Como desfrutar de uma vida celestial

Postado em
1

por Kenneth Hagin

Você já ouviu falar de alguém que teve gripe celestial? Pare de pensar a respeito. Isso não poderia ser certo. Sempre se trata da gripe asiática, da gripe de Hong Kong etc. Elas provém de lá, onde o diabo e as falsas religiões reinam na supremacia. 

Bons cristãos, cheios do Espírito, ouvem no rádio, veem na TV ou leem no jornal que está chegando uma epidemia de gripe, e, então dizem: “É mesmo, eu serei o primeiro a pegá-la”. E, dito e feito, contraem mesmo. O diabo os escutou falar assim.

Eu estava pregando em uma Igreja do Evangelho Pleno, em outubro de 1957, quando uma epidemia de gripe asiática caiu sobre o Sul da Califórnia. Peguei o jornal, The Los Angeles Times, e as manchetes declararam que 2 milhões de pessoas no sul da Califórnia estavam com gripe asiática. A frequência em nossos cultos reduziu-se a 40 pessoas por noite.

O pastor de uma Igreja do Evangelho Pleno (pense nisso: Evangelho Pleno, o que significa que, supostamente, ela representa o Evangelho integral) disse:“Irmão Hagin, você não está com medo de pegar a gripe asiática?”.

“Não!”, respondi. “Não hesito em lhe dizer que nunca terei a gripe asiática.”

Aquele pastor do Evangelho Pleno, com a incredulidade escorrendo pelo seu rosto como a seiva que escorre de uma árvore, tinha tão grande respeito, tão grande reverência pelo diabo, que sussurrou:“Irmão Hagin, eu teria medo de falar uma coisa assim”. Perguntei: “Por quê?”. Ele respondeu: “Ora, não sabe que Satanás escuta o que você fala?”.

O pastor não conhecia o Deus Todo Poderoso, Aquele que é mais do que suficiente. Pensava que o diabo fosse mais do que suficiente, e este contaminaria as pessoas com a gripe. Ficou apenas sussurrando, sentindo-se na presença do adversário. Sem dúvida, o inimigo, estava bem ali; já havia anos que ele estava amansando aquele pregador e aquele pobre coitado sussurrava na presença dele: “Você não sabe que o diabo vai escutá-lo”.

“Isso mesmo”, falei. “Eu queria que ele escutasse. Falei assim, especificamente para ele. Ele é o próprio elemento que eu queria que escutasse!”.

Não me acuse de ser antipático, estou falando a verdade. Você tiraria mais proveito ao ficar em casa jogando dominó do que sair para escutar pregadores desse tipo. A vida é curta demais para a desperdiçarmos assim. Toda esta luta está chegando ao fim. Jesus está voltando. É tarde demais para brincar com a fé. Ou a Bíblia é a verdade, ou não é. Se é, ficamos com ela. Se não é, vamos jogá-la fora. Mas já comprovei durante 45 anos que Ela funciona. Creia nisso!

*Trechos do Livro El Shaddai , páginas 49 e 50

1 COMENTÁRIO

  1. Quando fiz a leitura desse livro e posteriormente algumas reflexões, percebi que falta em muitas pessoas a devida convicção de quem elas são em Cristo, nosso pai é o mais que suficiente, e momentos pandêmicos como o que o irmão Hagin citou no trecho acima, mostra que algumas pessoas (cristãs) verdadeiramente ainda estão com mentes cauterizadas pelo o medo e por costumes de uma vida antes do novo nascimento, o receio em ter Fé e a escolha em andar pelo o caminho mais fácil que é o da incredulidade, alguns escolhem falar o que o mundo fala, mas devemos ser como o irmão Hagin, falar o que o mundo fala não nos ajudará em nada, fale o que Deus fala. Nenhuma circunstância financeira, emocional, social terá influência em sua vida. Seja blindado por palavras alinhadas a palavra de Deus, você fala o que ele fala e nada nos atinge.

Deixe uma resposta para Tasso Carvalho Cancelar resposta