Graça

Postado em
0

por Tony Cooke 

A minha primeira pregação sobre graça foi em 1996. A Bíblia trata sobre vários pontos diferentes relativos à graça e todo assunto que ela aborda é muito importante. O irmão Kenneth Hagin sempre enfatizou muito a fé, era a tarefa que ele tinha designada da parte do céu. Jesus até disse que algumas pessoas se especializam em alguns assuntos.

E quando você pega todos os assuntos da Bíblia juntos é como se cada um deles fossem facetas de um diamante. Na constituição desse diamante, de forma completa, são necessárias todas essas facetas.

A ênfase maior do irmão Hagin foi a fé, mas ele também ensinou várias outras coisas. Ele falou muito sobre andar em amor, sobre o Espírito Santo e os Seus dons. Ele de fato, ensinou muitos assuntos diferentes. Porém, no começo da década de 80, eu percebi como a Bíblia aborda, várias vezes, sobre graça e percebi que eu não entendia direito o que ela era. Lembro-me de que peguei uma concordância bíblica, bem grande, e comecei a estudar todas as ocorrências de cada vez que a palavra graça aparecia na Bíblia.

Comecei a perceber como essa palavra era usada. Depois de muito estudo e oração, mesmo vendo as várias aplicações dessa palavra nas Escrituras, eu via que a graça e a fé eram usadas de forma junta. Comecei a perceber que a graça ressalta a natureza benevolente de Deus, é o amor abundante de Deus a nosso respeito. Tudo aquilo que o seu amor nos proporcionou.

Comecei a ver como isso tudo trabalhava em conjunto com a fé. A graça é aquilo que Deus proporciona, a fé é a nossa resposta em receber aquilo proporcionado pela graça. Se Deus proporcionou e a gente não recebe, isso não é uma coisa boa. E também, da mesma forma, tentar receber uma coisa que Deus não disponibilizou também não vai funcionar.

Então, Deus proporciona e nós recebemos, e a gente começa a identificar essa correlação entre graça e fé.

Mais tarde, em 1988, eu comecei a ensinar uma matéria sobre isso no Rhema. Eu ensinava sobre as cinco diferentes expressões da graça, é sobre esse assunto que trata meu livro “DNA da graça de Deus”. A gente chama graça salvadora, graça santificadora, graça fortalecedora, graça para compartilhar a generosidade da graça e graça para servir. 

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA