Discipline a sua alma

Postado em
0

por Manoel Dias

Existe uma água fluída do trono de Deus (João 17.7-9). Deus é um Deus de restauração. O Senhor nos deu uma vocação de conquistadores para cumprirmos a Sua vontade. 

A Palavra tem o poder de vivificar. A nossa carreira se estende também àquilo que fazemos. Daniel servia ao rei da Babilônia e aquilo era como um serviço a Deus. O nosso trabalho também faz parte da carreira de Deus em nossa vida.

Nossa carreira como filhos de Deus, como ministério, como aquilo que estamos trabalhando, essas três esferas são espirituais. Podemos ver também áreas da nossa vida: ministro, esposo, irmão em cristo, pai, filho, amigo, conselheiro… Temos muitas esferas, muitas funções. Às vezes, estamos bem numa esfera e em outras não. Deus quer trabalhar em nossa vida em todas as esferas da nossa vida.

Onde parecia que não seríamos produtivos, podemos declarar que seremos bem-sucedidos, porque é isso que Deus tem para nós (Romanos 8.26).

Jesus está próximo a voltar, estamos cumprindo ciclos. Deus nos diz que o justo viverá pela fé (Hebreus 10.36-39). Quando o texto em Hebreus 10 diz que somos da fé para a conservação da nossa alma é sobre aquisição da nossa alma. Considerando o homem como um ser de três partes: corpo, alma e espírito. Precisamos da revelação do espírito humano e a nossa alma trabalhada (conservação da alma).

Para cumprirmos a carreira precisamos conduzir a nossa alma em disciplina. A nossa vontade pode ser trabalhada e a perseverança ser desenvolvida em nós. 

No plano original de Deus, o espírito do homem tem o controle e é a parte que deve ser predominante (Gênesis 1.26). Somos chamados para viver pela fé. Nesse contexto há uma grande narrativa de testemunhos de fé no livro de Hebreus 11. É no coração que Deus transmite uma visão celestial. Eu creio em Deus nos colocando de pé das cinzas, nos levantando, o toque milagroso de d’Ele trazendo à memória aquilo que nos dá esperança.

Deus não é aquele que vem esmagar a cana que está quebrada, mas aquele que traz renovo. Davi precisou conquistar a sua alma para viver as conquistas que viveu.

Precisamos de um posicionamento no quesito alma. No livro de  Hebreus 12, a Palavra nos orienta a olharmos firmemente para o autor e consumador da fé. Jesus está dizendo que Ele precisou conquistar a sua alma para ser crucificado. Nós precisamos depender d’Ele, olhar para Ele, o autor e consumador da nossa fé.

No livro de Hebreus 10, precisamos perseverar; no capítulo 11 tem uma narrativa de testemunhos para nos inspirar; no 12, a mensagem é sobre a necessidade de nos desembaraçarmos e olharmos para o Senhor para entender que Ele precisou dominar a sua alma, houve um esforço. Não vamos vencer sem esforço, vivendo na correnteza da vida. Precisamos de uma resolução interior. A Palavra diz que Daniel resolveu, por dentro, não se contaminar, se corromper na Babilônia. A fé vai acima das circunstâncias porque Deus nos inspira. 

Não podemos arrumar desculpas para justificar a tragédia, precisamos arrumar razões para nos posicionarmos em fé e resolver coisas em nossos corações e conquistar a nós mesmos. Os sentimentos existem, mas eles não podem governar a nossa vida.

A Palavra nos diz que podemos estar cansados em nossa alma a ponto de desmaiar (Hebreus 12). Quando Jesus chamou Bartimeu a mensagem dada ao cego foi “tende bom ânimo”, naquela época a capa era característica de quem estava num estado de sofrimento e miséria,  e Bartimeu lançou a capa e foi ter com Jesus(Marcos 10.46-52). Jesus quer nos colocar em movimento. Que a visão que Deus tem sobre a nossa vida e nossa família seja restaurada. 

Assim como Bartimeu olhou para Jesus, precisamos tirar os olhos das circunstâncias hoje, e olhar para Jesus. Não importa o que o pecado ou as circunstâncias tenham feito para Deus, sempre há esperança, ressurreição, vida. 

Podemos imaginar José preso na cadeia e saber que Deus é poderoso para nos tirar de prisões de calabouços. Precisamos parar de olhar para trás, olhar para as circunstâncias e fixar nossos olhos n’Ele. O sangue de Jesus é poderoso e mais poderoso que qualquer pecado. As acusações vêm do diabo. A Palavra de Deus é mais poderosa do que qualquer maldição ou palavra dita em nossa vida. Precisamos ser tão restaurados para restaurar outros. 

Não fomos criados para viver desmaiados em nossa alma, mas para viver uma vida de fé com a alma guardada em Cristo. Medo, intimidação, vergonha, desafios e não me achar capaz para as coisas são como capas que precisamos lançar fora assim como o cego Bartimeu fez. Em Deus a nossa vida sempre tem jeito.

“O Senhor firma os passos de um homem, quando a conduta deste o agrada; ainda que tropece, não cairá, pois o Senhor o toma pela mão” (Salmos 37.23-24).

O Senhor não nos abandona, Ele nos segura pela mão.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA