Invejas e competições

Postado em
0

por Luana Mayara

Sinto uma inclinação no meu coração para falar sobre situações que acontecem em nossos relacionamentos, no meio do Corpo de Cristo. Que são obras da carne e fraquezas de caráter. O objetivo é que não andemos nestas coisas, e sim na Palavra de Deus. Clique aqui e acesse os demais textos.

Vou começar por “competição”. Pode até parecer uma atitude distante da nossa realidade cristã. Mas, em qualquer situação ou ambiente, esse comportamento pode ganhar oportunidade. É quando nos preocupamos em mostrar resultado, desejamos que as nossas conquistas sejam melhores do que das outras pessoas. Ou, quando não nos alegramos com quem se alegra. E alimentamos pensamentos e motivações competitivas.

Costumo afirmar que é fácil você se alegrar com quem conquista coisas que você não quer pra sua vida. O negócio é se a gente sabe se alegrar quando alguém conquista algo que estamos declarando a tanto tempo, quando alguém “passa” de você no crescimento, nas promoções. Ou simplesmente teve resultados mais notáveis que o seu.

É preciso que sejamos realistas, há pessoas cujo desempenho em algo foi melhor que o nosso, e com isso não devemos ter um sentimento errado. Até porque não importa quem foi melhor, importa que pessoas sejam alcançadas pela Palavra de Deus.

Mas é nesse momento que podemos descobrir onde está o nosso coração: competindo ou se alegrando? É triste, mas é real. Muitas pessoas que deveriam ser tidas como espirituais pelo tempo que conhecem o Senhor, gastam energia competindo e puxando o tapete umas das outras. Isso é carnal.

Sabe irmãos, precisamos entender que sucesso não é ter resultados mais eficientes do que as outras pessoas, sucesso é ser obediente a Deus, andando na sua Palavra e fazendo a sua vontade. Talvez, você seja nacionalmente conhecido, talvez não. Está tudo bem!

Sucesso não pode ser medido, é um conceito relativo, pessoal e subjetivo. Mas de acordo com a Palavra de Deus é andar em obediência. João Batista cumpriu o chamado de ser a “Voz que Clama” no deserto, mas perdeu a sua cabeça pela perseguição de pessoas. Só que de fato ele cumpriu o que tinha recebido do Senhor, preparando o caminho para Jesus. Enquanto Daniel, que foi um governador e profeta na corte do Império da Babilônia, foi perseguido, mas não padeceu e cumpriu seus dias na terra.

Talvez, alguém de forma inocente pode pensar que João Batista não foi bem-sucedido pela forma trágica que sua vida acabou, enquanto Daniel foi muitíssimo bem-sucedido pela posição de autoridade que ocupou diante de reis. Para Deus, o que conta é que perdendo a cabeça ou não, tendo uma posição ou não, ambos obedeceram o chamado do Senhor e por isso foram bem-sucedidos.

Pare de competir com as pessoas e ajuste seu coração. Seu propósito não é receber elogios, não é ser a “última Coca-Cola do deserto”. Seu propósito é agradar a Deus! Quando alguém estiver crescendo, frutificando, fazendo coisas que você até sonhou, mas não chegou o tempo, seja humilde, e se alegre com essas pessoas, se aproxime delas, abandone o orgulho e a dureza de coração e celebre: “Ei, irmão, estou muito feliz por você, você é uma bênção!”.

Querido é feio, é uma atitude egoísta a gente querer brilhar sozinho; além disso, não impulsionar as pessoas é deixar de fazer o bem. Tem gente que não impulsiona outras apenas porque se sente ameaçado. Se você se encaixa nesse perfil, permita que o Senhor ministre ao seu coração. Desperte sua memória para ser como Jesus, escolhendo servir, promover, plantar, doar, ao invés de ser servido, promovido, presenteado.

Inveja significa um desgosto provocado pela felicidade ou prosperidade alheia. É a inveja que promove a competição, que constrói situações para destruir a reputação. A Bíblia relata inúmeras situações que o sentimento de inveja provocou perseguição, problemas sérios.

“Vocês querem que eu lhes solte o rei dos judeus? Perguntou Pilatos, sabendo que for por inveja que os chefes dos sacerdotes lhe haviam entregado Jesus!” (Marcos 15.9,10).

“Os patriarcas, tendo inveja de José venderam-no como escravo para o Egito, mas Deus estava com Ele” (Atos 7.9).

Além deles, a Bíblia relata que Davi foi perseguido por Saul, porque este teve inveja dele (I Samuel 18); o próprio Apóstolo Paulo também sofreu perseguições por parte dos judeus, porque eles também tiveram inveja (Atos 13.45).

A inveja mata a influência, suga a força e a coragem, paralisa a manifestação dos milagres no ambiente, impede o crescimento espiritual. Agora, quem anda em alegria, celebra, recebe o cumprimento das promessas de Deus, desfruta de ousadia para cumprir o propósito divino.

É muito sério, e infelizmente há pessoas que andam com a mente cauterizada acerca de tais coisas. E, por isso não entendem que mesmo usufruindo de um grande potencial, não saem do lugar. Estão sempre fazendo algo, mas sempre com uma atitude de coração comprometida, porque tudo que realizam se trata do seu próprio ego.

Querido, se você identifica isso na sua vida, se arrependa, ande no amor de Deus e suas ações e, principalmente reações, vão começar a se ajustar. Caso você perceba isso na vida de outras pessoas ore por elas e permaneça no amor.

Agora, se você não se encaixa nesse perfil, receba esse texto como uma vacina. Competição e inveja podem nos assediar em qualquer fase da nossa vida, basta apenas, que você esteja vivendo uma estação de poucos frutos e que alguém do seu lado esteja frutificando de forma extraordinária. Em momentos assim o diabo pode trazer a tentação da inveja. Então, nunca atire pedras, ande no Espírito e jamais satisfaça as obras da carne.

A Bíblia claramente nos ensina: “Alegrai-vos no Senhor, e regozijai-vos, vós os justos; e cantai alegremente, todos vós que sois retos de coração” (Romanos 12.15).

É melhor sempre cuidar da nossa própria vida, se alegrar com quem se alegra, fazer qualquer coisa, aqui na terra, não para sermos vistos, mas para exaltarmos o nome do Senhor. Quando nosso foco está certo, competição e inveja jamais encontram lugar e oportunidade no solo do nosso coração. O resultado será extraordinário, afinal, uma atitude alinhada promove o céu na terra, abre as janelas da abundância sobre a sua vida e de sua família.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA