As tempestades

Postado em
0

“Então, os marinheiros, cheios de medo, clamavam cada um ao seu deus e lançavam ao mar a carga que estava no navio, para o aliviarem do peso dela. Jonas, porém, havia DESCIDO AO PORÃO e se deitado; e dormia profundamente”. Jonas 1:5 

Pessoas já chegaram para mim e falaram: “Pastor, porque as coisas não estão acontecendo na minha vida? Eu tenho procurado fazer tudo certinho, de acordo com a palavra, mas tudo que eu faço dá errado! O que está acontecendo?”.  Bom, eu sei que cada caso é um caso. Mas, por exemplo, lemos no texto acima, que o navio em que Jonas estava, passava por uma grande tempestade.

A tripulação desesperada enfrentava sérios problemas com a navegação sem saber por que aquilo estava acontecendo com eles e com temor de perderem as suas vidas. Por outro lado, podemos ver outra situação bem semelhante, a do apóstolo Paulo. Ele esteve em uma situação bem parecida como esta, em um navio, em perigo, em meio a uma grande tempestade onde muitos temiam perder as suas vidas também. (Atos 27:13-25). Eu te pergunto; qual a diferença entre Jonas e Paulo debaixo de situações tão semelhantes? A primeira e grande diferença é que Jonas estava indo na direção errada, fora da vontade de Deus.

Enquanto o apóstolo Paulo estava indo na direção certa, cumprindo a perfeita vontade de Deus para a sua vida, mesmo em meio a uma grande tempestade. O que você quer dizer com isso pastor Eliezer? É simples, há pessoas que se lançam nas tempestades sem Deus e sua palavra através dos seus orgulhos, desobediências e incredulidades.

Estão fora da vontade de Deus, da presença protetora, porque lá no porão de seus corações estão escondidos, dormindo no erro. Famílias estão “pagando caro” simplesmente porque a liderança da casa, o cabeça do lar, decidiu pegar o navio para fora da vontade de Deus. Enquanto isso, a esposa e filhos se perguntam “o que está acontecendo, por que essa “tempestade” não passa logo?”. Enquanto o orgulho, a desobediência, estiver no porão do coração, as coisas continuarão difíceis, porque a presença de Deus nunca estará fora dos planos de Deus.

Jonas teve que ser lançado fora do navio, para que a tripulação não pagasse o preço da destruição pela desobediência de um homem. Lança fora o orgulho, a desobediência e a intervenção divina chegará. Por fim, Jonas foi para o lugar que ele fugiu, porque ali estava a presença do Senhor.

No caso do apóstolo Paulo, ele enfrentou e passou pela mesma circunstância; porém, Deus era com ele. Paulo estava na perfeita vontade do Senhor, indo para o lugar certo, cumprindo o plano de Deus. O anjo do Senhor lhe apareceu e disse que ele não temesse porque e que a vida de todos estava sendo poupada por causa da sua vida.

As tempestades do mundo se levantam contra todos. Mas somente aqueles que estão seguindo o plano e vivendo a vontade de Deus, firmando na palavra e obedecendo-a, provarão da bondade, misericórdia, amor e a maravilhosa graça do Senhor Jesus.

Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha; E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha. E aquele que ouve estas minhas palavras, e não as cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia; E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e caiu, e foi grande a sua queda”. (Mateus 7:24-27)

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA