Mensagens pervertidas

Postado em
1

No primeiro post comentei sobre a necessidade de interpretar as escrituras e nesse segundo vamos concluir o assunto.

Um texto interessante é quando os religiosos aproximam-se do Senhor Jesus e perguntam com intuito de experimentá-lo vejamos:

“Naquele dia, aproximaram-se dele alguns saduceus, que dizem não haver ressurreição, e lhe perguntaram:Mestre, Moisés disse: Se alguém morrer, não tendo filhos, seu irmão casará com a viúva e suscitará descendência ao falecidoOra, havia entre nós sete irmãos. O primeiro, tendo casado, morreu e, não tendo descendência, deixou sua mulher a seu irmão; O mesmo sucedeu com o segundo, com o terceiro, até ao sétimo; Depois de todos eles, morreu também a mulher. Portanto, na ressurreição, de qual dos sete será ela esposa? Porque todos a desposaram. Respondeu-lhes Jesus: Errais, não conhecendo as Escrituras nem o poder de Deus. Porque, na ressurreição, nem casam, nem se dão em casamento; são, porém, como os anjos no céu. E, quanto à ressurreição dos mortos, não tendes lido o que Deus vos declarou: Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó?Ele não é Deus de mortos, e sim de vivos. Ouvindo isto, as multidões se maravilhavam da sua doutrina” (Mateus 22.23-33)

Eles citaram as escrituras, pois o que eles disseram está escrito em Deuteronômio 25.5.

Mas mesmo citando as escrituras o Senhor falou:… Errais, não conhecendo as Escrituras nem o poder de Deus. Então percebemos que citar as escrituras, falar os versículos da Bíblia não é sinônimo de conhecimento Bíblico, não é sinal de que sabemos interpretar a Palavra de Deus de maneira correta. Pois eles mesmo falando a Palavra de Deus erravam por não conhece-la.

Outra passagem que mostra a necessidade de interpretar a Bíblia de maneira correta é percebida também pelo texto abaixo:

Evita, igualmente, os falatórios inúteis e profanos, pois os que deles usam passarão a impiedade ainda maior.

Além disso, a linguagem deles corrói como câncer; entre os quais se incluem Himeneu e Fileto.

“Estes se desviaram da verdade, asseverando que a ressurreição já se realizou, e estão pervertendo a fé a alguns” (2 Timóteo 2.16-18)

O que estes dois homens (Himeneu e Fileto) estavam falado é algo Bíblico, eles estavam pregando sobre a ressurreição que é uma doutrina bíblica de fato é uma doutrina básica do cristianismo, mas o apostolo Paulo diz:

Estes se desviaram da verdade…

Observe que mesmo pregando algo que esta na palavra de Deus é possível tirar do seu contexto e distorcer, é possível se desviaram da verdade no caso deles estavam afirmando que a ressurreição já se realizou algo que ainda não aconteceu.

A Bíblia fala muitas vezes sobre desvios, de fato no Novo Testamento encontramos dois tipos de desvios os quais:

  • Os que se desviam da igreja e vão para o mundo “beber, fumar e dançar colado”.
  • Os que ficam na igreja desviados doutrinariamente, desviando outros.

Paulo conclui o verso dizendo e estão pervertendo a fé a alguns.

Muitos cristãos estão com a fé pervertida por ouvir uma mensagem pervertida que é o resultado da má interpretação da Palavra de Deus.

* Marcelo Saraiva é professor do Rhema Brasil e integrante da coordenaçãoo doutrinaria do Ministério Verbo da Vida

1 COMENTÁRIO

  1. O senhor fala sobre mensagens pervertidas neste texto. Eu gostaria de saber, então, qual é a interpretação correta da passagem de Lucas 12.5; me perdoe se eu estiver errado, mas, de acordo com o contexto, Jesus não estava se referindo a Deus, quando falou: “..temei aquele que, depois de matar, tem poder para lançar no inferno..”?! Se não, de quem ele estaria falando?! Pois, se falava do diabo, seria muito contraditório que o Senhor Jesus nos mandasse temer ao diabo, sendo que Ele nos deu autoridade para “pisá-lo”.

DEIXE UMA RESPOSTA