Uma fé inteligente

Postado em
1

por Cristiano Arcoverde (Recife-PE)

Nós estamos tratando sobre a carreira e quero lhe dizer que, em toda a nossa construção, aquilo que temos desenvolvido ao longo da nossa carreira e trajetória cristã, as ondas pequenas e grandes que formos vencendo ao longo desse tempo, em tudo isso, Deus foi trazendo equipamentos e estabelecendo coisas dentro de nós, para quando as grandes tempestades chegarem, esses equipamentos estejam por dentro. 

Respeitando cada etapa, ninguém surfa ondas como o Gabriel Medina, se antes não surfar em ondas pequenas primeiro. Você não parou na fé e não vai parar!

“Visto como o seu divino poder nos deu tudo o que diz respeito à vida e piedade, pelo conhecimento daquele que nos chamou pela sua glória e virtude; pelas quais ele nos tem dado grandíssimas e preciosas promessas, para que por elas fiqueis participantes da natureza divina, havendo escapado da corrupção, que pela concupiscência há no mundo. E vós também, pondo nisto mesmo toda a diligência, acrescentai à vossa fé a virtude, e à virtude a ciência, e à ciência a temperança, e à temperança a paciência, e à paciência a piedade, e à piedade o amor fraternal, e ao amor fraternal a caridade. Porque, se em vós houver e abundarem estas coisas, não vos deixarão ociosos nem estéreis no conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo” (II Pedro 1.3-8).

Precisamos reunir, com toda diligência, ingredientes e ferramentas importantes para nossa carreira cristã. 

Muitas vezes, achamos que temos a fé, porém, a fé não pode estar sozinha na história que diz respeito a nossa vida. Sabemos que a fé vem de Deus e que ela opera pelo amor. Podemos dizer que o amor de Deus já foi derramado em nossos corações e isso é verdade. Mas, muitas vezes achamos que para por aí. Porém, Pedro está nos dizendo algo interessante, ele nos manda reunirmos algo com toda diligência. Em outras palavras, está dizendo que existe algo que precisamos fazer em nossa carreira terrena e é associar virtude a nossa fé. Com a virtude, associamos o conhecimento. 

Usamos o discurso da fé, mas não associamos a nossa fé o conhecimento no nosso discurso e nossa prática. Nós precisamos ter uma espiritualidade inteligente! 

A palavra “conhecimento” provém da palavra “gnosis”, que quer dizer:  inteligência, entendimento, conhecimento mais profundo, algo mais perfeito e amplo que caracteriza a mais avançada sabedoria moral, tal qual é vista em uma vida correta. Quanta riqueza nessa palavra!

Nós precisamos entender que precisamos ser inteligentes em nossa carreira e desenvolvimento cristão. 

“E não enfraquecendo na fé, não atentou para o seu próprio corpo já amortecido, pois era já de quase cem anos, nem tampouco para o amortecimento do ventre de Sara. E não duvidou da promessa de Deus por incredulidade, mas foi fortificado na fé, dando glória a Deus” (Romanos 4.19-20).

Abraão não levou em conta o seu estado natural. Nossa caminhada cristã deve ser vivenciada por nós diariamente e precisamos ter inteligência e sabedoria para lidarmos com cada uma das situações que enfrentamos.

Às vezes, as pessoas perguntam: “Pode um cristão ter plano de saúde? Eu não gosto disso, sou da fé. Eu creio nos anjos operando e não gasto meu dinheiro com seguro de carro”. Precisamos aprender com as situações da vida. Eu pago seguro de carro a vida inteira e o que eu paguei em relação ao que foi preciso fazer nos meus carros durante a minha caminhada esses anos todos, foi irrisório.

Nós precisamos entender que a Palavra vai nos ajudar a termos nossa vida debaixo de uma espiritualidade inteligente e a sermos sábios. 

Elias estava atento à voz do Senhor e foi para Sarepta. Às vezes, estamos presos a determinadas situações. Vemos o exemplo de Paulo, em dado momento da sua trajetória, quando se uniu a profissionais e construiu tendas para não ser um preso. Ele arregaçou as mangas. Isso é ter uma espiritualidade inteligente.

Preste atenção, não deixe a sua família sofrendo. O seu chamado e carreira são maravilhosos, mas nesse chamado Deus pode o está chamando para fazer tendas por um tempo. Precisamos de um ponto de equilíbrio em relação à  espiritualidade inteligente. Seja sábio, não seja tolo! 

Se confessarmos todos os versículos da Bíblia e não obedecermos à Palavra primeiro, não vai funcionar.

Muitas vezes, enfrentamos situações e precisamos ir ao médico. Isso não é pecado. Não diminui o nosso posicionamento de fé, pelo contrário, isso mostra que nós precisamos associar à nossa fé, inteligência. 

Se temos um filho e ele reclama de dor, oremos por ele, mas, depois, devemos levá-lo para ser tratado. Dê atenção à sua família, cuide daquilo que Deus deu a você com sabedoria e uma fé inteligente! Em sua vida profissional e em todas as áreas da sua vida, sempre entenda que ter um plano “B” será interessante. Se o primeiro plano não funcionar, sempre temos uma linha de defesa para o qual precisamos apelar.

Enquanto esperamos, não diminuímos a nossa fé. Nem se procurarmos a ajuda de um médico ou de um profissional, seja em que área for. Se for preciso fazer algum procedimento, faça. Precisamos correr nossa carreira nessa terra com inteligência e sabedoria! Estejamos abertos para ver o milagre e o sobrenatural operando em nossas vidas, mesmo quando estivermos diante de uma onda ou tempestade. 

Sabedoria, conhecimento e inteligência unidas a nossa fé, vão nos levar a correr uma carreira mais longa. Então, faça uma consulta médica, tenha um plano de saúde se puder e essa fé inteligente vai nos fazer desenvolvermos muitas áreas de nossas vidas em paz e segurança.

Uma fé inteligente traz um propósito firme, traz equilíbrio e moderação em nossas vidas. Uma fé inteligente é balizada nas verdades da Palavra de Deus.   

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA