais, você desenvolva uma cegueira espiritual que é também chamada de confusão. Pessoas estão confusas e não sabem se vale a pena mesmo servir ou não a Deus.

Se você percebe indícios dessa frieza, trate com isso rapidamente, porque se não se livrar disto urgentemente, você será levado à uma insensibilidade. Consagre-se a Deus, santidade é uma das instruções. Santifique-se!

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA