Não seja cúmplice do erro

Postado em
0

por Perilo Borba

Não devemos ser omissos sobre aquilo que acreditamos, mas, sermos referenciais de Deus nesta terra.

Deus quer lhe posicionar onde todos possam ver. Ele quer lhe dar uma posição de destaque naquilo que você faz. O Senhor nos fez embaixadores e representantes d’Ele. Você foi chamado para ser porta-voz de Deus. Você foi chamado para brilhar, mas Ele só irá lhe colocar em um lugar de destaque quando você decidir brilhar, ser a diferença, fazer e falar de forma diferente.

Deus não é um segredo para ser escondido, mas devemos torná-lO público e pregar a Sua Palavra. Você não pode se calar. As promessas irão se cumprir de qualquer maneira, mas fomos chamados para falar. Omissão é não se posicionar publicamente sobre o que se acredita. Não podemos ser omissos. Quando guardamos o amor e andamos no amor de Deus, passamos a amar todas as pessoas. Deus ama pessoas. 

Nós amamos o que Ele ama, mas odiamos o que Ele odeia. Amamos as pessoas, mas não aquilo que elas fazem de errado. Precisamos ser francos sobre aquilo que é certo ou errado. Você não pode se omitir e não se posicionar. Não podemos ficar em silêncio. Precisamos ter compaixão suficiente para salvar as pessoas falando a verdade.

É preciso termos cuidado em não nos omitir em situações que possamos evitar e ajudar pessoas a não continuarem no erro.

A omissão pode lhe fazer cúmplice. Antes, você precisa fazer alguma coisa. Se você não reprova, você é cúmplice. Se você não diz a essas pessoas que o que eles estão fazendo irá resultar em danos eternos e que essas coisas não agradam a Deus, você está se tornando cúmplice. Você precisa se posicionar. Pode ser que ao se posicionar, você seja expulso de alguns lugares, mas, é melhor ter a aceitação de Deus, do que ter a das pessoas.

Quanto mais sábio, mais domínio sobre o que se fala. Não é possível você pregar a Palavra e, dessa mesma fonte, saírem coisas que são contrárias à Palavra. O posicionamento pode nos afastar de pessoas, mas não devemos ter o sentimento de causar uma divisão. Isso não é sabedoria. Os princípios de Deus não são negociáveis.

“Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder a cidade edificada sobre um monte; nem se acende uma candeia para colocá-la debaixo do alqueire, mas no velador, e alumia a todos os que se encontram na casa. Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus” (Mateus 5.14-16).

porque o fruto da luz consiste em toda bondade, e justiça, e verdade, provando sempre o que é agradável ao Senhor. E não sejais cúmplices nas obras infrutíferas das trevas; antes, porém, reprovai-as” (Efésios 5.9-11).

Ser luz e brilhar não se trata de fingir. Torne público aquilo que você é! Seja essa luz, antes de evidenciar a outras pessoas. Essa sabedoria lhe faz conquistar as pessoas.

Elas irão querer lhe ouvir. Deus nos chamou para o ministério da reconciliação. Não podemos reconciliar as pessoas com Deus se não conseguimos conciliar as pessoas com a gente. É em paz que se semeia o fruto da justiça. Precisamos ser pacificadores. Há diferença entre você dizer às pessoas que é filho de Deus, elas olharem para você e notarem isso. Pessoas precisam ser amadas. Opiniões contrárias precisam ser respeitadas. Você pode apresentar o contrário.

Ser luz é quando as pessoas podem ver as suas boas obras através da Palavra.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA