Comunhão com o Espírito Santo

Postado em
0

por Humberto Albuquerque

Estamos vivendo uma dispensação onde os céus podem agir através da igreja. O céu pode ser liberado através da vida daqueles que nasceram de novo.

A Palavra diz, em II Pedro 4, que somos participantes da natureza divina. Deus nos proporciona uma participação da natureza divina quando nascemos de novo ao ponto de abrir nossos olhos espirituais para que possamos enxergar a vida no Espírito. A Palavra nos fala sobre isso em vários textos:

“Se vivemos do Espírito, devemos andar no Espírito” (Gálatas 5.25).
“Adoramos à Deus em Espírito e em verdade” (João 4.24).
“Servimos no Espírito” (Romanos 1.9).
“Como não será de maior glória o ministério do Espírito” (II Coríntios 3.8) .

Temos um testemunho em nosso espírito. O Espírito Santo testifica em nosso espírito. A bênção em sua essência, e na sua localização, é espiritual. 

O que Deus preparou para nós está no espírito. É sobre isso que a Palavra fala quando diz que nem olhos viram,  nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou no coração humano, em II Coríntios 2.9. Tudo isso está revelado em nosso Espírito. 

Paulo fala, no livro de I Coríntios 2.12, que recebemos o Espírito que vem de Deus para que possamos conhecer aquilo que nos foi dado gratuitamente pelo próprio Deus. 

Somos um ser trino e precisamos decidir viver a vida do Espírito. O que Deus tem para nós está no nosso espírito e nos é comunicado pelo Espírito Santo todos os dias. Precisamos viver uma vida que é de dentro para fora e não de fora para dentro. O que vivemos por dentro, desencadeia coisas do lado de fora.

Pedro é usado e inspirado por algo que Deus sopra sobre ele para falar para Jesus, no livro de Mateus, capítulo 16. Mas no versículo 23, desse mesmo capítulo, Jesus repreende a semente da palavra do diabo que foi colocada na mente de Pedro. O diabo vai andar na arena dos sentimentos. Onde o homem é centro é onde o diabo anda. Se o diabo puder controlar os nossos sentimentos ele vai colocar uma coleira no nosso pescoço e nos tratar como um cachorro ou um boneco. Mas se vivermos na arena do Espírito, pela fé, vamos entender o que significa o bom combate da fé.

A vida espiritual é para ser vivida agora, neste tempo. 

A Palavra nos instrui a viver por meio d’Ele (II João 4.9). Jesus amou mais o Pai do que a sua própria vida. Precisamos estar dispostos a andar nas pisaduras de Jesus. O reino dos sentidos é a arena de satanás. Por isso, precisamos viver uma vida a partir do Espírito. Nossas escolhas, decisões e ações devem estar voltadas para o Espírito. Para vivermos uma vida no Espírito, precisamos ter o entendimento de que nós morremos. 

O nosso relacionamento com Deus precisa ter duas vias: o que queremos e o que estamos buscando. Já pensou se Deus respondesse imediatamente nossas orações de petições? Seríamos como “menino criado com vó”, que até vitamina de banana é coada para não se engasgar com os carocinhos da banana. Temos que deixar de ser cristão melindrosos, cheios de frescuras, cheios de “pantins”. Uma vida no Espírito nos livra dessas buchas. 

Na vida com Deus, quando queremos uma resposta, Ele nos dá um processo. O processo não elimina a nossa resposta, mas nos qualifica a receber o que vamos receber. Um bom recebedor é aquele que sabe o que faz com o que recebe. 

Uma vida no Espírito nos leva a ter uma sensibilidade aguçada para sermos despenseiros de Deus nesta terra. A primeira vez que Jesus fala a palavra Igreja, é quando fala com Pedro. Ele diz que as portas do inferno não vão prevalecer sobre a Igreja. 

Quando nascemos de novo, recebemos com a habilidade do Senhor Jesus Cristo para liberar o céu na terra. Essa é a consciência que precisamos ter e não caminhar segundo os nossos sentimentos ou experiências. Não podemos limitar a Deus às nossas experiências. Se ficamos com as nossas experiências, invalidamos o quanto Deus é grande.

Somos chamados das trevas para a luz com um propósito: pregar as virtudes d’Ele. Vamos ser tentados a encontrar resultados do lado de fora e vamos tentar comparar com o que temos dentro de nós. Você pode ter uma visão de Deus enorme dentro de você e não ver absolutamente nada do lado de fora. Deus nunca vai fazer nada fora da Palavra. O mover do Espírito nunca será além da Palavra, mas sem dúvidas, além da nossa expectativa. 

É necessário estarmos condicionados à natureza divina da qual somos participantes.

O entendimento de que Deus já nos abençoou com toda sorte de bênção é espiritual. Precisamos ter entendimento e convicção de como é uma vida no espírito para que possamos vivê-la. 

O trono de Deus não é uma cadeira. É um ofício. É o lugar de compartilhamento de autoridade, o centro de compartilhamento do poder d’Ele. Não vamos para lá, mas Ele nos vê lá (Efésios 2.6). Como, por exemplo,  o prefeito que continua sendo prefeito sem estar no seu gabinete. Não estamos no trono, mas podemos exercer autoridade como se estivéssemos lá, mesmo estando aqui na terra. O que falarmos, através do nome de Jesus, com autoridade, tendo a consciência do reino do espírito, são comandos reais. O mesmo Deus, que é o autor e consumador da fé, aperfeiçoa a nossa fé. Por isso, precisamos permanecer na Palavra, caminhando nela, dia após dia. Mas isso só é possível quando temos a consciência do reino espiritual. A fé é como os óculos, que nos permite enxergar no reino do Espírito, o que não temos no natural. 

A fé nos dá evidência de que temos algo que não vemos e não temos. A fé nos leva a crer. O crer nos leva a receber. E o receber nos leva a possuir. Por isso, Jesus disse que precisamos crer para receber. 

Uma vida espiritual não é uma vida mística, mas se trata de caminhar de uma forma que não cogitamos, nem refletimos, nem meditamos nas coisas carnais, considerando que quem anda na carne não está sujeito às leis de Deus. 

A nossa autoestima no reino de Deus é definida pelo bem que fazemos às pessoas. Somos respostas de oração para as pessoas. Precisamos investir tempo orando em outras línguas, dependendo do Espírito Santo, da Palavra. Deus quer se revelar a cada um de nós.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA