O que significa ser cristão?

Postado em
0

por Luana Mayara

Uma das coisas que no último ano estive pensando foi sobre o significado de “ser cristão”. Parece uma pergunta desnecessária, só que não. Percebi que precisava meditar sobre isso na minha vida, e me perguntar se eu estava sendo cristã ou se estava sendo uma religiosa. São coisas diferentes!

A religião é o homem tentando encontrar a Deus, através de um sistema de regras e proibições, vivendo com uma consciência de pecado, de falhas. É também frequentar a igreja todos os domingos, sem de fato entender o que é ser Igreja. Muitas vezes é ouvir a Palavra de Deus por anos, décadas, sem ser transformados por ela.

Cristianismo é Deus alcançando o homem através de Jesus Cristo. É uma livre iniciativa do próprio Senhor em nossa direção através do Plano da Redenção. Podemos dizer também que é um estilo de vida, vivendo aqui na terra como Jesus, pensando, agindo, falando como Filhos de Deus.

Outro pensamento, que eu percebi nesses últimos tempos, é que podemos pensar que ser cristão é ser evangélico para ter uma vida de sucesso. Olhando para a Palavra de Deus vamos aprender que ser cristão não é isso. Deus não é contra o nosso sucesso, Ele na verdade nos concede ferramentas para que tenhamos uma vida bem-sucedida aqui na terra para que através da nossa prosperidade pessoas sejam alcançadas.

Mas, depois de ouvir muitas pregações de um pastor americano chamado Dan Mohler, e pensando sobre essas coisas, algo renasceu no meu coração, sobre o que é SER CRISTÃO. Um dos significados da palavra no grego é “pequenos cristos”, não no sentido diminutivo, e sim, no sentido de ser imitadores, seguidores de Cristo Jesus. Vamos pensar um pouco sobre a vida de Jesus, para entendermos o que significa imitá-lO.

Jesus veio ao mundo para nos salvar, entregando-se em nosso lugar, mas, além disso, Ele veio também para nos apresentar um estilo de vida chamado “Ser Filho de Deus”, a partir de sua própria vida. Uma vida sem pecado, sem egoísmo, sem autocentrismo, uma vida para buscar o Reino de Deus e a Sua justiça, fazendo o bem, curando pessoas, e expressando de forma plena o amor do Pai, o caráter de Deus entre os homens (Hebreus 1.3, Mateus 6.33).

“Como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com poder, o qual andou por toda parte, fazendo o bem e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com ele” (Atos 10.38).

Com certeza, Jesus era um homem plenamente suprido, Ele não tinha falta de nada, pagava impostos, tirou uma moeda da boca do peixe, ofertas eram doadas para que Ele pregasse a Palavra de cidade em cidade (Mateus 17.27; Lucas 8.3). Mas, Jesus, não veio à terra pelo seu bem-estar, Ele veio para nos servir com a Palavra e com a própria vida. Jesus entregou sua própria vida. No dia da crucificação era um homem sem aparência, rejeitado e desfigurado.

“Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz” (Filipenses 2.5-8).

Aém disso, os evangelhos descrevem que no percurso, Jesus passou por muitas tribulações, Ele foi criticado, questionado, planejaram jogá-lo do precipício, foi traído, abandonado, tentaram prendê-lo, seus irmãos não acreditaram em sua missão (João 7.30; Lucas.29; João 7.5). No entanto, Ele nunca ficou abalado, nem desencorajado, porque seu alvo sempre foi nos servir com a sua vida.

Ele nos deixou exemplo para que possamos seguir seus passos, vivendo como Ele, pensando não em nossos benefícios, nas coisas de baixo, mas nas coisas do alto, tendo como alvo amar como Ele nos amou.

“Porquanto para isto mesmo fostes chamados, pois que também Cristo sofreu em vosso lugar, deixando-vos exemplo para seguirdes os seus passos, o qual não cometeu pecado, nem dolo algum se achou em sua boca” (1 Pedro 2.21,22).

Ser cristão não significa ter sucesso, ter coisas, ter bens. Essas coisas estão no pacote da provisão, ser cristão é nascer de novo, é alegria indizível de conhecer o próprio Deus, como nosso Pai amado, é fazer parte da família de Deus, receber o Reino dos Céus no coração. Além disso, é viver essa Nova Vida não para si, mas para os outros, para alcançar pessoas, servir, cuidar, zelar, amar vidas com o amor de Deus.

Ser cristão não é status, privilégios de alguns, título de outros, nem ser melhor do que as outras pessoas. Ser cristão é reconciliar nossos irmãos perdidos com Cristo, é vivificar pessoas, lugares com o amor de Deus. A Bíblia afirma que “Deus deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade” (I Timóteo 2.4). Ser cristão é carregar esse desejo em nosso coração, vivendo para manifestar, representar o Reino de Deus aqui na terra, de maneira que pessoas sejam salvas e cresçam no pleno conhecimento da verdade.

Ser cristão é viver a alegria de ser uma Nova Criação, todas as coisas velhas, natureza de pecado, mente egoísta, uma perspectiva de vida terrena ficou para trás, e tudo se fez novo (II Coríntios 5.17). Temos uma nova natureza, uma nova razão de existir – resplandecer a glória de Deus com compaixão! Ele multiplicou pães e peixes, curou enfermos, ressuscitou mortos movido pela compaixão (Marcos 6.34; Lucas 7.11 a 14). Podemos fazer grandes coisas, mas que não seja para nossa glória, seja uma resposta de compaixão. Jesus nos convida para pegarmos a nossa cruz e O seguirmos, sendo como Ele aqui na terra, uma vida abnegada para servir as pessoas, e não a si próprio.

“Dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; quem perder a vida por minha causa, esse a salvará” (Lucas 9.23,24).

Com certeza podemos escrever livros, pregações sobre o que significa ser cristão. Aqui foi apenas para impulsioná-lo a pensar um pouco sobre isso: você tem sido cristão, ou religioso? Particularmente, percebi que deveria avivar dentro de mim o que significa ser cristã e que, em certos momentos, estava sendo religiosa, pensando mais nas coisas da terra, do que na alegria de ter um relacionamento com o Senhor.

É maravilhoso ser despertado em nosso coração sobre a grandeza da nova vida em Cristo, de “ser cristão”, é uma vida cheia de graça, com desafios sim, mas sempre brilhando mais e mais, como a luz da aurora até ser dia perfeito. É de fato brilhar a glória do Pai em qualquer circunstância da vida, de modo que as pessoas desejem ter uma vida igual a nossa. Mais do que podemos imaginar, é todos os dias conhecer o nosso Deus, mergulhar em seu coração de transbordante Amor.

“Dispõe-te, resplandece, porque vem a tua luz, e a glória do Senhor nasce sobre ti. Porque eis que as trevas cobrem a terra, e a escuridão, os povos; mas sobre ti aparece resplendente o Senhor, e a sua glória se vê sobre ti. As nações se encaminham para a tua luz, e os reis, para o resplendor que te nasceu” (Isaías 60.1-3).

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA